Freguesias do concelho do Sabugal em 1758 (22)

Censos 1758 - © Capeia Arraiana

:: :: POUSAFOLES DO BISPO :: :: Os manuscritos depositados na Torre do Tombo, em Lisboa, são a resposta a um inquérito censório a todo o reino assinado pelo Marquês de Pombal três anos após o terramoto de 1755. O Capeia Arraiana está a publicar as respostas dos párocos das paróquias das 40 freguesias do concelho do Sabugal agora que, pelo menos 10 das retratadas, vão desaparecer para sempre por obra e graça dos senhores mandantes da troika europeia.

Igreja Matria de Pousafoles do Bispo - Sabugal - Capeia Arraiana

Igreja Matriz de Pousafoles do Bispo – Sabugal

POUSAFOLES DO BISPO«O prior, Francisco Xavier de Távora, dá-nos informações acerca do Cabeço das Fráguas, onde há uma lage virada ao Nascente com uns caracteres que se não deixam conhecer.»

Comarca da Guarda, Termo da Guarda, Bispado da Guarda.
Arquivo Nacional da Torre do Tombo (ANTT), Dicionário Geográfico, vol. 30, doc. 251, p. 1901.
Património arquivista da Paróquia de Pousafoles do Bispo (Sabugal) entre 1618 e 1911.
Aqui.

He o Lugar de Pousafolles do Bispo, Provincia da Beyra Alta, do Bispado da Guarda, Termo e Comarca da mesma Cidade.
Hé de El Rey.
Tem vezinhos outenta e nove, e toda a freguezia cento e setenta e sete, pessoas de Sacramento quatrocentas e quinze, menores noventa e outo, e absentes vinte e tres.

Está situado em hum pequeno valle; para o Nascente, em distancia de huma legoa, se avista a Villa do Touro, valles e outeyros deste Reyno de Portugal e do de Castella, thé a Serra no mesmo chamada da Senhora da Penha de França, que hé do Reyno de Castella, em distancia de dezouto legoas; junto á mesma, da parte do Sul, tem hum pequeno outeyro, e em distancia de hum quarto de legoa para o Poente, huns mais alevantados montes; as agoas que nascem para aquella parte discorrem para o Rio
Tejo, e as que do cume delles tem seos mananciais para o nascente, o fazem para o Douro; da parte do Sul, junto ao mesmo, passa hum Ribeyro com sua ponte de pau; da do Norte outro com sua ponte de pedra. Com suas agoas se regáo varios predios. Juntão-se estas por baixo do Lugar, hum tiro de balla de espingarda, e dahi para baixo tem seos moinhos que só moem de Inverno, por no Verão estas lhe faltarem tem estes seus nascimentos no lemite do mesmo Lugar.

Nam tem termo.

Está a Paroquia no meio do Lugar. Tem duas Aldeas: Montenovo e Sovereyra, e tres quintas, a das Lameyras, a do Concelho, e a dos Bacellos.

O orago hé o Salvador; tem quatro altares: o da capella mor, do mesmo Senhor; dois colatraesz o da parte direyta da Senhora do Rozario, e o da esquerda do menino Deos; e da mesma parte, junto á porta, o de Sam Miguel, e tem a Irmandade das Almas.

Hé o Paroco Prior, aprezenta o Excellentissimo e Reverendissimo Bispo da Guarda, hé da sua Camara, e tem uma Paroquia filial que hé de Sam Nicolao do Lugar de Pennalobo; nella há a igreja, dos dízimos, duas partes e a Mitra huma. Esta Matris de Pousafolles, a Igreja huma parte e a Mitra duas; e tem mais de algumas sementes, de onde huma sobre absolvição corre ao prezente letigio, renderá duzentos mil reis.

Não tem Beneficiados; Não tem Conventos; Não tem Caza de Mizericordia.

Tem o Lugar estas Ermidas: de Santa Apolonia e a de Sam Sebastião; na Aldea do Monte Novo a de Santa Apolonia; e o da Sovereyra a de Sam Sebasthiam.

Á Ermida de Santa Apolonia alguma gente acode em romagem, e com mayor frequencia em o seu dia.

São os frutos da terra, centeyo, trigo, cevada, milho, feyjâo, castanha, vinho, linho e castanha da India; o que mais abunda hé o centeyo.

Tem Juis pedaneo, e está sugeito ao Juis de fora da Cidade da Guarda.

Não hé couto, cabeça de concelho, Honra ou Behatria.

Não há nem tem havido memoria de ter havido ou sahido delle alguma pessoa insigne.

Em o dia nove de Fevereyro, dia da Virgem e Martir Santa Apolonia,
tem sua feyra; hé franca.

Não tem correyo; serve-se do da Cidade da Guarda que dista tres legoas.

Fica em distancia da cidade da Guarda, capital do Bispado tres legoas; e da de Lisboa capital do Reyno sincoenta e duas.

Não tem privilegio algum.

Não tem fonte, que suas agoas tenhäo especialidade alguma.

Não tem porto de mar.

Hé terra aberta, sem muros, nem fortalezas.

Não padeceo ruína no terramoto de mil setecentos sincoenta e sinco.

Para o Poente, em distancia de dois tiros de mosquete há hum sitio, algum tanto alevantado, chamado das Ferrarias; junto ao alto delle, há menos de trinta annos, nascido hum pequeno rio de agoa que regava varias propriedades e hoje nasce muito pouca; deste pequeno alto se continua huma estrada por campo na distancia de meia legoa; por toda ella há varios espumalhos de ferros, e segundo noticias mostráo ter havido mineraes do mesmo. Então encontra-se ali, junto a hum penhasco, para a
mesma parte denominado o Cabeço das Fragoas, da parte do Norte, quazi por meyo delle vay caminho, em partes se mostrão vestígios de calçada, em o cimo de edificios que demostrão ter sido povoação; em todo o cume, tem huma pequena planície, e huma Iage virada ao Nascente, com huns caracteres que se não deixão conhecer. Hé este monte muito levantado, tanto da parte do Nascente, e da parte do Poente hé muito mais.

Nam tem Serra alguma no seu Iemite nem vizinhança.

Não tem, nem corre perto delle algum rio, mais que os ribeyros de que se faz mensão.

Pouzafolles do Bispo, 5 de Mayo de 1758.
O Prior Francisco Xavier de Tavora.

Ver perguntas do inquérito. Aqui.
Fonte: Alfaiates-Na órbita da Sacaparte. Autores: Pe. Francisco Vaz e Pe. António Ambrósio.
(Continua.)

jcl

Deixar uma resposta