Como nasceu o Congresso do Foral

Sabugal - © Capeia Arraiana (orelha)

:: :: CONGRESSO DO FORAL DO SABUGAL :: :: A ideia de comemorar em Novembro de 1996 os 700 anos do foral dionisino do Sabugal nasceu na Casa do Concelho, e resultou de uma conversa com o grande filósofo e historiador quadrazenho Jesué Pinharanda Gomes.

O congresso deve-se a Pinharanda Gomes

O congresso deve-se a Pinharanda Gomes

Eu na altura presidia à direcção da Casa do Concelho do Sabugal em Lisboa, onde tinha entrado pela mão do saudoso Francisco Engrácia, de Vila Boa.
Num dos primeiros dias de Janeiro de 1996, convidei o escritor Pinharanda Gomes a visitar a Casa, da qual ele era sócio. No dia aprazado, o filósofo chegou e entrou na Casa descontraído e sorridente. Estendeu-me a mão e disse-me com ar desenvolto:
– Sou o Pinharanda, prazer em conhecê-lo!
Era para mim uma honra apertar a mão àquele português ilustre, nascido na raia, autor de vasta obra literária e vulto intelectual das nossas letras e do pensamento filosófico
Na Casa, eu e um grupo de voluntários dobrávamos e etiquetávamos o boletim mensal informativo para o expedirmos aos sócios, e Pinharanda, ao ver os demais dirigiu-se-lhe igualmente:
– E este pessoal? Como se chamam, de onde são?
Feitas as apresentações fomos para a biblioteca da Casa, onde conversámos longamente. Nessa altura preocupava-me a falta de iniciativas de carácter cultural no concelho, e ansiava por realizar algo por ocasião do sétimo centenário do Foral do Sabugal que se cumpria esse mesmo ano.
– Tenho uma proposta. Ouça…
Puxou de uma caneta, pediu papel, e traçou, rápida e metodicamente, as linhas mestras do projecto de um congresso a realizar no Sabugal em Novembro, mês em que a efeméride se cumpriria. As datas, os nomes, os temas, os meios logísticos, tudo devidamente enquadrado e explicado. Uma capacidade de raciocínio e de exposição marcantes, uma objectividade invulgar.
Proposta elaborada, perguntou-me:
– Quando me contacta?
Fiquei desconcertado! Argumentei que havia necessidade de elaborar um projecto, um orçamento, ver da disponibilidade financeira da Casa, arregimentar apoios, enviar um ofício à Câmara,…
– Muito bem, mas em 30 de Setembro tudo tem que estar acertado, e é melhor marcar já a próxima reunião.
Dali nasceria o Congresso Comemorativo do VII Centenário do Foral do Sabugal, realizado nos dias 9, 10 e 11 de Novembro de 1996, na sede do concelho.
Seguiram-se meses de trabalho intenso, com multiplicidade de contactos, programação do evento, convites, acertos de logística, para que a Casa do Concelho do Sabugal e a Câmara Municipal do Sabugal, que aceitou a parceria, levassem a efeito o grande e marcante evento comemorativo da sua história.
:: ::
Por Paulo Leitão Batista

Deixar uma resposta