Santa Luzia é farol para Rui Sousa

Volta a Portugal em Bicicleta 2013 - © Capeia Arraiana

A primeira vitória portuguesa da 75ª Volta a Portugal Liberty Seguros surgiu em Viana do Castelo, exatamente a terra natal de Rui Sousa (Efapel/Glassdrive), o primeiro a chegar ao Monte de Santa Luzia no final da ligação da 2ª etapa entre Oliveira de Azeméis e a “Princesa do Lima”.

Rui Sousa foi vencedor da etapa

Rui Sousa foi vencedor da etapa

Sousa, natural de Barroselas, freguesia de Viana do Castelo, aproveitou o facto de conhecer bem o terreno e cortou a meta à frente de um grupo de 13 corredores cronometrado com o tempo do vencedor.
À porta de casa e com grande falange de apoio, Rui Sousa “oficializou” a candidatura ao triunfo final na Volta. “Esta vitória é o concretizar de um sonho. Quero ganhar a Volta a Portugal, mas triunfar na minha cidade, junto aos meus adeptos, nesta paisagem linda, é uma emoção indescritível. Gostava de ter conseguido já hoje a Camisola Amarela para a dedicar a todos os que me apoiam”, assumiu o corredor de 37 anos.
A chegada a um dos ex libris da “princesa do Lima” revolucionou a classificação da 75ª Volta a Portugal Liberty Seguros. O alemão Christoph Pfingsten (Cycling Team de Rijke / Shanks) perdeu o comando da prova para Marcel Wyss (IAM Cycling). O suíço confessou ter ficado surpreendido por envergar a Camisola Amarela Liberty Seguros. “Vai ser difícil manter esta camisola. A subida empedrada era complicada e não me consegui aperceber de como estava a frente da corrida nos últimos metros. Por isso fiquei admirado por ter chegado à liderança da prova”, explicou o corredor suíço, de 27 anos, que terminou a etapa na décima posição mas com o tempo de Sousa, o que lhe permitiu chegar à liderança. Com as classificações desta sexta-feira, a Efapel / Glassdrive lidera por equipas e domina os lugares do pódio porque César Fonte é segundo e Rui Sousa terceiro. Os vizinhos e companheiros de equipa estão a 4 segundos do primeiro lugar.
Além da vitória na etapa concluída no Monte de Santa Luzia que contou como prémio de montanha de 3ª categoria, Rui Sousa também chegou à liderança dos trepadores e veste a Camisola Azul PODIUM. Maxime Daniel (Sojasun) comanda a classificação geral por pontos e enverga a Camisola Vermelha BANCO BIC. A Camisola Branca RTP, para o melhor jovem, está agora na posse de Vladislav Gorbunov (Astana).

Dez fugitivos, um português
A segunda etapa da Volta a Portugal Liberty Seguros foi animada por um grupo de dez corredores que se colocaram em fuga aos 14 quilómetros depois de saírem de Oliveira de Azeméis. Entre os homens que pedalaram isolados na frente da corrida estava apenas um português, o campeão nacional de fundo, Joni Brandão (Efapel / Glassdrive). Os fugitivos chegaram a ter mais de oito minutos de vantagem sobre o pelotão, mas com a aproximação a Viana do Castelo a diferença foi diminuindo. Em plena subida ao Monte de Santa Luzia, onde estava instalada a linha de meta, já só resistia isolado Joni Brandão. O campeão nacional acabaria por ser alcançado nos últimos 100 metros pelo búlgaro Danail Petrov (Caja Rural) mas nas pedaladas finais, os dois da frente, ficaram fora da discussão da etapa porque seguiram erradamente pelo desvio das viaturas de apoio. Quem aproveitou foi Rui Sousa (Efapel / Glassdrive) que arrecadou um triunfo muito desejado.

3ª Etapa – 10 agosto 2013
Trofa – Fafe
Com a saída da Trofa, um dos mais jovens concelhos portugueses, a Volta andará este sábado entre o Douro e o Minho chegando a Fafe.
plb (com PAD)

Deixar uma resposta