Encerro e Capeia nos Fóios

José Manuel Campos - Nascente do Côa - © Capeia Arraiana

Como em toda esta bonita zona raiana as festas dos Foios foram vividas muito intensamente. A capeia é sempre o último prato pelo que é sempre esperada com grande ansiedade. Assim aconteceu em Foios.

Encerro 2013 nos Fóios - Sabugal - Capeia Arraiana

Encerro em Agosto de 2013 no sítio do Lameirão – Fóios – Sabugal

Quando, terça feira, dia 20, cheguei ao sítio do Lameirão, local onde estavam as bravas feras, já por lá havia mais de uma centena de pessoas. Eram 9:30 horas. Uns subiam em cima dos barrocos e outros espreitavam pelos buracos porque todos queriam ver os toiros.
Entretanto começaram a ver-se as merendas nas carroçarias das carrinhas e todas as pessoas eram convidadas para o mata bicho. Havia um pouco de tudo mas, sobretudo, havia entusiasmo e muita alegria. As portas dos currais abriram-se por volta das 11 horas tendo-se espalhado os toiros por todo aquele barrocal e vegetação rasteira. Os bichos ao verem tantas pessoas e tantos cavalos ficaram, naturalmente, muito nervosos e dois deles decidiram mesmo pôr-se em fuga. Arrancaram numa bruta correria para uma determinada zona onde reinava a acalmia. Passados quinze a vinte minutos chegava um motard a dizer que os dois toiros estavam deitados junto do barroco redondo. A grande maioria dos cavaleiros, talvez mais de uma centena, arrancaram, com os cabrestos, na direção dos bichos e um quarto de hora depois já tinham o gado todo reunido para se iniciar a caminhada até à praça dos Foios.
As largas centenas de pessoas subiam para os barrocos mais altos, tratores e carrinhas para poderem ver de perto os reis da festa. Os mais foitos abdicaram das boleias para poderem acompanhar os toiros, a pé, e poderem fotografá-los e filmá-los de bastante perto. Entretanto as ruas e os largos da freguesia enchiam-se de automóveis, provocando engarrafamentos como num dia de Benfica-Sporting.
Por volta do meio dia os toiros entram na avenida principal dos Foios e é então que os cavaleiros desatam a correr, desalmadamente, para que os toiros não se distraiam e entrem na praça onde uma enorme multidão grita e aplaude.
O boi da prova foi apresentado por volta das 13 horas e teve tão brilhante comportamento que ninguém ficou com dúvidas de que a capeia prometia pelo que ninguém deveria faltar da parte da tarde. Assim aconteceu realmente. Por volta das 17:00 horas a praça estava mesmo a abarrotar e teve então início a capeia. Correram-se seis toiros e uma bezerra e a brilhante rapaziada mais uma vez consegui ser brilhante cumprindo, como habitualmente, as regras da tradição. Valentes e prudentes.
«Nascente do Côa», opinião de José Manuel Campos

(Presidente da Junta de Freguesia de Foios)
jmncampos@gmail.com

One Response to Encerro e Capeia nos Fóios

  1. António André diz:

    Foto fabulosa! É por tudo o que ela encerra que temos a identidade que temos!

Deixar uma resposta