Freguesias do concelho do Sabugal em 1758 (9)

Censos 1758 - © Capeia Arraiana

:: :: BADAMALOS :: :: Os manuscritos depositados na Torre do Tombo, em Lisboa, são a resposta a um inquérito censório a todo o reino assinado pelo Marquês de Pombal três anos após o terramoto de 1755. O Capeia Arraiana está a publicar as respostas dos párocos das paróquias das 40 freguesias do concelho do Sabugal agora que, pelo menos 10 das retratadas, vão desaparecer para sempre por obra e graça dos senhores mandantes da troika europeia.

Igreja São Bartolomeu - Badamalos - Sabugal - Capeia Arraiana

Igreja de São Bartolomeu (altar e coro neogóticos) – Badamalos – Sabugal

VADAMALLOS«O termo, em tempos, era do marquês de Castelo Rodrigo. Agora é de EI Rei, e o povo paga, todos os anos, para sua Real Majestade, 124 alqueires de centeio, 12 galinhas e 12 adeiços de linho.»

Comarca de Pinhel, Termo de Vilar Maior, Bispado de Lamego.
Arquivo Nacional da Torre do Tombo (ANTT), Dicionário Geográfico, vol. 38, doc. 1, p. 6.
Património arquivista da Paróquia de Badamalos entre 1640 e 1911.
Aqui.

«Em cumprimento do Edital do Muito Reverendo Senhor Doutor Provizor de Lamego, do que se procura saber da Freguezia de Vadamallos, Riba Coa, deste dito Bispado de Lamego, dos interrogatorios mandados do Secretario do Estado, o que sei desta terra hé o seguinte:
1 – Fica esta terra na Provincia da Beira Alta, Bispado de Lamego, Comarca de Pinhel termo e anexa da Villa de Villar Mayor, e dista do Reyno de Castella legoa e meya.
2 – Esta terra hé de Sua Real Magestade, e para ella pagua todos os annos seis centos e vinte e quatro alqueires de centeio, doze galinhas, e doze adeiços de linho perpetuos, que em algum tempo hera esta terra do Marquês de Castello Rodrigo.
3 – Esta terra tem sesenta e seis vezinhos, com huma Quinta que chamam do Carvalhal, que dista desta terra hum quarto de legoa; e tem pessoas mayores cento e sessenta e quatro, e menores vinte e sinco.
4 – Esta terra está situada em huma barreira volta para o Poente, e della se descobre o Lugar de Seixo do Coa, Bispado da cidade da Guarda, e dista desta huma legoa, e passa de pormeio hum Rio que chamam Coa, adonde tem huma ponte que chamam a ponte Sequeiros, toda de cantaria, e muito bem segura; e mais se descobre desta terra huma Quinta que chamam Arifana da Freguezia de Malhada Sorda, que está hum quarto de legoa.
5 – Nam tem esta terra termo.
6 – A Igreja está dentro da Freguezia, junto ao cimo, com duas portas, huma volta para o Poente, que hé a principal, e outra travessal volta para o Sul.
7 – Hé Orago desta Freguezia o Senhor São Bartolomeu, e tem tres altares: o altar mor, hum da Senhora do Rozario, e outro do Menino Deos. Tem huma irmandade, que hé do seu Padrueiro, o Senhor São Bartolomeu.
8 – O Parocho hé Cura de aprezentaçam do Viguario da Villa de Villar Mayor, e tem decongrua, ou rendas, cento e vinte alqueires de centeio, tres alqueires de trigo, e dois almudes de vinho, e dois mil reis em dinheiro.
9 – Nam tem Beneficiados. Nam tem Conventos, Hospital, nem Mizericordia.
13 – Tem huma Capella que chamam de S. Marcos, na Quinta do Carvalhal, que dista desta freguezia hum quarto de legoa, e pertence a esta Freguezia de Vadamallos.
14 – Em dia de S. Marcos, todos os annos, vem em romaria a Freguezia de Villar Mayor, e a da Bismulla com suas cruzes.
15 – Os frutos desta terra, a mayor abundancia, sam de centeio e algum trigo, vinho, e linho.
16 – Está esta terra sugeita à Justiça de Villar Mayor; nam tem Camara, nem Juis ordinario, somente tem Juis de vintena.
17 – Nam hé Couto, Cabeça de Concelho, honra, nem Behetria.
18 – Nam há memoria de que florescessem, ou della sahissem alguns homens insignes, em virtudes, Letras ou armas.
19 – Nam tem feira.
20 – Nam tem correyo, porem serve-se do correyo da cidade da Guarda, que dista desta terra quatro legoas.
21 – Dista esta terra da cidade Capital do Bispado vinte legoas; e da cidade Capital do Reyno, Lisboa, sessenta legoas, pouco mais ou menos.
22 – Tem esta terra hum privilegio, desde tempo del Rey Dom Duarte, e confimado por EI Rey Dom Pedro e Dom Joam, para nella se nam fazerem soldados, nem serem os moradores oprimidos em couza alguma contra sua vontade, menos na siza para Sua Real Magestade, e quatro e meyo por cento.
23 – Nada.
24 – Nam tem porto de Mar.
25 – Nam tem esta terra muros: tem duas atalayas, e huma dellas tem misto hum Forte de guarda de alvanaria; e nam padeceu ruina no terramoro de 1755.
27 – E nam sei mais nada dos Interrogatórios acima.
Nam tem esta terra Serra.
Nos lemites desta terra nam nasce rio algum; porem passa junto della o Rio Coa, hum quarto de legoa, nasce este rio nos lemites do Lugar dos Foyos; e nem sei como chamam o sitio donde elle nasce, de que da noticia o Reverendo Parocho da mesma terra; e cria peixes; a mayor abundancia sam barbos, bogas e algumas trutas, e inguias; tem este Rio a sua corrente do Sul para o Norte.
E nam sei mais dos Interrogatorios contheudos no bilhete imanado da Secretaria de Estado.
Vadamallos, de Junho 3 de 1758.
O Cura: Antonio Monteyro Manjinho.»

Ver perguntas do inquérito. Aqui.
Fonte: Alfaiates-Na órbita da Sacaparte. Autores: Pe. Francisco Vaz e Pe. António Ambrósio.
(Continua.)

jcl

Deixar uma resposta