Nas aldeias do Interior era a sardinha o peixe que se comia, para além do fiel amigo, o bacalhau, sempre presente na fatiguê das acarreijas ou das malhas. É certo que uma sardinha chegava a dar para três-um comia o rabo, outro o meio e um terceiro a cabeça com um pouco do lombo, acompanhada de umas batatas cozidas com umas lágrimas de azeite por cima. Tempos difíceis a que os de agora, ainda que de crise, não se lhes assemelham!

Quadrazais - São Gens
Quadrazais – São Gens
Ler Mais