Quadrazais evoca Nuno de Montemor

Freguesia de Quadrazais - Sabugal - © Capeia Arraiana (orelha)

A Junta de Freguesia de Quadrazais vai evocar a memória do escritor Nuno de Montemor no dia em que faleceu há 50 anos – 4 de Janeiro.

Nuno de Montemor

Nuno de Montemor

Silvina Silva, a presidente da Junta de Freguesia de Quadrazais, garantiu a realização de uma missa em homenagem a Nuno de Montemor, que terá lugar às 15 horas do dia 4 de Janeiro.
Estará presente o bispo da Guarda, D. Manuel Felício, assim como o capelão-mor do Exército. A Fanfarra do Exército estará também presente e está garantida a formação de uma guarda de honra pelos militares, que assim se associarão à evocação do padre-escritor que também foi capelão do quartel de infantaria da Guarda.

Maria Mim - romance dedicado a Quadrazais

Maria Mim – romance dedicado a Quadrazais

Nuno de Montemor é o pseudónimo de Joaquim Augusto Álvares de Almeida, que nasceu em Quadrazais, concelho do Sabugal, em 16 de Dezembro de 1881.
Estudou no Seminário e foi ordenado sacerdote, tendo servido como capelão e secretário do Distrito de Recrutamento e Reserva do Exército, na cidade da Guarda.
Com forte propensão para o estudo e para a escrita, manteve uma ligação afectiva a Quadrazais, à Guarda e a toda a região. Para além dos muitos livros e estudos que escreveu e publicou Nuno de Montemor fundou na Guarda o Lactário Dr. Proença, obra de assistência social para benefício das crianças lactentes pobres da cidade.
A sua obra literária é muito vasta e abarca a poesia, o conto, a novela, o romance e a biografia. Com um forte pendor religioso e moralista, os livros de Nuno de Montemor tiveram um grande sucesso editorial, sendo alguns dos seus textos integrados em manuais escolares. Alguns dos livros foram traduzidos e publicados noutras línguas.
Veja aqui um texto sobre Nuno de Montemor escrito pelo seu conterrâneo Pinharanda Gomes.
plb

Deixar uma resposta