Quando há algum tempo assisti à apresentação do romance «Flores de Jasmim»* de João Gabriel Correia, na Livraria Orfeu, em Bruxelas, veio-me à memória o livro de Virgílio Ferreira «A Manhã Submersa»**. Depois de ter lido o primeiro de um fôlego, procurei na minha biblioteca o segundo que reli com o entusiasmo da primeira hora.

Ler Mais