Milhares de alunos sem professores

«Há milhares de alunos sem professores, a três meses da realização de provas de aferição e de exames nacionais. O contador de alunos com falta de professores, da plataforma sindical Fenprof, aponta para 30 mil, entre os dias 12 e 16 de fevereiro (o DN procurou esclarecimentos junto do ministério da Educação, mas não obteve resposta até ao fecho da edição). Uma “realidade preocupante” e que é um dos motivos que leva os pais do movimento PELPE a marchar este sábado, em Lisboa, para exigir uma escola pública de qualidade e a resolução imediata de “problemas graves” no setor da Educação.»

Destaque da primeira página no jornal «Diário de Notícias» no sábado, 24 de fevereiro de 2024.