Manuel Barros, presidente da Junta de Freguesia, confidencia: «Desde tempos imemoriais que se associa esta data ao início da matança do porco e se alguém a fizesse antes deste dia, não era visto com bons olhos. Chegou até nós a expressão, vamos à Rebolosa tirar a licença, razão pela qual e simbolicamente, a Junta de Freguesia está a emitir licenças para os visitantes.»

JOSÉ ROBALO, in «Vamos à Rebolosa tirar a licença», «Páginas Interiores», Capeia Arraiana (24.11.2007)… (Aqui.)