A Biomassa Florestal e a eficiência energética

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

A Conferência da ENERTECH SABUGAL 2016 que se vai realizar a 3 de Junho, tendo como tema central o Binómio «Biomassa Florestal Residual (BFR) / Eficiência Energética», será «antecedida» por uma reunião, no dia 19 de Abril, promovida pelo Município do Sabugal, com os Lares do Concelho para lhes dar a conhecer os benefícios associados ao uso eficiente da energia, que lhes poderá proporcionar significativas baixas de custos.

ENERTETCH-CQ-trt-610x292

Esta aposta é acertada e extremamente oportuna. Com efeito estamos perante dois importantíssimos recursos endógenos do Concelho que urge explorar a bem da economia e do ambiente. A oportunidade do seu tratamento está fundamentalmente associada às atuais prioridades estabelecidas na afetação dos fundos estruturais, aos dois recursos.

malcata copySobre a BFR podemos afirmar que a emergência de eventuais explorações, com sucesso e com significado, têm no Sabugal, seis sustentáculos determinantes. Terrenos, em exploração florestal, integrados ou não, em Zonas de Intervenção Florestal (ZIF),que proporcionam BFR com regularidade. Terrenos abandonados que necessitam ser periodicamente limpos, e, muito especialmente, os que que se aproximam de agregados populacionais. Redes viárias (primárias e secundárias), linhas de transporte e distribuição de energia que obrigam a limpeza de faixas do material combustível circundante. Baldios. Equipas de Sapadores espalhadas pelo território. Um Gabinete Técnico de Gestão Florestal da Câmara.

Se os seis sustentáculos anteriores forem analisados de uma forma integrada estamos certos que será possível definir uma estratégia de intervenção sobre a fileira florestal numa perspetiva de exploração eficiente com economias de escala. Naturalmente que dessa estratégia surgirá, inevitavelmente, investimento (publico e/ou privado), nomeadamente, em centros de logística e comercialização de BFR.

Definir uma estratégia de intervenção sobre a fileira florestal

Definir uma estratégia de intervenção sobre a fileira florestal

Sobre eficiência energética a estratégia acertada passará necessariamente pela elevação dos níveis de conforto, consumindo menos energia e pela substituição de combustíveis fósseis por energias renováveis, por exemplo, combustíveis derivados da BFR. A dinâmica a estabelecer, neste sentido, terá que começar na produção de energia térmica em edifícios públicos, IPSS , piscinas , … etc . Neste domínio enaltecemos a iniciativa e a pró- atividade do Município do Sabugal ao convocar para a próxima 3ª feira, dia 19 de Abril, os 30 Lares do Concelho para uma reunião sobre eficiência energética. Aí vai ser transmitida informação relevante sobre regimes de apoio. Se essa informação tiver eco e acolhimento os custos de funcionamento, associados à energia, dessas IPSS, poderão baixar na ordem dos 30 a 40%, ganhando, por essa via, recursos financeiros para melhorar a qualidade de serviço e os níveis de conforto dos seus utentes. Por essa via, terão ainda, essas instituições, oportunidade de reforçar o seu posicionamento social ao contribuírem, adicionalmente, para o surgimento de economias locais, de emprego e portanto auxiliarem na fixação de população.
José Escada da Costa (Associação Malcata com Futuro)

Deixar uma resposta