Era um domingo soalheiro. Por ser muito cedo resolvi ir até à fronteira entre Angola e a Republica Democrática do Congo. Os Domingos aqui são como o nosso antigamente. Cada um veste a sua melhor roupa para ir à missa ou ao culto evangélico. Porém, como dizia a minha saudosa Mãe, «Deus não dorme!», tive uma das peripécias mais engraçadas desta minha curta estadia.

Fronteira entre Angola e o Congo
Fronteira entre Angola e o Congo
Ler Mais