Nesta pandemia refugiei-me na escrita. Acalentou-me que nem dei pelo tempo passar. E decidi nada escrever sobre o Covid-19. Era uma alternativa aos jornais clássicos. Depois alguns autores aderiram ao projecto, principalmente colegas e familiares. A seguir veio a aposta na imagem. O grafismo foi melhorando e a evolução do n.º 1 até ao n.º 29 foi notória em todos os aspectos.

O fim da Caserna
O fim da Caserna
Ler Mais