Do Bucho raiano…

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana (orelha)

É a altura de dar um passo em frente!

António Robalo apresenta o bucho raiano a António Costa (Foto: jcl)

António Robalo apresenta o bucho raiano a António Costa no Mercado da Ribeira em Lisboa (Foto: José Carlos Lages)

.
É o momento de dar o salto para a certificação do bucho…

A realização do XI Capítulo da Confraria do Bucho Raiano, o que significa que está dobrada a dezena de anos de existência desta Confraria, deve ser momento de reflexão sobre o que se pretende fazer no futuro próximo.

Nestes 10 anos o bucho raiano e também os restantes enchidos sabugalenses, desde a chouriça à morcela, passando pela mioleira (nome que devia ser preferido ao de farinheira, pois o que diferencia este enchido é, exatamente, o ser feito à base de miolo de pão e não de farinha…), ganharam um renome nacional que muito se deve ao trabalho de divulgação levado a cabo pela Confraria, mérito que deveria ser reconhecido por todos.

Mas, penso, este é o momento de dar o salto para a certificação do bucho.

Já em tempos referi que existe com existe um enchido muito semelhante ao nosso que ostenta a designação «Indicação Geográfica Bucho da Guarda» e cujo processo de certificação é acompanhado por um conjunto de regras muito específicas e detalhadas que vão desde a raça do porco a utilizar, à sua alimentação, à composição das carnes a utilizar, à sua forma de produção e cura.

Não conheço este bucho da Guarda, mas reconheço que, a serem cumpridas as regras estabelecidas, este é um produto verdadeiramente tradicional, produzido de acordo com os usos ancestrais muito semelhantes aos que eram seguidos nas casas dos nossos avós.

Como queremos que evolua a afirmação do nosso bucho raiano, eis a questão que se coloca neste momento.

Chega-nos continuara a vender um produto que, apesar da qualidade, não tem a possibilidade de ostentar a designação «Indicação Geográfica»?

Ou iniciamos o processo de certificação do «Bucho Raiano», o que significa o assumir de compromissos por todos, Confraria do Bucho Raiano, Câmara Municipal, Juntas de Freguesia, criadores de porcos, produtores e comerciantes?

:: ::
«Sabugal Melhor», opinião de Ramiro Matos

Deixar uma resposta