Encerro – de Alcínio

Alcínio Vicente - Aldeia do Bispo - © Capeia Arraiana

A poucos dias da Capeia Arraiana da Casa do Concelho em Vila Franca de Xira, cujo cartaz é ilustrado com uma pintura de Alcínio, damos a conhecer um outro seu quadro sobre um tema tauromáquico: o encerro.

«Encerro» - pintura de Alcínio

«Encerro» – pintura de Alcínio

Alcínio assume, enquanto artista plástico, o seu sentimentalismo face à cultura popular da raiana sabugalense, que é afinal a cultura do povo e da terra que o viu nascer e crescer.
São conhecidos os seus «encerros», sendo que ele próprio afirmou recentemente, em entrevista ao Capeia Arraiana, que ainda não pintou o encerro ideal. Aliás, como artista que é, Alcínio busca a perfeição sabendo que nunca a atingirá completamente.
O encerro é para Alcínio uma espécie de tema iconográfico, onde as formas e as cores conferem aos quadros uma espécie de lirismo poético encharcado de sentimentos. É o apelo às origens, à cultura do seu povo, à valentia dos homens raianos e ao seu apego às festividades.
O encerro que agora se dá a conhecer foi já editado pela imprensa espanhola, que valoriza especialmente a pintura de Alcínio. Nele figura uma cena tauromáquica da cultura raiana. A agilidade das formas, o equilíbrio das cores, os jogos de sombras e de luz, conferem uma beleza inaudita a esta concepção plástica de encenação figurativa.
Esta obra revela-nos um Alcínio mais perfeccionista e de maior suavidade cromática, procurando revelar as expressões vivas dos cavaleiros raianos que em dia festivo montam a preceito e conduzem a manada de toiros e cabrestos até à aldeia onde se vai realizar a Capeia.
É gratificante aplaudir esta Arte sublime de Alcínio que nos revela o esplendor das nossas tradições.
plb

Deixar uma resposta