Postal TV (294)

José Carlos Mendes - Orelha - Colaborador - Capeia Arraiana - 180x135

Na semana em que se anuncia que o canal público vai passar a transmitir, à hora do serão, produtos com droga, sexo e crime, tudo à mistura… de que mais falar? A minha intenção inicial foi manifestar o meu repúdio via silêncio – mas não consegui, como vê…

Luz Vermelha

Luz Vermelha

Prefiro então dar a palavra ao canal «Zapping»:

«“Luz Vermelha” é a nova aposta na área da ficção nacional da RTP1 e a estreia está marcada já para esta semana.

Com autoria e argumento de Patrícia Muller, a série de 13 episódios, produzida pela Vende-se Filmes, marca a estreia dos realizadores André Santos e Marco Leão na televisão.

O primeiro episódio de “Luz Vermelha” é emitido já nesta sexta-feira à noite. A produção surge rodeada de polémica devido à ambientação da trama.

A série tem como ponto de partida a condição humana e é feita uma reflexão sobre os papéis sociais, a solidão e o impacto da prostituição na contemporaneidade. Uma jovem brasileira chega a Portugal à procura de um futuro que rapidamente se revela sinuoso. Bruna, vê-se forçada a prostituir-se. No seu encalço, dois jornalistas enredam-se numa investigação de uma rede de tráfico humano. Um grupo de mulheres traídas escreve uma carta anónima à imprensa portuguesa que tem repercussões internacionais».

Outros títulos que tenho visto andam pelo mesmo:

– «Luz Vermelha: sexo e prostituição invadem noites da RTP – estreia no dia 11» (Em «ParaEles»);

– «Sexo e prostituição – Invadem noites da RTP em Luz Vermelha» (Em «Vip»).

Fique desde logo com uma ideia, vendo o «trailer» da série…

Canal público, não é? Ora, bolas.

Até para a semana.

:: ::
«Postal TV», por José Carlos Mendes

Deixar uma resposta