Tag Archives: doispontocinco

Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana (orelha)

Bucho raiano na Casa Pia de Lisboa

No dia 12 de Abril (sexta-feira), a Confraria do Bucho Raiano do Sabugal esteve na Casa Pia de Lisboa, onde se realizou uma sessão sobre a gastronomia regional e se degustou o bucho e outros produtos regionais sabugalenses confeccionados pelos alunos do curso de restauração e seus monitores. A iniciativa mereceu a presença da vice-presidente da Câmara do Sabugal, Delfina Leal, assim como a presidente da Casa Pia de Lisboa, Cristina Fangueiro.

Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana (orelha)

Confraria do Bucho realizou Capítulo nos Fóios (2)

A aldeia onde nasce o rio Côa, os Fóios, recebeu no Sábado de Carnaval o IV Capítulo da Confraria do Bucho Raiano que juntou à cerimónia de entronização dos novos confrades, momentos de reflexão, homenagem a personalidades e animação musical, tudo terminando num fabuloso almoço de bucho que juntou à mesa mais de 200 convivas. Reportagem da jornalista Paula Pinto com imagem de Helena Leitão da redacção da LocalVisãoTv da Guarda.

LocalVisãoTv - © Capeia Arraiana

LocalVisãoTv - © Capeia Arraiana
Autoria: LocalVisãoTV posted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana

Confrades do Bucho almoçaram em Lisboa (1)

No sábado, dia 13 de Novembro, cerca de 60 confrades e amigos do bucho raiano reuniram-se em Lisboa, na Churrasqueira do Campo Grande, para ali apreciarem a iguaria gastronómica. Entre os convivas contavam-se pessoas gradas da cultura naturais do concelho do Sabugal.

Confraria Bucho Raiano - Sabugal - BrasãoOs escritores Pinharanda Gomes, de Quadrazais, Vítor Pereira Neves, de Sortelha, e Adérito Tavares, de Aldeia do Bispo, estiveram na Churrasqueira do Campo Grande, onde conviveram com os demais sabugalenses e amigos da Raia. O almoço foi bucho com grelos, mas não faltou a morcela e a farinheira, bem como o tradicional arroz doce e a aletria, e até um magusto de castanhas vindas do Sabugal. Tudo foi regado com um belo vinho de Caria, o já consagrado dois.ponto.cinco, de Manuel Gouveia, empresário de Sortelha, que também esteve presente.
A satisfação com o serviço do restaurante foi geral, pois para além da boa preparação do bucho, houve esmero na forma de servir, nada faltando nas mesas, o que aliás não surpreende, por se tratar de um dos mais prestigiados restaurantes de Lisboa.
A vice-presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Delfina Leal, também ela confreira do bucho, representou a edilidade, e transmitiu aos presentes que é necessário que a confraria prossiga o seu caminho divulgando a gastronomia e promovendo o convívio e a amizade entre os sabugalenses. Ofereceu à Confraria uma serigrafia da autoria do sabugalense Manuel Morgado, alusiva ao Centenário da República.
O professor Adérito Tavares usou da palavra para informar os presentes do que foram as comemorações do Centenário da República no concelho do Sabugal, a cuja comissão municipal presidiu. O escritor Vítor Pereira Neves ofereceu, por sua vez, um exemplar do livro «Sortelha Museu Aberto», que foi de seguida licitado entre os presentes, atingindo valor de 110 euros, que reverteram para a Confraria.
No dia 5 de Março de 2011 realiza-se no Soito o II Capítulo da Confraria do Bucho Raiano, onde novos confrades farão o seu juramento e receberão as insígnias. Já no dia 25 de Novembro a confraria marcará presença na feira de Santa Catarina, na Rebolosa, onde, de acordo com a tradição, se tira a licença para a matança do porco.
O almoço de Lisboa simbolizou o início da época de ouro do bucho, que é sobretudo um prato do tempo frio, correspondente à época do ano em que ocorrem as matanças e o enchido ocupa o fumeiro das habitações das terras raianas.
plb