O falar de Riba Côa – o léxico (108)

O Falar de Riba Côa - Paulo Leitão Batista - © Capeia Arraiana

Damos continuidade à apresentação do léxico «O Falar de Riba Côa» com as palavras e expressões populares usadas na raia ribacudana.
Entre os termos PESCUNHO e PILDRICOS.

PESCUNHO – cunha do arado, para aperto (Manuel dos Santos Caria).
PESPILRO – borboto; rebento; botão de planta (Júlio António Borges).
PESSERRO – barroco; rochedo (Franklim Costa Braga).
PESTE – relâmpago provocado pela trovoada; raio; centelha; faísca. Pessoa má. Mau cheiro. Cheira mal ca’pesta.
PÊTA – mentira, logro. Peta do sacho e da podoa.
PETAR – falar muito num assunto (Júlio António Borges).
PETESGO – pequeno, criança – termo da gíria de Quadrazais (Nuno de Montemor).
PETISCAR – bater com paus no madeiro de Natal para fazer saltar faniscas (Clarinda Azevedo Maia – Aldeia da Ponte). Os jovens mostravam assim valentia, ao aguentarem a alta temperatura do fogo enquanto batiam nos cepos.
PEXOTE – fraco; reles.
PEZUNHO – pé grande.
PIA – recipiente de pedra para deitar comida aos animais. O cortelho tem sempre uma pia a um canto, para onde se despeja a vianda do porco.
PIADOSO – piedoso (Júlio António Borges).
PIAL – bancada de pedra para colocar utensílios, que existe em locais como no forno e nas fontes (Leopoldo Lourenço). Também se diz poial.
PIANTE – borracho; pássaro – termo da gíria de Quadrazais (Nuno de Montemor).
PIÃO – peça de madeira com um ferrão, com a qual os rapazes jogam (jogo do pião), enrolando-lhe uma cordel (baraça) e fazendo-o girar no solo.
PIÃO DAS NICAS – pião velho que o jogador apresentava quando perdia o jogo, para aguentar as nicas (ferroadas com o pião a que o vencedor tinha direito). Indivíduo que fica com os restos ou executa os trabalhos que aos outros não agradam; bode expiatório (Júlio Silva Marques).
PIASCA – pequeno pião (Júlio António Borges).
PICANÇO – engenho de tirar água, também chamado burra de ogar, picota e cegonha.
PICÃO – penedo muito alto (Júlio António Borges).
PICA-PORTE – trinco da porta (Clarinda Azevedo Maia – Forcalhos).
PICAR – afiar; aguçar – picar a gadanha.
PICAR A POTRA – ir divertir-se, fugindo às responsabilidades da vida. Aos domingos picam a potra.
PICARDIA – velhaquice; partida; maldade; pirraça.
PIÇARRO – barroco; pedra arrancada de um penedo. Piçarra: pedra usada para esteio na vinha (Júlio António Borges).
PICHEL – jarro para tirar vinho de pipas e tonéis. José Pinto Peixoto especifica: jarro de estanho, com tampa. «Bebem todos, pelo mesmo jarro ou pichel, o saborosíssimo vinho» (Joaquim Manuel Correia).
PICHORRA – pequena cântara de barro, com bico; bilha (Júlio António Borges).
PICHORRO – copo de beber vinho. Pichel com bico – na linguagem de Monsanto (Maria Leonor Buescu).
PICO – ferramenta utilizada pelo pedreiro para picar a pedra.
PIÇÓ – pé seco do cacho, que fica na videira depois da vindima.
PICOTA – o m. q. picanço.
PICOTO – ribanceira; barreira (Clarinda Azevedo Maia – Vale de Espinho).
PIEIRA – bronquite; asma; respiração ofegante (José Pinto Peixoto).
PIELA – bebedeira.
PIFANO – pífaro (Joaquim Manuel Correia).
PIGARÇO – cabelo esbranquiçado; grisalho.
PIGUEIRO – pessoa que come pouco (Júlio António Borges). Também se diz pisco.
PILA – galinha. Pila, pila: chamamento das galinhas. Pia de deitar a azeitona no lagar (Clarinda Azevedo Maia – Fóios). Monte de azeitonas (Clarinda Azevedo Maia – Lageosa) – do Castelhano: pila (monte, pilha).
PILÃO – peso cursor da balança romana. Rolo do almofariz, de ponta boleada, que serve para esmagar alimentos.
PILAR – secar castanhas no caniço. Castanhas piladas.
PILDRA – cadeia; prisão. Cama – termo da gíria de Quadrazais (Nuno de Montemor).
PILDRICOS – pequenos afazeres pendentes (Leopoldo Lourenço).
:: ::
Paulo Leitão Batista, «O falar de Riba Côa»

leitaobatista@gmail.com

One Response to O falar de Riba Côa – o léxico (108)

  1. No Casteleiro, destes termos, conhecemos muito poucos:

    PÊTA, PEXOTE, PEZUNHO, PIA (e onde bebiam chamava-se o pio – de pedra e na rua), PIÃO, PICANÇO, PICAR A POTRA, PICARDIA, PICHORRO, PICO, PIEIRA, PIELA, PILA, PILAR, PILDRA.

    Acrescento uma palavra que está ausente da lista:
    – Pespineta: de nariz levantado, senhor/a do seu nariz. Aplica-se sobretudo às mulheres e mais ainda às jovens: «É toda pespineta».

    Boa tarde a todos!

Deixar uma resposta