Memórias sobre o Concelho do Sabugal (30)

:: :: LAGEOSA :: :: O livro «Terras de Riba-Côa – Memórias sobre o Concelho do Sabugal», escrito há mais se um século por Joaquim Manuel Correia, é a grande monografia do concelho. A obra fala-nos da história, do património, dos usos e dos costumes das nossas terras, pelo que decidimos reproduzir a caracterização de cada uma das aldeias nos finais do século XIX, altura em que o autor escreveu as «Memórias».

Ermida do Espírito Santo - Lageosa da Raia - Capeia Arraiana

Ermida do Espírito Santo – Lageosa da Raia (Foto: D.R.)

Esta povoação fica na fronteira de Espanha, em sítio elevado e pedregoso, à,distância de 25 quilómetros do Sabugal e a 26 da estação da Cerdeira. E banhada por uma ribeira, que a pouca dislância entra no território do reino vizinho.
É fácil adivinhar a origem do nome: são as grandes lages graníticas, que na povoação existem.
E a povoação abundante em centeio e batata, grão de bico e legumes, mas tem poucas árvores frutíferas em virtude do seu áspero clima.
A igreja paroquial é muito regular e acha-se decentemente ornada. O orago é Nossa Senhora das Neves.
O cura era da apresentação do Reitor da Nave, que ficava a mais de 12 quilómetros.
Existem na freguesia também duas ermidas.
Tem legalmente erecta a irmandade do Santíssimo, sendo o seu compromisso reformado ainda não há muito.
Há muitos anos que ali há cadeira de instrução primária, sendo seu professor o sr. Madalena, pai do actual, sr. José Madalena Nunes, que o foi primeiro nos Foios.
Na Lageosa há bons proprietários e muitos lavradores, cujos nomes serIa fastidioso enumerar.
Como em Aldeia Velha, Aldeia da Ponte, Forcalhos e outras freguesias limitrofes de Espanha, costumava haver ali vacadas todos os anos, no dia da festa principal, mas como o falecido Prelado D. Tomaz de Almeida proibisse as touradas em dias de festas, as vacadas ou touradas realizam-se noutro domingo, sendo ainda um divertimento da maior predilecção dos seus moradores.
Tem caixa de correio, tendo sido o encarregado o professor Madalena. O rendimento paroquial, segundo as declarações feitas pelo pároco, padre Domingos Rodrigues, natural de Alfaiates, é há muitos anos o seguinte:
Congrua, 85000 réis; Pé de altar, 45000 réis; Casamentos, 400 réis; Batisados, 200 réis; Enterramentos de menores, 120 réis; Bem d’alma, de 6000 a 9000 réis.
:: ::
Joaquim Manuel Correia

Deixar uma resposta