Category Archives: Tradições

Aldeias Históricas de Portugal - Capeia Arraiana

Aldeias Históricas promovem destino na FITUR

A rede das Aldeias Históricas de Portugal vai estar presente na Feira Internacional de Turismo (FITUR), entre 22 a 26 de Janeiro, em Madrid. O objetivo é apresentar a mercados, profissionais e público geral «um destino que são 12», com certificado «Biosphere Destination», que se destaca pela comunhão com a natureza e contacto com a cultura e costumes locais.

Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22), que liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal num percurso circular de cerca de 600 km

Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) liga as 12 Aldeias num percurso circular de cerca de 600 km

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Notícias de antigamente e de hoje

Para não me acusar em de deixar passar o mês das Janeiras sem uma referência digna de nota, resolvi hoje ir buscar uma Crónica de quem sabe do que fala… Mas não posso deixar de referir também uma notícia muito importante: no Casteleiro desde o dia 2 temos novamente um posto dos CTT – que tanta falta faz… Leia e aprecie, por favor, caro leitor.

Se em Nisa  era assim, no Casteleiro não devia ser muito diferente...

Se em Nisa era assim, no Casteleiro não devia ser muito diferente…

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – A Igreja Paroquial

A Igreja Paroquial da freguesia de Águas Belas, no concelho do Sabugal, é um edifício granítico, muito antigo, com um alpendre, uma torre sineira, com varanda, e um adro grande. A primeira data, 1692, encontra-se no púlpito e deve corresponder à construção inicial. A data seguinte, 1756, encontra-se no arco da capela-mor, na sacristia e no exterior da janela da mesma capela e corresponde à igreja atual.

A igreja de Águas Belas com 264 anos

A igreja de Águas Belas com 264 anos (1756)

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – O local da igreja

Creio que alguns leitores já conhecem esta história do como e do porquê da construção da bonita igreja da minha aldeia naquele local onde se encontra, ao fundo da povoação e não cá em cima, junto da estrada, que seria um local de muito maior visibilidade. Pois bem… leia e tire as suas conclusões.

Igreja do Casteleiro (Foto: «Viver Casteleiro»)

Bonita Igreja do Casteleiro (Foto: «Viver Casteleiro»)

Acontecimento do Ano 2019 - Capeia Arraiana

Acontecimento do Ano – Congresso da COETUR

:: ACONTECIMENTO DO ANO – CONGRESSO DA COETUR :: :: O Capeia Arraiana escolheu como Acontecimento do Ano 2019, o COETUR-VI Congresso Europeu de Turismo Rural que decorreu entre os dias 29 e 30 de Maio, no Cró Hotel Rural. O congresso, realizado pela primeira vez no nosso país, tinha como tema o «Destino Ibérico, Turismo Rural sem Fronteiras» e contou com cerca de 200 congressistas de Portugal e Espanha.

Individualidades presentes no Congresso

Individualidades presentes no Congresso

Local Visão Tv - © Capeia Arraiana (orelha)

Presépio de Natal no Sabugal é um sucesso

O maior Presépio Natural de Portugal no Sabugal está a ter uma grande afluência diária de visitantes. Construído anualmente no Largo da Fonte pelos funcionários da Câmara Municipal ocupa cerca de mil e cem metros quadrados. A recriação usa elementos recolhidos na natureza, como troncos de castanheiros (mais de 500 toneladas), heras e musgos. Reportagem da redacção da LocalVisãoTv da Guarda.

LocalVisãoTv - © Capeia Arraiana

ca2013_localvisaotv_550x15

:: ::
jcl

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Tradições de Natal

É certo que o madeiro perdeu regularidade no adro da igreja e o Menino Jesus já não desce pela chaminé, mas há tradições que continuam quase intactas, como a reunião das famílias, o presépio e a missa no dia de Natal.

Presépio na Igreja de Águas Belas

Presépio na Igreja de Águas Belas

Local Visão Tv - © Capeia Arraiana (orelha)

Madeiro de Natal em Penamacor

A vila de Penamacor acendeu o maior madeiro de Portugal na noite de 23 de dezembro com o largo da Igreja cheio de gente. A mordomia esteve a cargo dos nascidos em 1999. Reportagem da redacção da LocalVisãoTv da Guarda.

LocalVisãoTv - © Capeia Arraiana

ca2013_localvisaotv_550x15

:: ::
jcl

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Terra de muitas realidades

Hoje trago-lhe três temas inesgotados. Sempre com o mesmo amor ao torrão natal, mesmo quando tenho de falar do tempo do racionamento. Falo de comidas de sabores incríveis e falo do cultivo do linho, também…

Fumeiro das aldeias da Beira Alta

Fumeiro das aldeias da Beira Alta

RTP - Rádio Televisão Portuguesa - Capeia Arraiana

RTP em directo do «Sabugal Presépio»

O programa da RTP «Aqui Portugal» está em directo do Largo da Fonte do Sabugal entre as 11:00 horas e as 20:00 horas deste sábado, 14 de Dezembro. Em destaque «Sabugal Presépio – O Maior Presépio Natural de Portugal», recriação do Presépio de Belém que ocupa uma área de cerca 1.100 metros quadrados. A iniciativa agrega diversas cenas bíblicas relacionadas com a Natividade, desde a gruta de Belém onde nasceu Jesus, à chegada dos Reis Magos, entre outros cenários, e é construída numa escala em que os visitantes se sentem parte integrante do mesmo. Nesta quadra festiva visite o Sabugal e Surpreenda os Sentidos.

:: ::
Emissão da RTP1 em directo… (Aqui.)
:: ::

jcl

Local Visão Tv - © Capeia Arraiana (orelha)

Maior presépio natural no Sabugal

O largo central do Sabugal está transformado num grande Presépio de Natural que pode ser visitado até ao dia 12 de Janeiro. A recreação natalícia foi inaugurada no dia 6 de Dezembro e inclui uma pista de gelo ecológica, um Mercado de Natal, apresentações de peças de teatro e concertos, animação infantil no «Bosque dos Elfos», animação de rua, showcookings, exposições e ruas iluminadas. A recriação do Presépio de Belém, que ocupa cerca 1.100 m², no Largo da Fonte, no Sabugal, promete atrair grande número de visitantes. A iniciativa agrega diversas cenas bíblicas relacionadas com a Natividade, desde a gruta de Belém onde nasceu Jesus, à chegada dos Reis Magos, entre outros cenários, e é construída numa escala em que os visitantes se sentem parte integrante do mesmo. As ruas do Sabugal estão adornadas com decorações naturais natalícias que foram feitas a partir de materiais recolhidos na natureza.

LocalVisãoTv - © Capeia Arraiana

ca2013_localvisaotv_550x15

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

A freguesia de Águas Belas nas Memórias Paroquiais de 1758

O livro que nos dá mais informação sobre a freguesia de Águas Belas é «As freguesias do Distrito da Guarda nas Memórias Paroquiais de 1758. Memórias, História e Património» de 2013, que consultei online.

Memórias Paroquiais de 1758

Memórias Paroquiais de 1758

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Saramago e o Elefante Salomão

José Saramago, a viagem do elefante Salomão… e outras histórias da minha aldeia, claro. Histórias escritas há quase uma década e publicadas por aqui e por ali… Coisas bonitas da minha infância também: os modos de falar do nosso Povo. Leia com gosto, como eu leio com muito prazer.

Aldeia do Casteleiro no concelho do Sabugal

Aldeia do Casteleiro no concelho do Sabugal

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – O Ti’ Náciso e a «Quinta»

A Quinta da D. Maria do Céu, as superstições, os mitos, as lendas… sempre esse universo a dominar as lembranças dos idos de 50 e tal (haverá portanto uns 55 anitos)… Vá comigo até essa altura e divirta-se a valer, OK?

Era esta a «Quinta» que nos anos 50 do século XX estava no seu auge

Era esta a «Quinta» que nos anos 50 do século XX estava no seu auge

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Linguajares e até brejeirices

Desde os «maçónicos» até à «marrana está barronda» – eis neste artigozito algumas lembranças para a malta do meu tempo: assim se falava, assim se fala, assim se vivia, assim se vive na minha aldeia – a mais bonita de todas de todo o País, sem dúvida…

«O Centro» daqueles tempos foi sempre ponto de encontro

«O Centro» daqueles tempos foi sempre ponto de encontro

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

Carya Tallaya em destaque no «Boa Cama, Boa Mesa»

O semanário «Expresso» publicou este sábado, 26 de Outubro, o «Guia das Aldeias Históricas de Portugal». O guia com a assinatura do programa «Boa Cama, Boa Mesa», da SIC Notícias, mostra-lhe 12 locais a não perder. Nas páginas do Guia das Aldeias Históricas de Portugal estão as melhores sugestões para uma jornada que se deseja de descoberta e encanto, das actividades às experiências, dos castelos às paisagens, e dos melhores alojamentos até aos restaurantes e lojas obrigatórios, em Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso. O programa televisivo destaca a tranquilidade das casas de campo Carya Tallaya, na aldeia de Vale das Éguas no concelho do Sabugal.

Casas de Campo Carya Tallaya em Vale das Éguas

Casas de Campo Carya Tallaya em Vale das Éguas

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Como se promove uma região…

«Como se promove um concelho»! Sob este título publicou o Paulo Leitão uma oportuníssima crónica que merece todo o meu apoio. Quem vem ver o «Presépio Natural do Sabugal» também pode ir ver o «Madeiro de Penamacor» reiventando novas formas de atracção.

O Presépio do Sabugal e o Madeiro de Penamacor

O Presépio Natural do Sabugal e o Madeiro de Penamacor

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Porquê este nome da aldeia?

Sempre me questionei: «Casteleiro», porquê? Hoje trago-lhe em reposição um texto muito aplaudido na altura lá na minha aldeia… E revejo o que escrevi sobre as festas do Elefante da Viagem descrita naqueles tempos de há mais de 10 anos por José Saramago, o Grande Saramago.

A Capela do Reduto é uma das provas: sempre houve bons pedreiros no Casteleiro (o meu avô era um deles...)

A Capela do Reduto é uma das provas. Sempre houve bons pedreiros no Casteleiro e o meu avô era um deles.

Local Visão Tv - © Capeia Arraiana (orelha)

Muralhas com História em Sortelha

No fim-de-semana de 20 a 22 de Setembro, na Aldeia Histórica de Sortelha, decorreu mais uma edição de «Muralhas com História», recreando os tempos do reinado de D. Fernando I, o Formoso, o Belo, o Inconstante (1367-1383). Reportagem da redacção da LocalVisãoTv (Guarda).

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Linguajar antigo com piada

Sempre me deliciou a maneira como os nossos mais velhos falam e falavam. Quanto mais entrava pelos estudos que fiz, mais percebia o que estava em cima da mesa quando alguém chegava e dizia: «A marrana anda barronda».

Gatcho – cacho de uvas

Gatcho – cacho de uvas

Adérito Tavares - Na Raia da Memória - © Capeia Arraiana (orelha)

César e a cesariana

Júlio César nasceu de uma cesariana? Provavelmente não, embora muitos livros de História digam que sim. Vejamos…

Júlio César. Estátua existente no Forum Romano, na cidade de Roma

Júlio César. Estátua existente no Forum Romano, na cidade de Roma

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Casteleiro – Profissões há 60 e tal anos

Há dias, por indução, referi esta peça escrita há 10 anos. Chegou a altura de a repor para si. A questão é: o que se passava antes de eu ter um mínimo de memória das coisas não sei. Mas como funcionava a nossa terra em termos de profissões quando eu tinha os meus 6 a 10 anos?

Igreja do Casteleiro - Capeia Arraiana

Igreja do Casteleiro

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Passam os anos fica a saudade… (25)

As férias de Verão nunca estariam completas sem uma semana em Vale de Espinho.

Cantareira e arca salgadeira das casas raianas - Capeia Arraiana

Chambaril, Cantareira e arca salgadeira das casas raianas

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – As profissões na aldeia antiga

Em blogues que editei e neste mesmo nosso «Jornal», não me farto de referir as condições de vida e o modo de vida dos meus conterrâneos em tempos bem difíceis. E mesmo assim, na aldeia havia «artistas» e profissões de várias espécies – havia quase tudo o que era preciso para a aldeia funcionar. É sobre isso que hoje pode ler aqui algumas informações interessantes, acho eu…

Batata, melancia, feijão... - Capeia Arraiana

Batata, melancia, feijão…

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

Passam os anos fica a saudade… (24)

A matança do porco é uma das festas familiares que mais lembro e de que tenho mais saudades.

Enchido pendurado nas cozinhas das aldeias raianas - Capeia Arraiana

Enchido pendurado nas cozinhas das aldeias raianas

Casa do Concelho do Sabugal em Lisboa - © Capeia Arraiana (orelha)

Câmara do Sabugal e Casa do Concelho de mãos dadas

A Casa do Concelho do Sabugal fez no passado dia 13 de Fevereiro, 44 anos de existência. Para todos os sabugalenses que vivem na região da Grande Lisboa a «Casa» é a embaixada onde todos se sentem um pouco mais perto das suas raízes raianas. A «Casa» contou ao longo dos anos com muitas Direcções. Umas mais dinâmicas, outras menos, com altos e baixos e onde a relação com o poder autárquico sabugalense nem sempre «correu às mil maravilhas». Mas… os cerca de 60 sabugalenses que disseram «Presente!» no passado sábado, 16 de Fevereiro, à chamada para o almoço de aniversário assistiram, ainda antes de se sentarem à mesa, a um acto inédito. A Câmara Municipal do Sabugal marcou uma reunião extraordinária onde a ordem de trabalhos tinha, entre outros, um ponto muito nobre: a assinatura de um protocolo anual (renovável) de parceria entre a «Casa» e a autarquia sabugalense. Finalmente parece ser tempo de as duas entidades andarem de mãos dadas com um objectivo comum: a promoção do território raiano do Sabugal nunca esquecendo o espaço de memória construído ao longo de 44 anos.

Celebração do Protocolo de Cooperação entre a Casa do Concelho e a Câmara Municipal do Sabugal. - Capeia Arraiana

Celebração do Protocolo de Cooperação entre a Casa do Concelho e a Câmara Municipal do Sabugal (Foto: jcl)

Adérito Tavares - Na Raia da Memória - © Capeia Arraiana (orelha)

Palavras com História (II)

Há alguns anos escrevi uma crónica para o Capeia Arraiana com este título. Regressemos hoje ao mesmo tema, agora com outras palavras e outras expressões «com história». Usamos frequentemente essas palavras sem nos apercebermos muito bem da sua origem ou da sua evolução semântica, ou seja, das alterações de significado que sofreram ao longo dos anos.

Cambistas-banqueiros a trabalhar na sua banca. Pormenor de uma pintura a fresco italiana do séc. XIV - Adérito Tavares - Capeia Arraiana

Cambistas-banqueiros a trabalhar na sua banca. Pormenor de uma pintura a fresco italiana do séc. XIV

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 24

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens.
(Episódio 24. FIM).

Novela na Raia - Episódio 24 - Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 24 – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Natal

Ontem, foi dia de Natal; para a maioria das pessoas o dia terá sido feliz, no regresso à família e ao espírito de união e de partilha. Mas, muitos têm razões para estar tristes e o dia não foi de felicidade: perderam alguém de família, descobriram que sofrem de uma doença grave, encontram-se desempregados, estão sozinhos ou por outro qualquer motivo que só cada um sabe.

Nem sempre o dia de Natal é partilhar alegrias - Capeia Arraiana

Nem sempre o dia de Natal é um momento para partilhar alegrias

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 23

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens. (Episódio 23).

Novela na Raia - Episódio 23 - Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 23 – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 22

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens. (Episódio 22).

Novela na Raia - Episódio 22 - Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 22 – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Maior Presépio Natural no Sabugal

A cidade do Sabugal, no distrito da Guarda, volta a ter este ano na época natalícia um presépio gigante. O recinto decorado com mais de 500 toneladas de troncos de castanheiros ocupa uma área de cerca de 1.100 metros quadrados. A inauguração do «Maior Presépio Natural» está marcada para sexta-feira, 7 de Dezembro, às 17:00 horas.

Em 2017 foi assim... (Foto: C.M.Sabugal) - Capeia Arraiana

Em 2017 foi assim… (Foto: C.M.Sabugal)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Comparar a Serra da Pena ao Centum Cellae

Há cinco anos, defendi aqui uma teoria que cada vez mais me convence. Com base em algumas comparações e duas ou três consultas históricas na Internet, concluía eu nessa altura que a arquitectura da Serra d’Opa, do séc. XX, teria sido inspirada na arquitectura do monumento Centum Cellae a alguns quilómetros em Gonçalo, Belmonte. Volto agora ao tema por outro caminho…

Hotel da Serra da Pena e o Monumento Nacional Centum Cellae - Capeia Arraiana

Hotel da Serra da Pena e o Monumento Nacional Centum Cellae (Fotos: D.R.)

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 21

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens. (Episódio 21).

Novela na Raia - Episódio 21 - Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 21 – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana

Aldeias Históricas de Portugal - Capeia Arraiana

Aldeias Históricas vão melhorar as acessibilidades

A Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, presidiu no passado dia 11 de Novembro à assinatura do projecto «Aldeias Históricas de Portugal All For All». Um programa que pressupõe um investimento de cerca de um milhão de euros para melhorar a acessibilidade geral das aldeias e torná-las mais inclusivas para pessoas com mobilidade condicionada e invisuais. É mais um importante passo para o desenvolvimento estratégico das Aldeias Históricas de Portugal. A cerimónia decorreu no âmbito da cimeira «International Summit: Cultural Sustainable Destinations without Borders», que decorreu na Sé Catedral de Idanha-a-Velha.

Ana Mendes Godinho e António Robalo na assinatura do protocolo Aldeias Históricas de Portugal All For All - Capeia Arraiana

Ana Mendes Godinho e António Robalo na assinatura do protocolo «Aldeias Históricas de Portugal All For All»

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Antiga indústria dos tecidos

Há seis anos, publiquei aqui uma linhas exactamente sobre estes assuntos: fiação, tecelagem e tinturaria. Hoje, recordando tudo isso com saudade a propósito do Tinte… por onde se passava para ir para Cantargalo… senti necessidade de voltar aos mesmos temas – e desafiar o leitor a saber se na sua terra também havia estas «indústrias» antigas…

Tear de linho - Capeia Arraiana

Tear de linho

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 18

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens. (Episódio 18).

Novela na Raia - Episódio 18 - Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 18 – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 15

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens. (Episódio 15).

Novela na Raia - Episódio 15 - Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 15 – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana

Jesué Pinharanda Gomes - Carta Dominical - © Capeia Arraiana

Os Clérigos Agonizantes da Sacaparte (03)

A Congregação dos Clérigos Agonizantes fixou-se na Sacaparte (Alfaiates) motivando os poderes para a renovação da ermida, cujo edifício é um harmónico conjunto de formas que se entregou à pastoral dos doentes e dos moribundos. Foi neste contexto que surgiu a Confraria de Nossa Senhora do Carmo da Sacaparte. Os cultos funerários, como as Alminhas, as Encomendações, os Sufrágios, o serviço aos doentes, foram aspectos que os Clérigos Agonizantes procuraram consciencializar nos fiéis. Junto da ermida havia alojamentos para as peregrinações de toda a Raia com albergaria, hospício para doentes e estábulo para animais de tiro e gado. (Parte 3 de 3.)

Santuário da Sacaparte em Alfaiates - Pinharanda Gomes - Capeia Arraiana

Santuário da Sacaparte em Alfaiates

Franklim Costa Braga - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Episódio 13

A minha intenção é sempre a mesma. Avivar a memória da cultura de Quadrazais para que não se perca, sobretudo entre os jovens que não nasceram ou não cresceram em Quadrazais, tendo ouvido apenas dos pais e avós algumas histórias e cenas da vida quotidiana da terra onde haviam nascido, tão longe do local onde agora se encontram. Na «Novela na Raia» vou utilizar personagens reais da aldeia, tentarei descrever quadros da aldeia e narrar os factos do dia-a-dia, embora não obrigatoriamente protagonizados por estas personagens. (Episódio 13).

Novela na Raia - Episódio 13 - Capeia ArraianaNovela na Raia - Episódio 13 - Capeia Arraiana

Novela na Raia – Frequentando a Escola – Franklim Costa Braga – Capeia Arraiana