Category Archives: A minha terra é Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

As ceifas e os ranchos

No tempo antigo, por todo o lado, havia pão semeado. Ceifá-lo, exigia muita mão de obra. Juntavam-se ranchos que ceifavam cá e em terras de fora. Eram semanas de trabalho duro, mas também uma oportunidade para muitos poderem ganhar alguma coisa.

Rancho ceifando

Rancho ceifando (Foto: D.R.)

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

O Linho – Do fio ao tecido (2)

Continuo a falar do linho. Quero falar de teares e tecedeiras, de artistas que teciam no linho, mais ou menos de cabeça, verdadeiras obras de arte, silvas bordadas, com diferentes motivos, desenhos e figuras. É longo o processo, até chegar a esse linho tecido.

éplica de um argadilho ou dobadoira, feito por José Manuel Pedro (Águas Belas)

Réplica de um argadilho ou dobadoira, feito por José Manuel Pedro (Águas Belas)

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

O Linho – Da semente ao fio (1)

Já poucas pessoas recordam os campos de linho, ainda, bastante abundantes nos anos cinquenta. Mas, quase todas têm algum lençol ou toalha desse linho antigo que herdaram das mães ou das avós e que guardam com particular cuidado. Impressiona o trabalho que o linho dava. Faço aqui uma descrição pormenorizada.

Campo de Linho

Um campo de linho florido (Foto: Freepik)

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – O Café

Pode haver pouca gente numa terra, mas se existir um único café, a sensação é a de estarmos numa «terra aberta». É assim, em Águas Belas, com o Café Taberna Alípio, situado ao fundo do povo, à beira da estrada. Existe há mais de sessenta anos, com algumas mudanças inevitáveis. Remodelado, no seu interior, há poucos anos, é atualmente explorado pela senhora Isabel Firmino.

Café de Águas Belas

Café de Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – Parque infantil e de merendas

Quando vejo passar crianças pequenas, pela mão de familiares, sei que vão para o Parque Infantil. Tal como, quando vejo passar, ao cair da noite, grupos de jovens em férias, com sacos de comida e bebida, sei que vão para o Parque de Merendas.

Parque Infantil e Parque de Merendas em Águas Belas

Parque Infantil e Parque de Merendas na freguesia de Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – Tradições de Carnaval

Das tradições de Carnaval – chocalhos, entrudos, partidas e o galo oferecido à professora – só os entrudos continuam, mas não da mesma maneira. Agora, vemos crianças com disfarces completos de determinadas personagens.

Entrudos no Carnaval

Entrudos no Carnaval

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – Forno comunitário

O forno de Águas Belas foi recuperado e ganhou a placa de «forno comunitário», o que realmente foi. Mas, muitos estão longe de imaginar a sua importância, no tempo em que toda a gente aí cozia o pão. Cozer o pão, era um acontecimento, cheio de rituais e cuidados, para que tudo corresse bem e saísse bom.

Forno Comunitário de Águas Belas

Forno Comunitário de Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – Largo da Fonte Velha

A história de alguns sítios é um pouco como a das pessoas, vão-se sobrepondo camadas. Às vezes, o novo apaga o velho e parece que tudo foi sempre assim; outras vezes, o novo não apaga o velho, antes, acrescenta, melhora, preserva… Ambas as mudanças se podem ver no Largo da Fonte Velha de Águas Belas.

O Largo da Fonte Velha em Águas Belas

O Largo da Fonte Velha em Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – A Escola

A escola foi construída, nos finais dos anos cinquenta, já fora do povo, para ficar um pouco mais perto às crianças do Dirão da Rua que a frequentavam. Foi uma escola do Estado Novo e depois da democracia, até, fechar por falta de alunos suficientes. Desde, então, as crianças daqui frequentam a escola do Sabugal.

A escola de Águas Belas (em 30/12/2019)

A escola de Águas Belas (Foto: 30-12-2019)

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – Os cemitérios

Hesitei em escrever sobre os cemitérios. Por respeito, certamente, como se uma necessidade de silêncio me obrigasse a isso. Mas, há dados históricos e outros aspetos que gostaria de referir…

O cemitério novo em Águas Belas

O cemitério novo em Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – A Volta dos Reis

Teve lugar, sábado e domingo passados (4 e 5 de Janeiro), a Volta dos Reis, a que também chamam da Santa. É uma tradição que se perde no tempo e sem interrupções, pela disponibilidade dos mordomos (Águas Belas e alternadamente Espinhal e Quinta do Clérigo) e pelo sentido religioso que tem o abrir a porta a Nossa Senhora.

A Santinha que entra em casa - Volta de 2020, 5 de janeiro, em Águas Belas

A Santinha que entra em casa na Volta de 2020 (5 de janeiro) em Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Águas Belas – A Igreja Paroquial

A Igreja Paroquial da freguesia de Águas Belas, no concelho do Sabugal, é um edifício granítico, muito antigo, com um alpendre, uma torre sineira, com varanda, e um adro grande. A primeira data, 1692, encontra-se no púlpito e deve corresponder à construção inicial. A data seguinte, 1756, encontra-se no arco da capela-mor, na sacristia e no exterior da janela da mesma capela e corresponde à igreja atual.

A igreja de Águas Belas com 264 anos

A igreja de Águas Belas com 264 anos (1756)

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Tradições de Natal

É certo que o madeiro perdeu regularidade no adro da igreja e o Menino Jesus já não desce pela chaminé, mas há tradições que continuam quase intactas, como a reunião das famílias, o presépio e a missa no dia de Natal.

Presépio na Igreja de Águas Belas

Presépio na Igreja de Águas Belas

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

População de Águas Belas nos censos

Os censos realizam-se, periodicamente, desde 1864. Nesse ano, havia na freguesia de Águas Belas 560 residentes; atingimos os 1044 no censo de 1950 e hoje somos apenas 175. Há razões, certamente, a principal é a emigração.

A população da Freguesia de Águas Belas nos censos. Fonte: populacaodesabugal.jimdo.com

A população da Freguesia de Águas Belas nos censos (Fonte: populacaodesabugal.jimdo.com)

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Ainda as Memórias Paroquiais de 1758…

Nas referidas memórias, o Marquês de Arronches aparece como a figura tutelar da freguesia de Águas Belas. Referência que se encontra tanto nas respostas que o prior dá ao inquérito de 1758, atribuindo-lhe a posse das terras e da igreja, como na carta de foral do concelho da Vila de Sortelha (pp.225-226), a que pertencemos até 1855.

D. Henrique de Sousa Tavares, 1º Marquês de Arronches. Gravura: wikipédia

D. Henrique de Sousa Tavares, 1.º Marquês de Arronches. Gravura: wikipédia

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

A freguesia de Águas Belas nas Memórias Paroquiais de 1758

O livro que nos dá mais informação sobre a freguesia de Águas Belas é «As freguesias do Distrito da Guarda nas Memórias Paroquiais de 1758. Memórias, História e Património» de 2013, que consultei online.

Memórias Paroquiais de 1758

Memórias Paroquiais de 1758

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Do início de Ágoas-Bellas…

Do início de Ágoas-Bellas às primeiras memórias paroquiais. No Arquivo Nacional da Torre do Tombo, pude consultar o «Livro II das Inquirições do rei D. Dinis (1284)» que recolhe dados das Beiras e Alto Douro e visualizar o microfilme relativo às primeiras memórias paroquiais da freguesia de Águas Belas onde se registam batizados, casamentos e mortes, de 1614 a 1886, parte do livro: «Inventário Colectivo dos Registos Paroquiais (1993), Vol.1.».

Página nº 33 do Livro II das Inquirições do rei D. Dinis, referente à Freguesia de Águas Belas - Sabugal

Página n.º 33 do Livro II das Inquirições do rei D. Dinis, referente à Freguesia de Águas Belas – Sabugal

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Povoado da Idade do Bronze na Serra Gorda

Hoje, sabemos que o povoamento das terras da freguesia de Águas Belas vem de muito longe no tempo e de muito perto no espaço, não distando o primeiro povoado da atual povoação mais de um ou dois quilómetros.

A Serra Gorda em  Águas Belas, concelho do Sabugal

A Serra Gorda em Águas Belas, concelho do Sabugal

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal

Pretendo publicar um conjunto de crónicas sobre Águas Belas, na perspetiva do presente, mesmo quando refira aspetos do passado, e que penso possam ter um interesse mais alargado. Algumas serão reescritas, numa ou noutra parte, a partir de textos elaborados com outra intenção e organização que vou publicar, para já, num blogue.

Edifício da sede da Junta de Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal

Edifício da sede da Junta de Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal

Maria Rosa Afonso - Orelha - Capeia Arraiana

Ter uma terra… partilhar pertenças

Pertencer a uma terra, é ter um conjunto de referências, coladas à pele, que marcam de forma indelével o modo como vivemos, olhamos o mundo e nos relacionamos com os outros, mesmo que tenhamos, ao longo da vida, adquirido outras igualmente importantes.

Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal - Capeia Arraiana

Freguesia de Águas Belas no concelho do Sabugal