Sabugal consagra Marque

Volta a Portugal em Bicicleta 2013 - © Capeia Arraiana

No dia seguinte da subida à Torre da Serra da Estrela, que deu a camisola amarela a Rui Sousa (Efapel/Glassdrive) Alejandro Marque (OFM/Quinta da Lixa) venceu o contrarrelógio Sabugal–Guarda da penúltima etapa e chegou à liderança da 75ª Volta a Portugal Liberty Seguros.

O vencedor da etapa - Alexandro Marque

O vencedor da etapa – Alexandro Marque

Nos 35,3 quilómetros de luta individual contra o cronómetro entre o Sabugal e a Guarda, o corredor galego gastou 49 minutos e seis segundos. O compatriota e companheiro de equipa de Marque, Gustavo Veloso, fez o segundo melhor registo a 36 segundos. O anterior líder, Rui Sousa (Efapel/Glassdrive), não conseguiu melhor que a terceira posição, a quase minuto e meio do vencedor e baixou ao último lugar do pódio.
Alejandro Marque repetiu, este sabado, o triunfo já alcançado no contrarrelógio da Volta do ano passado, mas desta vez com sabor especial, porque a vitória permitiu-lhe chegar à Camisola Amarela Liberty Seguros. “Senti-me bem antes de sair para a estrada e acreditei sempre que podia vencer. Ganhei eu, mas se tivesse sido o Gustavo Veloso também ficava contente porque somos muito amigos. Faço um balanço positivo da prestação da equipa OFM/Quinta da Lixa nesta Volta a Portugal. O Rui Sousa também merecia ganhar uma Volta, fez uma prova muito bonita, mas nós conseguimos gerir melhor a corrida. Dedico a vitória à minha mulher, ao meu filho, à equipa e a todos os que me apoiam”, afirmou o corredor de 31 anos, natural de Pontevedra, na Galiza e uma referência no contrarrelógio. Entre vários triunfos nesta especialidade, e para além da vitória em Leiria, em 2012, venceu também a medalha de bronze nos campeonatos de Espanha do ano passado.

Galego sucede a galego
Depois da 9ª etapa falta agora apenas mais um dia para terminar a competição e Alejandro Marque perfila-se para suceder ao compatriota e amigo David Blanco como vencedor da Volta. Tal como Blanco, também Marque tem feito carreira ao serviço de várias equipas portuguesas. A faltarem os 130 quilómetros da 10ª etapa que serão de consagração, Alejandro Marque tem 4 segundos de vantagem sobre Gustavo Veloso, o segundo classificado. O terceiro da geral e o melhor português é Rui Sousa a 50 segundos da liderança.
Sousa perdeu a Camisola Amarela, mas recuperou a Camisola Vermelha Banco BIC, símbolo da liderança da classificação por pontos. As restantes classificações ficaram na mesma com Márcio Barbosa (LA Alumínios/Antarte) que já tinha garantido na véspera o título de “Rei da Montanha” e a respetiva Camisola Azul PODIUM. O prémio da Juventude, Camisola Branca RTP, mantém-se na posse do cazaque Vladislav Gorbunov (Astana).

10ª Etapa: Viseu – Viseu (130 km)
Este domingo, o ciclismo associa-se, em Viseu, aos grandes festejos populares de S. Mateus. O pelotão cumprirá a 10ª e derradeira etapa partindo e chegando à majestosa Avenida da Europa. São 130km que passam nos vários pontos do concelho constituindo-se como a mais curta tirada em linha. Na parte final do trajeto os corredores irão percorrer várias vezes o centro urbano de Viseu, permitindo aos milhares de pessoas que vão assistir ao Grande Final da Volta ter mais contacto com a competição. Será o dia da consagração dos vencedores da 75ª Volta a Portugal Liberty Seguros.
plb (com PAD)

Deixar uma resposta