Ciência das Ideias

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Os confrontos violentos entre ideologias nos séculos XIX e XX são momentos históricos que nunca mais se voltarão a repetir? Ou será que as ideologias já não terão sentido nos dias de hoje?

Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) - Filósofo do iluminismo e um precursor do romantismo

Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) – Filósofo do iluminismo e um precursor do romantismo

Querido(a) leitor(a), a ideologia não é algo que o Homem possa ter ou não ter, ou seja, não é algo que dependa da sua própria vontade, tenhamos ou não consciência disso, mas ideologia todos temos. Quantas vezes ouvimos e participamos em discussões políticas, sociais e também morais? E tanto discute o mais conhecedor como o mais analfabeto.

A maneira como encaramos todo este conjunto de ideias e valores, é ideologia. Ao ler estas palavras desse grande estadista espanhol Felipe Gonzalez – «O Capitalismo triunfante está destruindo-se a si próprio» – creio que esta seja a razão porque estão a surgir as péssimas ideologias do século passado, nacionalismo, xenofobia, racismo, e até o próprio fascismo.

A acumulação de riqueza sem uma repartição justa, pouco se importando com a vida dos Seres Humanos e até do próprio planeta Terra só pode levar à decadência e aos Caos, assim é o Capitalismo que nos rege, o Capitalismo triunfante, até quando?

A Democracia também já está a ser posta em causa por essas velhas ideologias do século passado, dizendo os seus seguidores que as democracias já não são garantia de crescimento, estabilidade e bem-estar social, mandam olhar para a China! Vêem nela a ditadura perfeita.

Querido(a) leitor(a), acabo dizendo-lhe que nunca diga que não tem ideologia, pela simples razão de que está a mentir.

:: ::
«Passeio pelo Côa», opinião de António Emídio

Deixar uma resposta