Poetando – Lameira de Cima

Manuel Leal Freire - © Capeia Arraiana

«Poetando» é a coluna de Manuel Leal Freire no Capeia Arraiana, na qual aos domingos vai publicando poemas inéditos, cada um dedicado a uma aldeia do concelho do Sabugal. Nesta edição o escritor e poeta dedica um soneto à aldeia do Lameira de Cima, freguesia de Pousafoles do Bispo.

LAMEIRA DE CIMA

De cima ou de baixo por contraste
Se irmanam aqui duas lameiras
Da dupla enxertia numa haste
Dois burgos, unidade de bandeiras

São jóias preciosas com engaste
O genitivo não aparta leiras
Aos gémeos não há prélio que os afaste
Não há sequer as birras costumeiras

Nenhuma se arroga primazias
Em ambas correm por igual os dias
De paz e de harmonia é o clima

Assim iguais em fé e em atitude
Só por emirrações da latitude
Uma é de baixo, a outra é de cima

«Poetando», Manuel Leal Freire

Deixar uma resposta