Na minha infância ainda se visitavam os campos, onde cresciam as searas, para as abençoar e nelas depor os ramos de oliveira benzidos no Domingo de Ramos desse ano e os rosmaninhos do paraíso benzidos no Dia da Hora (Quinta-Feira da Ascensão), em geral, do ano anterior. Era uma tradição de séculos. O padre era acompanhado por muitos fiéis precedidos pela cruz.

Capela de Santa Eufêmia em Quadrazais
Capela de Santa Eufêmia em Quadrazais
Ler Mais