O falar de Riba Côa – o léxico (105)

O Falar de Riba Côa - Paulo Leitão Batista - © Capeia Arraiana

Damos continuidade à apresentação do léxico «O Falar de Riba Côa» com as palavras e expressões populares usadas na raia ribacudana.
Entre os termos PASTECO e PÉ DE PESSEGUEIRO.

PASTECO – pequena oração (corruptela de pax tecum), que vale como esconjuro para afastar o perigo: «Pasteco, pasteco, paz de Cristo. Se os inimigos vierem, tenham olhos, mas não vejam; tenham pernas, mas não andem; tenham braços e não alcancem» (Manuel Leal Freire).
PASTO – planta silvestre com que se faz uma espécie de vassoura, usada para «barrar» de cal as paredes da casa (Clarinda Azevedo Maia – Batocas).
PASTORIA – rebanho de ovelhas; peara de gado.
PASTORZINHO – pirilampo (Clarinda Azevedo Maia – Fóios).
PATACA – pequeno saco de couro onde os homens metem o tabaco (Clarinda Azevedo Maia – Fóios).
PATACHIM – tendilhão, ave de arribação (onomatopeia).
PATACO – moeda de pouco valor.
PATADOSA – borboleta o m. q. papalosa.
PATANHAR – espezinhar (Júlio António Borges).
PATAQUEIRA – espécie de carteira onde os antigos fumadores guardavam o tabaco e as mortalhas (Duardo Neves). Porta moedas – onde se guardam os patacos.
PATAROCO – homem de pouco juízo (Júlio António Borges).
PATARRECO – homem pequeno.
PATATUCO – indivíduo natural da Lageosa (Adérito Tavares).
PATENTA – tributo em vinho que paga aquele que vai namorar em terra alheia. Os rapazes da aldeia da rapariga juntam-se e fixam a quantidade de vinho que o de fora tem de pagar. Também se diz pagamento do vinho. Júlio António Borges, escrevendo sobre Figueira de Castelo Rodrigo, diz que para o mesmo significado se usa o termo barro. Já Maria Leonor Buescu, referindo-se à linguagem de Monsanto, diz que a patenta era uma despesa imposta para festejar qualquer acontecimento agradável, que poderia, portanto, ir para além do namoro em terra alheia.
PATENTE – o m. q. patenta (o termo varia de aldeia para aldeia).
PATOÁ – conversa; conhecimento; capacidade de persuasão. É que tens um patoá.
PATOJA – mulher desajeitada (Júlio António Borges).
PÁTUA – batata – termo da gíria de Quadrazais (Nuno de Montemor).
PATULEIRA – muita gente junta, barulhenta, desorganizada (Duardo Neves).
PATUSCO – brincalhão; cómico; ridículo.
PATUSQUEIRO – alegre; divertido (Júlio António Borges).
PAU DE VIRAR TRIPAS – pessoa muito magra (Francisco Vaz).
PAVEIA – pequeno molho de centeio cortado; gavela. José Pinto Peixoto diz que a paveia corresponde a cinco ou seis gavelas.
PAZGUATA – rapariga calma, simples, inactiva (Duardo Neves).
PEANHA – pedal do tear. Dar á peanha: dar ao pedal ou dar ao pé.
PEARA – rebanho de ovelhas; pastoria.
– tarefa de compressão do bagaço que restou no lagar após se retirar o vinho para pipas ou cubas. O pé faz-se recorrendo a uma prensa, que espreme o vinho: fazer o pé. Também se chama pé ao engaço, ou seja, aos próprios caules e bagas das uvas que ficaram no lagar.
PECADO – diabo (Clarinda Azevedo Maia – Lageosa).
PECO – fraco; incapaz; que não medrou. «Junta [de vacas] que leva dezasseis sacos não é peca» (Joaquim Manuel Correia).
PECO – que não se desenvolveu; reles; por medrar.
PEÇONHA – malícia; maldade
PEDÂNEO – juiz que julgavam nas aldeias. Julgavam de pé, daí a origem do termo juiz pedâneo.
PÉ-DESCALÇO – indivíduo natural da Cerdeira.
PÉ DE PESSEGUEIRO – sinal que marca o ponto inicial de uma tarefa. Por exemplo, na descava de uma vinha, ao largar o trabalho o dono coloca uma marca visível, para que no dia seguinte todos se dirijam de imediato para a frente de trabalho, sem perdas de tempo.
:: ::
Paulo Leitão Batista, «O falar de Riba Côa»

leitaobatista@gmail.com

One Response to O falar de Riba Côa – o léxico (105)

  1. De todos estes termos, quais é que se usa(va)m no Casteleiro?
    Se não falho, são apenas os seguintes:
    PASTORIA, PATACO, PATAROCO (mas dito patareco), PATOÁ, PATUSCO, PAU DE VIRAR TRIPAS, PÉ (pé, não, mas, claro: agua-pé).

    Tão somente isto, PLB!!!!
    Curto, cada vez mais curto.
    Vivemos e/ou nascemos mesmo numa região muito diversificada…

Deixar uma resposta