Uma pincelada sobre o racismo

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Querido(a) leitor(a), o racismo é um sentimento irracional, apoia-se na supremacia da Raça e no ódio ao estrangeiro.

Uma pincelada sobre o racismo

Uma pincelada sobre o racismo

.
Aporofobia…

Um racista é por norma um frustrado, odeia o estrangeiro e aquele que tem cor de pele diferente, quase como se odeia a ele próprio, e culpa esse mesmo estrangeiro das suas frustrações e da sua situação económica e social. Esta é uma das razões porque as classes populares proletarizadas e inseguras em relação ao seu futuro são terreno fértil para o ressentimento, a inveja e o medo. Este fluxo de racismo a que estamos a assistir no Ocidente civilizado, industrializado, tecnologicamente avançado e de economia Neoliberal tem a sua génese no desemprego, na insegurança e nos baixos salários dos trabalhadores autóctones. O ódio ao estrangeiro é presentemente uma escada rolante que está a levar a Extrema Direita ao poder.

Como eu um dia já aqui escrevi, odeia-se o estrangeiro, mas o estrangeiro pobre, porque o estrangeiro rico, tenha a cor da pele que tenha, faça compras em luxuosas boutiques e conduza um luxuoso Ferrari, é motivo de inveja, e qualquer racista não tinha pejo em acompanhar com ele. O ódio ao estrangeiro com cor de pele diferente e pobre, chama-se Aporofobia.

Querido(a) leitor(a), conforme o título do artigo, este é uma simples pincelada sobre o Racismo.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta