Freguesias do concelho do Sabugal em 1758 (6)

Censos 1758 - © Capeia Arraiana

:: :: ALDEIA DO BISPO :: :: Os manuscritos depositados na Torre do Tombo, em Lisboa, são a resposta a um inquérito censório a todo o reino assinado pelo Marquês de Pombal três anos após o terramoto de 1755. O Capeia Arraiana está a publicar as respostas dos párocos das paróquias das 40 freguesias do concelho do Sabugal agora que, pelo menos 10 das retratadas, vão desaparecer para sempre por obra e graça dos senhores mandantes da troika europeia.

Igreja Matriz Aldeia do Bispo - Sabugal - Capeia Arraiana

Igreja Matriz de Aldeia do Bispo (1779)

ALDEIA DO BISPO«O seu pároco, António Gonçalves Basílio, destaca as duas capelas que tem a freguesia, a de São Gregório e sobretudo a de Santo Antão.»

Comarca de Castelo Branco, Termo do Sabugal, Bispado de Lamego.
Arquivo Nacional da Torre do Tombo (ANTT), Dicionário Geográfico, vol. 41, doc. 360, p. 2185.
Património arquivista da Paróquia de Aldeia do Bispo entre 1675 e 1911.
Aqui.

«O que se pregunta saber deste lugar de Aldeia do Bispo, pelos Interrogatórios do bilhete junto hé o seguinte:
1 – Hé província da Beira alta, Bispado da cidade de Lamego, hé Comarca de Castelo Branco, hé termo da Vila do Sabugal, hé freguezia de Sam Miguel Arcanjo.
2 – Hé del Rei nosso Senhor.
3 – Tem sessenta e oito fogos, pessoas duzentas e dez.
5 – Nam tem termo.
6 – A paróquia está para a parte do Nascente, cem passos fora do povo, e nam tem lugares nem aldeias.
7 – O orago hé Sam Miguel Arcanjo; a igreja tem tres altares. Ho principal hé do Senhor Sam Miguel. Os colaterais, hé o da parte direita da Senhora do Rozario, o da parte esquerda hé do Menino Jezus, e nam tem naves.
8 – Ho parocho hé Cura annual por aprezentaçam do Reverendo Abbade de Sam Joam da Villa do Sabugal, tem de porçam cincoenta e duas fanegas de centeio e seis de trigo.
9 – Nam tem Beneficiados, nem Conventos, nem Hospital, nem Caza de Mizericordia.
13 – Tem no meio do povo huma capela de Sam Gregorio e nela está instituída a Irmandade das Almas; tem o`utra capela trinta passos fora do povo, para a parte do nascente, e hé do Senhor Santo Antam e ambas sam deste povo.
14 – Á capela de Santo Antam no seo dia, a dez e sete de Janeiro, vem em romagem todos os annos, os moradores de Navas Frias, vem tam bem em romagem a igreja deste povo todos os annos, no dia oito de Maio, os moradores do lugar dos Forcalhos, e os moradores de Aldeia Velha e os do lugar da Lagioza.
15 – Os frutos que se colhem nesta terra hé pam centeio e algum linho.
16 – Tem dois Juizes espadanos chamados juizes do povo, sugeitos aos Juizes ordinarios da Villa do Sabugal que dista desta tres Iégoas para a parte do Poente.
17 – Nam hé coito ou cabeça de concelho, nem honra, nem Behatria.
18 – Nam há memoria que desta terra sahissem homes insignes por Letras ou Armas.
19 – Nam tem feira ninhuma.
20 – Nam tem Correio e o mais perto hé o da cidade da Goarda que dista desta terra oito Iegoas.
21 – Dista desta terra a cidade de Lamego, capital deste Bispado, vinte e tres légoas e a nobre cidade de Lisboa, capital deste Reino cincoenta e nove légoas.
22 – Nam tem privilégios, nem coisas dignas de memória.
23 – Tem huma fonte trinta passos fora do povo para a parte do Sul, corre todo o anno e nam tem especialidade; as suas agoas servem tam somente para beber.
24 – Nam hé porto de mar.
25 – Nam hé murada nem praça de armas, nem tem castelo nem torre alguma.
26 – Nam padeceo ruína no terramoto do anno de mil e sete centos e cincoenta cinco.
27 – E nam há mais coiza digna de memória de que se faça mençam. Nam faço mençam dos interrogatórios da Serra porque nos lemites desta terra nam há Serra.
O que se pergunta saber do RIO desta terra hé o seguinte:
1 – Há nesta terra huma Ribeyra que chamam a Ribeyra de Aldeia do Bispo. Nasce no lemite desta terra, donde chamam o Val Longo, para a parte do Sul.
2 – Nasce quieta e nam corre de veram.
3 – Nam entram nela rios alguns.
4 – Nam hé navegavel nem tem embarcaçoins.
5 – Nam hé de curso arrebatado.
6 – Corre do Sul para o Nascente.
7 – Cria somente alguns peixes chamados bordalos.
8 – Nam há nela pescarias.
9 – Sam livres seus peixes para quem os quizer caçar, excepto Abril, Maio e Junho, e nam tem senhor particular.
10 – Cultivam-se as suas margens, para nelas se colher pam centeio e tem algumas arvores silvestres.
11 – Só tem virtude a sua água para beber.
12 – Conserva o seu nome só dentro dos lemites desta terra.
13. – Dos Iemites desta terra entra para os da Lagioza, dista desta terra meia légoa, donde passa para Castela, de que nam tenho mais noticia.
14 – Nam tem cachoeira, levada, nem repreza.
15 – Tem huma ponte de pao junto a esta terra para a parte do Sul.
16 – Tem tres moinhos de moer pam centeio.
17 – Nam há memória de que de suas areias tenha sahido ouro e prata.
18 – Uzam os moradores desta terra livremente de suas ágoas.
19 – Tem meia Iégoa de cumprida dentro dos Iemites desta terra.
20 – Nam há coiza digna de memória de que se possa fazer mençam.

Aldeia do Bispo, vinte e cinco de Mayo deste anno de mil e sete centos e cincoenta e outo annos.
O Cura: Antonio Gonçalves Bazilio.»

Ver perguntas do inquérito. Aqui.
Fonte: Alfaiates – Na órbita da Sacaparte. Autores: Pe. Francisco Vaz e Pe. António Ambrósio.
(Continua.)

jcl

Deixar uma resposta