Em 16 de Outubro passado, Samuel Paty, um professor de história e geografia, foi barbaramente decapitado com uma arma branca por um jovem refugiado checheno de confissão muçulmana, pouco depois de ter saído da escola onde dava aulas, situada na comuna de Conflans-Sainte-Honorine, região de Paris.

Manifestação por Samuel Paty
Manifestação por Samuel Paty (Foto: D.R.)
Ler Mais