Tag Archives: barbeiro

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Crónica da boa disposição

Tudo o que me leva à minha aldeia de há 60 anos é muito agradável e encaro sempre cada lembrança com o mais tranquilo dos sorrisos. E muitas vezes tenho de vontade de contar muito mais coisas, referir muitos mais nomes dos meus vizinhos e amigos desses tempos de há tantos «séculos»…

Casteleiro

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Um barbeiro das Minas da Panasqueira

Mal entramos na sua Barbearia, junto à Praça de Táxis de Tortosendo, ficamos a saber que o dono da casa trabalhou nas Minas da Panasqueira. Nas paredes vemos fotografias de paisagens das Minas e dos mineiros; um relógio feito pelo próprio (as pedras do minério sinalizam as horas); um gasómetro; e um quadro com pedras de volframite, quartzo, pirites, nica branca, galena, marcassite, cassiterite, siderite, apatite…

Virgílio Dinis, da Bendada, foi barbeiro no hospital dos mineiros da Panasqueira

Virgílio Dinis, da Bendada, foi barbeiro no hospital dos mineiros da Panasqueira

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Um barbeiro… Um enfermeiro… Um João Semana

Nasceu na Miuzela (Almeida) em 1911 e foi registado com o nome de Joaquim Gonçalves Vieira, mais conhecido por «Tio Vieira». As populações viviam quase exclusivamente da agricultura, do cultivo da terra em pequenas propriedades. A vida era dura, dava pouco proveito e o trabalho rural não era reconhecido.

Um barbeiro da aldeia

Um barbeiro da aldeia

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Ida ao barbeiro

Já deram com vocês a viver um momento hoje mas a passar para o outro lado da fronteira do tempo? Já lhes aconteceu estarem num cenário mas começarem de repente a reviver noutro ambiente lá mais para trás? Pois bem. É desse fenómeno do cérebro humano que lhes venho falar hoje: o fenómeno de estar a viver um momento dentro de outro. Viver dois momentos ao mesmo tempo. Um momento dentro de outro… tudo, de um modo forçadamente poético. Parece algo esotérico, mas não é. Nada disso. É bem simples e já deve ter acontecido com muita gente. Olhe, leia e verá como é… Ao mesmo tempo, já agora, aconselharia a que passasse pelo «Serra d’ Opa» de vez em quando. Sobretudo hoje, pois é dia de edição semanal. Veja o «link» no final deste artiguinho.

Navalhas de barbear

Navalhas de barbear

José Fernandes - Do Côa ao Noémi - © Capeia Arraiana

O barbeiro

O barbeiro das aldeias era um cidadão que, para além dessa função também trabalhava a terra como os restantes. Possuia ainda outras valências de natureza curativa que por vezes resultava. Esta profissão foi sendo substituida pelos actuais caleireiros pelo hoje começam a ser raros os barbeiros com as características que antes tinham.

O barbeiro tradicional

O barbeiro tradicional