Manuel Leal Freire brinda-nos com uma vaga de sonetos em louvor da Madre-Natura. Em cada semana, ao domingo, a poesia do bismulense de pena firme e de memória prodigiosa deslumbra-nos com a exortação às árvores, arbustos, ervas, e também aos animais, que fazem parte da Natureza deste nosso recanto raiano.

A cultura e os trabalhos do linho
A cultura e os trabalhos do linho
Ler Mais…