O concelho do Sabugal em 1942 (13)

Anuáriio Comercial Portugal - 1942 © Capeia Arraiana

Continuando a fazer a caracterização do concelho do Sabugal no ano de 1942, com base na 62ª edição do Anuário Comercial de Portugal, vamos agora expor quem eram os agricultores, os proprietários, negociantes e profissionais de duas freguesias do concelho: QUADRAZAIS, QUINTAS DE S. BARTOLOMEU e RAPOULA DO CÔA.

Quadrazais - Fonte das Três Bicas (ainda não exista em 1942)

Quadrazais – Fonte das Três Bicas (ainda não exista em 1942)

QUADRAZAIS
Esta freguesia situa-se a 8 quilómetros da sede do concelho e a 28 da estação de caminho-de-ferro do Sabugal. Tinha uma população de 2.085 habitantes (a segunda freguesia mais populosa do concelho).
Serviços institucionais, actividades económicas e profissionais:
Presidente da Junta de Freguesia: José S. N. Salada.
Juiz de Paz: João Maria Robalo.
Pároco: Manuel Correia.
Regedor: Joaquim Ramos Vaz.
Posto do Registo Civil: Catarina da Purificação Veiga da Gama (ajudante).
Encarregado do Correio: José Campos Chibo.
Professor: Manuel G. Martins.
Agência de Seguros: A Mundial, representada por Anacleto dos Reis Novais.
Alfaiate: José Vinhas.
Barbeiro: José da Cruz.
Lavradores (3): Anacleto dos Reis Novais, José Joaquim Salada e José Vieira.
Fábrica de sabão: Anacleto dos Reis Novais.
Vendedor de fazendas: José Manuel Barreiros.

QUINTAS DE S. BARTOLOMEU
Esta freguesia situa-se a 4 quilómetros da sede do concelho e a 18 da estação de caminho-de-ferro do Sabugal. Tinha uma população de 674 habitantes.
Serviços institucionais, actividades económicas e profissionais:
Presidente da Junta de Freguesia: Padre Alfredo Antunes.
Juiz de Paz: Joaquim António Fernandes, que tinha por escrivão José Augusto da Fonseca.
Pároco: Alfredo Antunes.
Regedor: Joaquim Janela.
Posto do Registo Civil: (anexo ao do Sabugal).
Encarregado do Correio: José Neves.
Professora: Natália Augusta Cambraia.
Lavradores (3): Antónia Fernandes da Fonseca, Benjamim Augusto Pires e Joaquim Martins.

RAPOULA DO CÔA
Esta freguesia situa-se a 12 quilómetros da sede do concelho e a 12 da estação de caminho-de-ferro da Cerdeira. Tinha uma população de 503 habitantes.
Serviços institucionais, actividades económicas e profissionais:
Presidente da Junta de Freguesia: José Carreto Janela.
Juiz de Paz: José Canela escrivão Joaquim Lourenço.
Pároco: Joaquim Bento Sanches.
Regedor: Tomaz Lages.
Posto do Registo Civil: Tomaz Lages (ajudante).
Encarregado do Correio: Maria Cândida Clamote.
Professores (2): Maria Cândida Clamote.
Lavradores (3): João Clamote, Joaquim Augusto Nobre e José Cabral.
Mercearia: Joaquim Clamote.

No próximo artigo falaremos da vida económica que existia em 1942 nas freguesias de Rebolosa, Rendo e Ruivós.
Paulo Leitão Batista

Deixar uma resposta