Tag Archives: marco capela

Associação Cultural Desportiva Soito - ACDS - Capeia Arraiana

Marco Capela é o novo treinador do Soito

Marco Capela vai orientar na próxima época a equipa de futebol sénior da Associação Cultural e Desportiva do Soito. O jovem treinador foi responsável pelo futebol sénior do Sporting do Sabugal em 2010 e jogou na última época na equipa de futsal do clube sabugalense.

Marco Capela - Capeia Arraiana

Marco Capela (foto: D.R.)

Futsal - Capeia Arraiana

União mais forte foi da equipa da casa

A passar por uma fase positiva, nos últimos seis encontros apenas perdeu um, a equipa de futsal da Rapoula do Côa, recebeu e venceu a Guarda Unida por 6-5. Apresentaram-se no Pavilhão Municipal do Sabugal, para disputar a 20.ª jornada, duas equipas desfalcadas, quer por castigos quer por lesões. Embora a equipa oriunda da Guarda fosse a favorita, dada a sua classificação na tabela, a equipa da Rapoula do Côa, aspirava em vencer pois jogava em casa. No final a união mais forte foi da equipa da casa que venceu por 6-5.

Futsal - Rapoula do Côa
Futsal - Capeia Arraiana

Acreditar até ao fim

A equipa de futsal da Rapoula do Côa participa no Campeonato Distrital da modalidade organizado pela Associação de Futebol da Guarda. Os representantes raianos não se têm deixado influenciar pelos resultados menos conseguidos e continuam a acreditar no seu valor.

Futsal - Rapoula do Côa

Empate amargo

Jogou-se no dia 13 de Fevereiro, no Pavilhão Municipal do Sabugal, a 15.ª jornada do Campeonato Distrital de Futsal, entre a equipa da Rapoula do Côa e a formação das Lameirinhas. Quase no final um golo amargo da equipa visitante empatou a partida a três bolas.

Futsal - Rapoula do Côa

Embora qualquer uma das equipas pudesse ganhar, a equipa da Rapoula do Côa, era a favorita, uma vez que jogava em casa perante o seu público.
O jogou começou equilibrado, com a equipa das Lameirinhas a ter mais posse de bola e apostar em jogadas de laboratório, mas sempre sem sucesso, pois a equipa da casa, estava bastante coesa em termos defensivos.
Por sua vez, a Rapoula do Côa, praticava um jogo mais simples e objectivo e contudo mais eficaz! Adianta-se no marcador por intermédio de Zé Cunha (1-0) e mais tarde João Luís aumenta a vantagem para 2-0.
Estava melhor a equipa sabugalense, criando várias situações de finalização, que não resultaram em golos, dada a inspiração do guarda-redes visitante e em determinadas situações a falta de pontaria dos atletas locais!
A vantagem verificada ao intervalo, penalizava de alguma forma a equipa da Rapoula do Côa, tendo em conta as situações de golo criadas ao longo da primeira parte.
Para a segunda parte, entrou melhor a equipa das Lameirinhas, mais pressionante e determinada. Neste período, onde foi superior, consegue fazer dois golos em pouco tempo e igualando a partida.
A reacção aos golos sofridos por parte da equipa da Rapoula do Côa foi pronta, equilibrando de novo o jogo, o que permitiu «sacudir» a pressão realizada pela equipa visitante.
O perigo rondava as duas balizas, e com mais ou menos dificuldades as equipas iam adiando os golos.
Numa jogada de insistência, Hugo Fernandes marca o terceiro golo para a equipa da Rapoula do Côa, colocando o resultado em 3-2! Quando se prévia ser este o resultado final, a equipa visitante chega ao golo do empate, a segundos do fim!
Foi mais um jogo em que a equipa da Rapoula do Côa, não consegue segurar a vantagem e mais um, em que perde pontos nos minutos finais da partida.

Próxima jornada (17 de Fevereiro, 21.30 horas, Pavilhão Sabugal): Rapoula do Côa-Manteigas.
Marco Capela

Amor com amor se paga

Depois de ter perdido em Valhelhas na segunda jornada da primeira volta, por 5-2, a equipa de futsal da Rapoula do Côa recebeu a equipa serrana e, retribuiu, vencendo igualmente por 5-2. Como diz o ditado bem português «amor com amor se paga».

Futsal - Rapoula do Côa

Num jogo que se previa difícil dada a qualidade da equipa de Valhelhas e a sua posição na tabela, os atletas de Telmo Vaz, entraram na partida sem qualquer receio e desde cedo mostraram que queriam vencer.
Nos minutos iniciais a equipa da Rapoula do Côa foi sempre superior ao adversário, criando constantes situações de finalização, que se traduziram em golo, primeiro por João Luís (1-0) e mais tarde por Hugo Fernandes (2-0).
No minuto seguinte, a equipa de Valhelhas aproveita o adiantamento do guarda-redes e reduz o marcador. A equipa adversária ganha mais confiança com o golo obtido e consegue equilibrar a partida, superiorizando-se em alguns momentos à equipa da casa. Numa bela jogada colectiva consegue mesmo empatar a partida a duas bolas.
A reacção da Rapoula do Côa foi positiva e, minutos mais tarde, Zé Cunha altera novamente o marcador para 3-2, resultado que se manteve até ao intervalo.
Para a segunda parte, quando se esperava uma maior ofensiva por parte da formação de Valhelhas, dado a desvantagem no jogo, verificou-se o contrário.
Uma entrada forte da equipa raiana anulou em grande parte as investidas da equipa adversária.
As duas equipas procuraram o golo com ambos os guarda-redes em destaque, mas seria a equipa da Rapoula do Côa, através de uma bela jogada individual de Hugo Fernandes a aumentar a vantagem para 4-2.
O ritmo do jogo ia baixando à medida que se aproximava o final da partida, mas ainda houve tempo para mais um golo, novamente para a equipa da casa na conversão de um livre de 10 metros marcado de forma exemplar por Wilson Calva.
Vitória justa e exibição segura da Rapoula do Côa, perante um adversário com grandes valores individuais, que permitiu subir na tabela classificativa.
Marco Capela

Recepção ao líder correu mal para a Rapoula

A equipa da Rapoula da Côa recebeu e perdeu por 1-6 com o C.F. Lusitânia que lidera, à 7.ª jornada, o Campeonato Distrital de Futsal da Associação de Futebol da Guarda.

Rapoula Côa - Sabugal - Futsal

Uma entrada em jogo sem alma e sem fulgor da equipa da Rapoula do Côa permitiu à equipa adversária superiorizar-se nos minutos iniciais da partida, chegando facilmente à vantagem no marcador.
Num jogo em que nada parecia sair bem à equipa da Rapoula, com erros consecutivos na construção do jogo, sempre muito precipitada a sair para o ataque, a equipa demorou a entrar no jogo e acabou por chegar ao intervalo a perder por 0-3.
A entrada para a segunda metade do desafio, obrigou a equipa da casa a um trabalho maior, dada a desvantagem no marcador, tentando pressionar o adversário. Nos primeiros 10m a Rapoula consegue reduzir por intermédio de Hugo Fernandes, mas pouco tempo depois a equipa sofre mais um golo (1-4).
A equipa da Rapoula acusa, novamente o golo, começa a acumular demasiados erros e a actuar de forma intranquila. Quem aproveita e a jogar bem é a equipa do C. F. Lusitânia, para elevar o marcador para 1-5.
A partir deste momento a equipa da casa, passa a jogar com guarda-redes avançado, na possibilidade de aproveitar a vantagem numérica no ataque, mas sempre sem sucesso, apenas conseguindo enviar uma bola ao poste, mérito também, do Lusitânia que soube defender.
Já perto do final do jogo a equipa da casa sofre mais um golo (1-6), resultado que se manteve até ao final.
O Lusitânia veio ao Sabugal, mostrar porque lidera o campeonato, num jogo em que a equipa da Rapoula do Côa, esteve longe das suas capacidades já demonstradas em jogos anteriores!

Próximo jogo no dia 11 de Dezembro (19.00 horas): Almeida-Rapoula do Côa.
Marco Capela

Rapoula do Côa goleia em futsal

A equipa da Rapoula do Côa recebeu e venceu, no sábado, 27 de Novembro, por 4-0 , a sua homologa de Foz Côa, jogo referente à 6.ª jornada do Campeonato Distrital de Futsal da Associação de Futebol da Guarda.

Rapoula do Côa - Futsal

Depois da inesperada derrota, na jornada anterior perante a formação de Manteigas, a equipa encarou este desafio com muita determinação, com um inicio de jogo muito forte, conseguindo várias oportunidades de golo, que se concretizaram logo nos minutos iniciais, por Zé Cunha (1-0) e Sérgio Pinto (2-0).
Mesmo em superioridade no marcador e sempre apoiada pelo público, a equipa galvanizava-se e as situações de golo surgiam sucessivamente, sendo que o 3-0 surgiu perto do intervalo por intermédio de Marco Capela.
As equipas foram para intervalo com um resultado confortável para a formação de Telmo Vaz que dominou por completo a primeira parte.
O início da segunda parte, foi muito semelhante ao início do jogo, com a equipa a entrar forte e a obrigar a formação de Foz Côa a cometer demasiados erros defensivos! Erros que foram aproveitados pela equipa da casa para ampliar a vantagem para 4-0, desta vez por João Luís.
Com o andamento da partida, agora ainda mais controlado, as situações de golo iam surgindo mas a eficácia não era a mesma!
Contudo, foi uma partida bem disputada, onde claramente a equipa da Rapoula do Côa foi superior no decorrer do jogo.
Próxima jornada no dia 4 de Dezembro, sábado, às 19.00 horas no Pavilhão Municipal do Sabugal entre as equipas da Rapoula do Côa e o Clube Football Lusitânia.
Marco Capela

Nova vitória da Rapoula do Côa em futsal

A equipa de futsal da Rapoula do Côa deslocou-se à cidade da Guarda para defrontar e vencer por 2-1 o clube das Lameirinhas (B) em jogo a contar para a 4.ª jornada do Campeonato Distrital da modalidade.

Futsal

A equipa da Rapoula do Côa, deslocou-se na 4.ª jornada, até a cidade da Guarda para defrontar a equipa B das Lameirinhas!
Numa noite fria e chuvosa, o jogo esteve bem «quentinho” tendo em conta o ritmo com que as equipas jogavam.
Numa boa primeira parte, onde a equipa do concelho do Sabugal controlou e dominou a partida, chegando ao intervalo a vencer por 2-0, com golos de Marco Capela e de Zé Cunha.
Para a segunda metade da partida, a equipa da casa veio disposta a alterar o marcador, mas sempre sem sucesso, pois os nossos jogadores controlavam a partida, até ao momento que alguém quis ter mais protagonismo que os jogadores, contribuindo de certa forma para um mau espectáculo, pois não deixavam jogar e os onde os critérios na abordagem dos lances não foram os mesmos, tendo em conta os utilizados na primeira parte!
A meio da segunda parte com a equipa da Rapoula condicionada perante as faltas (5) e os sucessivos cartões amarelos, nesse mesmo período a equipa local consegue reduzir através de um livre de 10 metros, num total de 3, no entanto, os outros, sem sucesso!
A equipa da Rapoula consegue algum equilíbrio no jogo, criando algumas situações de golo, uma delas pela guarda-redes, David Praça que enviou a bola a trave (lance que deixou algumas duvidas se a bola entrou ou não).
Bem perto do fim do jogo registaram-se duas expulsões de atletas do Lameirinhas por simularem faltas.
Depois de um início comprometedor (dois jogos, duas derrotas) a equipa parece ter encontrado o caminho das vitórias, ao levar de vencida os seus adversários pela segunda vez consecutiva.
Marco Capela

Vitória sorriu à terceira jornada

A equipa de futsal da Rapoula do Côa sofreu duas derrotas nas duas primeiras jornadas. Ao terceiro jogo a equipa do concelho do Sabugal venceu, por uns expressivos 6-2 à equipa de Seia F.C. que ocupava os lugares da frente apenas com vitórias.

Futsal - Rapoula Côa - Seia

Apesar das agradáveis exibições os jogadores de futsal da Rapoula do Côa que participa na 1.ª Divisão Distrital da Associação de Futebol da Guarda não conseguia traduzir as mesmas em bons resultados, sendo que, à 3.ª jornada, foi possível juntar uma bela exibição ao resultado.
Os atletas tiveram sempre grande atitude no decorrer do jogo, de forma a que o resultado final fosse positivo.
Com o pavilhão municipal do Sabugal, mais uma vez repleto de público, a equipa da casa, cedo controlou a partida e chegou à vantagem no marcador por Wilson Calva e mais tarde por Zé Cunha, aproveitando uma boa fase da equipa no jogo.
Com o resultado 2-0, a equipa da casa baixou um pouco de rendimento e acabou por consentir um golo, resultado que se manteve ao intervalo.
Para a segunda parte, a equipa entrou ainda mais forte, mais pressionante e com isso foram chegando os golos, Paulo Pernadas fez o 3-1, Hugo Fernandes o 4-1, Marco Capela o 5-1 e Sérgio Pinto o 6-1!
A terminar a partida a equipa de Seia reduziu a diferença para 6-2.
Marco Capela

Resultado não traduz exibição

A equipa de futsal da A.C.R. Rapoula do Côa deslocou-se no passado sábado a Manteigas para disputar a 2.ª jornada de futsal perante a equipa da Associação Sport Vale Zêzere de Valhelhas. O resultado final, 4-1, foi favorável à equipa da casa.

Futsal - Rapoula do Côa

Depois da derrota na 1.ª jornada, a equipa da Rapoula do Côa apresentou-se com muita vontade em vencer a segunda partida. Entrou bem no desafio, conseguindo criar boas situações de golo e equilibrando sempre o jogo, mas voltou a cometer erros defensivos que originaram golos para a equipa visitada.
Ao intervalo, a equipa da casa já vencia por 2 golos a 0.
Com o reatar da segunda parte a Rapoula do Côa, entrou muito forte, mais pressionaste e mais dinâmica, superiorizando durante quase o tempo perante a equipa local.
Nesse mesmo período, reduziu para 2-1 por intermédio de Ricardo Franco «Pipo» e continuou a construir boas oportunidades de golos, que não surgiram dada a inspiração do guarda-redes, que passou a ser o elemento em destaque.
Com a equipa balançada no ataque constante, na procura do empate, acabou por consentir mais 2 golos já nos minutos finais.
Marco Capela

Sporting do Sabugal continua imparável

Na quarta jornada do Campeonato Distrital de Futebol da 1.ª Divisão o Sporting Clube do Sabugal deslocou-se ao campo do S.C. Vilar Formoso. Num terreno tipicamente difícil com três empates nas últimas três temporadas, nem o frio que se fez sentir durante toda a partida, impediu o Sabugal de alcançar a quarta vitória consecutiva.

(Clique nas imagens para ampliar.)

Devido às ausências por lesão de Sérgio e Ricardito e por castigo de Batista submeteram o treinador Marco Capela a alterações no onze fazendo alinhar nesta partida o nº 1 Fred, 2 Isidro, 3 Janela, 4 Roberto, 5 Tó Zé ©, 6 Pires, 7 Jorgito, 8 Pereira, 9 Manata, 10 Nuno e 11 Jorgito. O técnico do Sabugal tinha ainda à sua disposição mais seis atletas, Pedro, Igor, Filipe, Tiago, Vaz Alves e o guarda-redes Chucky.
Da partida arbitrada por Hugo Geraldes de referir que apesar das oportunidades o marcador manteve-se inalterado até para além dos 90 minutos uma vez que o golo do Sabugal e único da partida surgiu já em período de compensação (dois minutos para lá dos 90) e através de uma grande penalidade convertida por Manata. No decorrer desta partida o árbitro teve um papel bastante activo na medida em que interrompeu o jogo por inúmeras vezes, mostrou nove cartões amarelos, três para o Sabugal e seis para a equipa da casa e logo nos minutos iniciais expulsou o técnico do Vilar Formoso.
Em relação a oportunidades flagrantes de entre outras é importante «enaltecer» a grande defesa do guardião do Sabugal, Fred aos 28 minutos e uma oportunidade de Manata já aos 85 minutos quando o Rebelo, guardião da equipa da casa sai da sua zona de acção e cabeceia a bola e ao chocar com um colega de equipa deixa Manata nas suas costas o que pôs em risco a sua baliza mas o golo não surgiu pois Hugo Geraldes interrompeu a jogada devido a uma suposta falta do avançado do Sabugal.
Quanto a substituições o primeiro a ser substituído na equipa do Sabugal foi Paulo que saiu aos 63 minutos para a entrada de Vaz Alves com o número 16 e aos 74 minutos Marco Capela vez uma dupla substituição Pereira e Pires deram lugar a Tiago Dias e Pedro.
Em suma, apesar do aparente quarto empate consecutivo na casa do S.C. Vilar Formoso o S.C. Sabugal conseguiu quebrar o «enguiço» e vencer a equipa da casa pela margem mínima sendo esta a quarta vitória neste campeonato que à quarta jornada é liderado pelo S.C. Sabugal a par com o G. D. Vila Nova de Foz Côa com 12 pontos.
Cláudia Janela

Sporting do Sabugal lidera classificação

Dois jogos. Duas vitórias. A equipa de futebol sénior do Sporting Clube do Sabugal, treinada por Marco Capela, lidera a classificação do Campeonato Distrital da Primeira Divisão da Associação de Futebol da Guarda.

(Clique nas imagens para ampliar.)

No domingo, dia 17 de Outubro, realizou-se a segunda jornada do Campeonato Distrital da Primeira Divisão da Associação de Futebol da Guarda.
O Sporting Clube do Sabugal deslocou-se a Pena Verde, para defrontar a A. R. C. D. Penaverdense.
Para este segundo desafio o treinador Marco Capela fez, em relação ao jogo anterior, duas alterações. Desta feita o onze titular apresentado ao Penaverdense foi o seguinte, Fred (1), Pedro (2), Janela (3), Batista (4), Tó Zé (5), Pires (6), Sérgio (7), Jorgito (8), Manata (9), Nuno (10) e Ricardito (11). O técnico do Sabugal tinha ainda à sua disposição mais sete atletas. No banco sentaram-se com o número 12 Fábio, 13 Filipe, 14 Roberto, 15 Pereira, 16 Paulito, 18 Tiago Dias e 19 Vaz Alves.
O S. C. Sabugal continua no bom caminho pois somou a segunda vitória consecutiva, ao vencer o Penaverdense por 2-0 depois de bater em casa, na primeira jornada, o Gouveia por 2-1.
Da primeira parte não há muito a apontar num jogo bem jogado mas sem golos pois ao intervalo o resultado era ainda o nulo no marcador, de referir a alteração forçada que a equipa do Sabugal teve de fazer aos 29 minutos, após a lesão de Sérgio que fez um entorse no pé direito, devido ao mau estado do terreno junto à área de Fred, entorse esse que incapacitou o jogador tendo então que ser imediatamente substituído, para o seu lugar entrou com o número 15 Pereira.
Já na segunda parte o Sabugal entrou pressionando mais o adversário o os golos acabaram por surgir. O primeiro aos 58 minutos, um bom golo apontado pelo número 11 Ricardito, cinco minutos mais tarde nova alteração no marcador a passe de Nuno, Manata fixa então o resultado em 2 a 0.
Em suma, ao fim da segunda jornada o Sporting Clube do Sabugal encontra-se no primeiro lugar da tabela classificativa com 6 pontos, também com 6 pontos está o G. D. V. N. de Foz Côa e o C. F. Vilanovense.
Cláudia Janela

Rapoula do Côa - Capeia Arraiana

Caminhada na Rapoula do Côa

Depois do sucesso «nas pegadas do Cró», no ano passado, a organização decidiu este ano manter a mesma data – primeiro fim-de-semana de Maio – para a realização da caminhada «nas pegadas do Côa». A data irá manter-se nos próximos anos.

Clique nas imagens para ampliar