Turismo Centro e Castilla y Leon com projecto comum

Turismo Centro Portugal - Capeia Arraiana

O Turismo Centro de Portugal e a região espanhola de Castilla y Leon vão intensificar a sua cooperação transfronteiriça ao nível do turismo. As duas regiões vizinhas pretendem promover-se como um só destino em feiras e eventos internacionais. Este projecto comum ficou decidido durante uma reunião de trabalho, no passado dia 13 de Fevereiro em Valladolid, entre as entidades que coordenam a actividade turística nos dois territórios. A aposta vai incidir sobre o Vinho, a Gastronomia e o Património da Humanidade.

Adriana Rodrigues (TCP), Sílvia Ribau (TCP), Filomena Pinheiro (TCP), Pedro Machado (TCP), Estrella Torrecilla Crespo (Junta de Castela e Leão), Jorge Loureiro (TCP), Alejandro Galán (Junta de Castela e Leão), Blanca Arévalo Álvarez (Fundação Siglo) e Benigno Garrido (Fundação Siglo)

Adriana Rodrigues (TCP), Sílvia Ribau (TCP), Filomena Pinheiro (TCP), Pedro Machado (TCP),
Estrella Torrecilla Crespo (Junta de Castela e Leão), Jorge Loureiro (TCP), Alejandro Galán (Junta de Castela e Leão),
Blanca Arévalo Álvarez (Fundação Siglo) e Benigno Garrido (Fundação Siglo)

.
Na reunião, em Valladolid, entre os responsáveis do Turismo Centro de Portugal e de Castilla y Leon foram abordados os projectos de promoção conjunta de produtos turísticos já em vigor entre Centro de Portugal, Castela e Leão e a Extremadura espanhola, tendo sido destacadas algumas acções realizadas, como a participação conjunta da Eurorregião EUROACE (Centro de Portugal, Alentejo e Extremadura) em iniciativas promocionais, em Bruxelas e em Xangai.

A reunião sentou à mesma mesa Estrella Torrecilla Crespo, directora geral de Turismo da Junta de Castela e Leão, e Pedro Machado, presidente da Agência Regional de Promoção Turística Centro de Portugal (ARPTCP) e da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, além de directores e técnicos destes organismos e da Fundação Siglo para o Turismo e as Artes de Castela e Leão. O encontro teve lugar no contexto da Feira Internacional de Enoturismo, evento que decorreu nos dias 12 e 13 de Fevereiro em Valladolid.

Apresentaram-se também os projectos transfronteiriços que já estão a decorrer, no âmbito dos programas europeus RESOE – Macro Região do Sudoeste Europeu (Centro de Portugal, Porto e Norte, Castela e Leão, Galiza, Astúrias e Cantábria), Rede de Cidades Cencyl (Aveiro, Figueira da Foz, Coimbra, Viseu, Guarda, Ciudad Rodrigo, Salamanca e Valladolid), CRECEER (cooperação empresarial em ambientes transfronteiriços rurais, que junta Centro de Portugal, Porto e Norte, e Castela e Leão) e NAPOCTEP (Rotas Napoleónicas no Centro de Portugal e Castela e Leão).

Estrella Torrecilla Crespo propôs avançar-se com um projecto no âmbito do SUDOE, programa de cooperação territorial do espaço sudoeste europeu, que envolva cinco regiões: Centro de Portugal, Porto e Norte, Alentejo, Castela e Leão e Extremadura. O objectivo será a promoção conjunta de três produtos turísticos fundamentais para estes territórios, nomeadamente o Vinho, a Gastronomia e o Património da Humanidade classificado da UNESCO.

A proposta foi acolhida com entusiasmo por Pedro Machado, que lembrou que o Vinho e o Enoturismo foram considerados como uma prioridade para Portugal em 2020. Da mesma forma, ambos os dirigentes sublinharam a vantagem de se promover um destino que, em conjunto, reúne 28 patrimónios UNESCO.

Em cima da mesa ficou também a possibilidade de se incluir neste projecto a formação e qualificação de recursos humanos, em especial nas áreas da gastronomia e enoturismo, uma vez que a falta de recursos humanos qualificados é uma lacuna comum a ambos os países.

jcl (com Turismo Centro Portugal)

Deixar uma resposta