O falar de Riba Côa – o léxico (103)

O Falar de Riba Côa - Paulo Leitão Batista - © Capeia Arraiana

Damos continuidade à apresentação do léxico «O Falar de Riba Côa» com as palavras e expressões populares usadas na raia ribacudana.
Entre os termos PÂNDEGO e PARANHO.

PÂNDEGO – que gosta de farra; reinadio; divertido; estroina.
PANDILHA – maltrapilho; vadio; vagabundo.
PANDO – cheio; enfartado.
PANDORGA – gordo; pessoa que come muito e com sofreguidão. Júlio António Borges refere pandorca.
PANELADA – partida de Carnaval em que se atirava um cântaro ou panela cheia de pedras, bugalhas e cacos para dentro das casas; o m. q. cacada. Clarinda Azevedo Maia registou a expressão deitar as panelas.
PANELINHA NA GARGANTA – gargalho; escarro que está preso nas garganta e produz um barulho característico (António Cerca).
PANGALUNO – palerma (Júlio António Borges).
PANHOITO – lenço da cabeça (Júlio António Borges).
PANHONHA – parvo; estúpido.
PANILHA – medida de quatro litros (Clarinda Azevedo Maia – Forcalhos).
PANO – manchas na cara da mulher grávida (Júlio António Borges).
PANTALONAS – calças de saragoça (do Castelhano). «Enfiei as pantalonas, a vestia e o sartum» (Joaquim Manuel Correia).
PANTANAS – virado do avesso; de pernas para o ar; perdido; extraviado. Caiu de pantanas.
PANTASMINHA – indivíduo desatento, que se deixa facilmente enganar e fica de boca aberta (José Prata).
PANTOJA – mulher descarada, desavergonhada e de mau porte: «apareceu-me uma pantoja mal enjorcada» (Abel Saraiva).
PANTOMINADA – pantomina; cenas teatrais que se faziam no Entrudo (Carlos Guerra Vicente).
PÃO – centeio (cereal ou pão cozido).
PÃO ALVEIRO – pão de trigo. Também se diz pão alvo.
PÃO BORNEIRO – pão de centeio muito escuro (José Pinto Peixoto).
PÃO DE TORNO – pão característico das aldeias espanholas junto à raia, feito com farinha muito fina. Também se diz pão espanhol.
PÃO LEVE – pão-de-ló, feito com farinha triga e ovos, que é tradicional na Páscoa.
PAPA – lã ordinária e muito felpuda usada para fabrico de cobertores. Os pastores tinham por uso transportar ao ombro um cobertor de papa.
PAPADA – tumor ou inflamação que cresce no pescoço, por baixo da orelha; papeira.
PAPALOSA – borboleta (Pinharanda Gomes, Clarinda Azevedo Maia).
PAPALVO – pateta; parvo; lorpa. Gato bravo. Também se diz papalva.
PAPÃO – fantasma com que se mete medo às crianças. Estúpido (Júlio António Borges).
PAPAS – mistura de farinha de milho (carolo) com leite; mílharas.
PAPAVELHO – comida de fraca qualidade, feita atabalhoadamente (Abel Saraiva).
PAPELOSO – papel – termo da gíria de Quadrazais (Nuno de Montemor).
PAPO – estômago. Estou de papo cheio.
PAPOILA – borboleta (Clarinda Azevedo Maia).
PAQUETE – moço de recados (Joaquim Manuel Correia).
PARADA – terreiro onde se cobrem os animais. Burra com desejo sexual, lasciva. Estar parada: termo obsceno, intolerável para uma mulher honesta (Joaquim Manuel Correia). Ao cavalo de cobrição chama-se também cavalo de parada.
PARADOIRO – tábua que veda a água que vai para o rodízio do moinho (Franklim Costa Braga).
PARADOR – peça que serve para colocar o moinho em movimento ou para o fazer parar (Clarinda Azevedo Maia – Aldeia do Bispo); o m. q. paradoiro.
PARAME – o m. q. paranho (Adérito Tavares).
PARANHO – alpendre de madeira, construído por cima da loja das vacas, onde se guarda a palha e o feno.
:: ::
Paulo Leitão Batista, «O falar de Riba Côa»

leitaobatista@gmail.com

One Response to O falar de Riba Côa – o léxico (103)

  1. No Casteleiro, vá lá, conhecemos bastantes das palavras aqui trazidas hoje.
    Ao que me lembro, são as seguintes:

    PÂNDEGO, PANDILHA, PANELADA (fazia-se isso, mas falava-se mais de cacada: porque se partiam os cântaros e bilhas em cacos), PANHONHA (lido com o primeiro a aberto), PANTALONAS, PANTANAS, PANTOMINADA (isso não, mas usa-se lá uma coisa parecida: o tipo que só faz coisas pouco acertadas e que mente é um pantomineiro), PÃO (claro! Pão: o outro chama-se trigo – não se diz lá pão alveiro nem pão alvo), PÃO LEVE (mesmo bom!), PAPA, PAPADA, PAPALVO, PAPÃO, PAPAS (boas, mesmo!), PAPO, PARAME.

    Bom fim de semana a todos.

Deixar uma resposta