Informação (1 de Junho de 2020)

O Capeia Arraiana migrou para um novo template gráfico com melhorias visuais e mais funcionalidades multimédia.

Em consequência estão a ser actualizados todos os artigos publicados desde 2006 num processo que pode demorar algumas semanas.

Assim pedimos a compreensão dos nossos leitores e dos autores dos artigos que podem não aparecer com o melhor aspecto visual.

Obrigado

 

Contactos do Capeia Arraiana

Administração e Gestão de Conteúdos
José Carlos Lages: jcglages@gmail.com

Geral
Redacção: capeiaarraiana@gmail.com

Logótipo do Capeia Arraiana (download para utilizar em cartazes e blogues)

Capeia Arraiana - Sabugal - Guarda - Portugal - Logo 125x125 - © Capeia Arraiana Capeia Arraiana - Sabugal - Guarda - Portugal - Logo 125x125 - © Capeia Arraiana Capeia Arraiana - Sabugal - Guarda - Portugal - Logo 125x125 - © Capeia Arraiana Capeia Arraiana - Sabugal - Guarda - Portugal - Logo 125x125 - © Capeia Arraiana
125×125 250×250 500×500 750×750

 

 

Capeia Arraiana - Sabugal - Guarda - Portugal - Logo 1500x400 - © Capeia Arraiana
1500×400

 

 

 


Temática

Capeia Arraiana (capeiaarraiana.pt) é um new media on-line regional com periodicidade diária privilegiando o concelho do Sabugal e o distrito da Guarda. Move-nos a paixão pela Raia, pelas terras do forcão, pelas serras da Estrela, da Malcata e das Mesas, pelo rio Côa e pelo povo valoroso que luta pelo futuro de uma região que alguns querem condenar ao fracasso. Defendemos as nossas tradições e trabalhamos para que a informação, a opinião e o debate de ideias estejam presentes no quotidiano dos que, como nós, amam as terras beirãs.


ESTATUTO EDITORIAL DO CAPEIA ARRAIANA
(actualizado em Junho de 2020)

Capeia Arraiana - Sabugal - Guarda - Portugal - © Capeia ArraianaPrestes a atingir o primeiro aniversário, achamos chegado o momento da publicação do Estatuto Editorial do Capeia Arraiana. As regras agora definidas garantirão o cumprimento da nossa missão de informar e de promover os objectivos a que nos propusemos. Seremos intransigentes na sua aplicação, em nome dos valores que defendemos e do projecto que abraçámos.

1 – O Capeia Arraiana fundado a 6 de Dezembro de 2006 é um new media online de informação regional independente, pluralista e multimédia, acessível na Word Wide Web (www) através do endereço: https://capeiaarraiana.pt/.

2 – Tem como objectivo promover as tradições (com destaque para a Capeia Arraiana), o património histórico e cultural, as gentes e as terras do Sabugal e da Beira Interior e fomentar a troca de notícias, ideias e comentários entre os seus naturais, descendentes e amigos.

3 – Enquanto órgão informativo distingue, muito claramente, a informação da opinião ou do comentário, não sendo seu propósito promover, especialmente, a análise e a discussão político-partidária, nem intuitos de índole particular.

4 – Os colaboradores convidados do Capeia Arraiana são livres de exprimirem a sua opinião em consonância com este Estatuto Editorial.

5 – Os comentários dos visitantes serão editados e publicados desde que não sejam anónimos, não ofendam a moral comummente aceite e não veiculem ideias contrárias à harmonia social nem se envolvam em acintes pessoais.

6 – Respeita e respeitará os direitos e deveres previstos na Constituição da República Portuguesa, na Lei de Imprensa e no Código Deontológico dos Jornalistas.

7 – O Capeia Arraiana garantirá sempre o sigilo das suas fontes de informação, não aceitando, em circunstância alguma, a sua quebra.

8 – O Capeia Arraiana rejeita o sensacionalismo e será sempre escrito, editado e publicado no cumprimento das orientações e princípios definidos neste Estatuto Editorial e defendido pelo seu fundador e administrador.

José Carlos Lages
(fundador e administrador.)


O que é a Capeia Arraiana?

LocalVisãoTv - © Capeia Arraiana

Capeia Arraiana – Encerro e Capeia em Aldeia Ponte
ca2013_localvisaotv_550x15
Autoria: LocalVisãoTV posted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana

A expressão Capeia Arraiana pode lançar dúvidas em muitos espíritos.
Nas terras de Riba-Côa, pertencentes ao concelho do Sabugal, os transcudanos naturais e descendentes têm um ponto de honra: manter viva uma tradição única no mundo e iniciada no século XIX.

Todos os anos no mês de Agosto as freguesias enchem-se dos filhos da terra, emigrantes e imigrantes que voltam para matar saudades. É tempo de se tapar o largo da aldeia com reboques e carros de bois que irão servir de bancadas para o grande acontecimento. Um conjunto de paus de madeira de carvalho atados por cordas formam um grande tronco triangular: o Forcão. Ao grito de «Ó Forcão, Rapazes!», cerca de três dezenas de rapazes irão segurá-lo e resistir às investidas do touro. O baile de pés e a bravura serão recompensados pelos aplausos da assistência.

A tudo isto os sabugalenses chamam Capeia Arraiana, um espectáculo de coragem, destreza e de respeito pelo touro.

Capeia Arraiana: tourada com forcão. Tradição da zona da raia do concelho do Sabugal.
Forcão: armação triangular, construida em madeira de carvalho cuja função consiste em oferecer uma protecção aos jovens contra as investidas do touro. O manejamento deste instrumento tem técnica própria: a arte de pegar ao forcão.
Transcudano: como adjectivo é relativo a Riba Côa, e como substantivo é natural ou habitante de Riba Côa. No plural designa povo antigo da Lusitânia.


(Em actualização.)

6 Comments

  1. Avatar Carlos Caria Responder

    Senhor Dr. José Robalo
    O anterior post foi para si, que me ensinou a tradição de “Santa Comba”, de permanecer à frente, indefenidamente, por largos anos e bons.
    Para o amigo Horácio
    Lá estaremos na altura própria para festejar mais efusivamente e para já um brinde de bom vinho do Dão, à tua saúde.
    Estivemos na UAL, sim, quando eu frequentava o mestrado, onde o conclui. Não a licenciatura…

  2. Avatar Carlos Caria Responder

    A sessenta do êxito, só de juros irão de vencida as sessenta eleições seguintes.

  3. Avatar Hermínia Azenha Responder

    Mesmo vivendo longe, o nosso coração está sempre com as gente da nossa terra.

    O meu bem haja a todos vós pela partilha, desta forma consigo “matar” saudades da nossa terra!!

    A minha terra é Santo Estevão e vivo em Odivelas.

  4. O vídeo talvez seja extenso de mais mas é muito interessante. Essas e outras tradições merecem mais divulgação, veja-se o pouco público presente.
    Parabens raianos!

  5. Avatar jose manuel mendes gomes Responder

    atraves de capeia mato minhas saudades das touradas que eu via nos tempos que passei menino pois vim para o brasil e nao mais voltei obrigado capeia

  6. Avatar Amandina Lourenço Responder

    Olá a todos, boa tarde!

    Já visitei este blog várias vezes e adorei! Como habitante da freguesia de Bismula tenho muito gosto em ver que ainda existem pessoas que se interessam pela sua terra e pelos valores que lhe estão inerentes. Tenho algumas ideias em mente, mas também algum receio pela falta de práctica e experiência…! Vamos devagarinho!

    Cumprimentos,

    Amandina Lourenço

Leave a Reply to Carlos Caria Cancel reply