O concelho do Sabugal em 1942 (8)

Anuáriio Comercial Portugal - 1942 © Capeia Arraiana

Continuando a fazer a caracterização do concelho do Sabugal no ano de 1942, com base na 62ª edição do Anuário Comercial de Portugal, vamos agora expor quem eram os agricultores, os proprietários, negociantes e profissionais de três freguesias do concelho: BARAÇAL, BENDADA e BISMULA.

BARAÇAL
Esta freguesia situa-se a 7 quilómetros da sede do concelho e a 15 da estação de caminho-de-ferro da Cerdeira. Tinha uma população de 625 habitantes.
Serviços institucionais, actividades económicas e profissionais:
Presidente da Junta de Freguesia: (o anuário é omisso).
Juiz de Paz: António Augusto Pina, sendo escrivão Isaac José Antunes.
Pároco: Alfredo Antunes.
Regedor: José Gonçalves.
Posto do Registo Civil (anexo ao Sabugal).
Encarregado do correio: José J. S. Costa.
Professora: Julieta Rosa Nunes Lopes.
Lavradores (3): José Jorge dos Santos Costa, Manuel Aradas Saldanha e Manuel Jorge S. Costa.
Mercearia: António José Casanova.
Vendedores de fazendas (3): Germano Alves, Germano Mateus Lucas e José Mateus.

BENDADA
Esta freguesia situa-se a 30 quilómetros do Sabugal e a 8 da estação de caminho-de-ferro de Belmonte. Tinha uma população de 1.408 habitantes.
Serviços institucionais, actividades económicas e profissionais:
Presidente da Junta de Freguesia: José Firmino Fonseca.
Juiz de Paz: Joaquim Lourenço de Almeida, que tinha por escrivão Arnaldo Deniz.
Pároco: António Jorge.
Regedor: Albano Ramos.
Posto do Registo Civil: Manuel M. de Andrade (ajudante).
Encarregado do correio: Joaquim Lourenço de Almeida.
Regente da Filarmónica: João Ferreira de Castro.
Professores (2): António F. dos Santos e Mariana Pinto.
Lavradores (6): Adelino Vicente, João Pereira de Castro, Joaquim Neves, José Neves, José Pires Miranda e Manuel Fernandes
Vendedores de fazendas (4): Agostinho Bernardino dos Santos, Joaquim Vicente Júnior, José Firmino Vicente e José Joaquim Pires.

BISMULA
Esta freguesia situa-se a 18 quilómetros da sede do concelho e a 12 da estação de caminho-de-ferro da Cerdeira. Tinha uma população de 500 habitantes.
Serviços institucionais, actividades económicas e profissionais:
Presidente da Junta de Freguesia: António F. Sénior.
Juiz de Paz: Manuel Leal Vaz, que tinha por escrivão Joaquim Manuel Antunes.
Pároco: Manuel Lourenço Rodrigues.
Regedor: José dos Santos Leal.
Posto do Registo Civil: Maria B. A. Leal (ajudante).
Encarregado do correio: Joaquim Manuel Antunes.
Alfaiate: José Leitão.
Barbeiro: César Pinto.
Professora: Maria B. A. Leal.
Lavradores (5): António dos Santos, Joaquim Manuel Antunes, José Augusto Polónio Vaz, José dos Santos Leal e Manuel Leal Vaz.
Negociante de cereais: José dos Santos Leal.
Vendedor de fazendas: Luiz António Ramos.

No próximo artigo falaremos da vida económica que existia em 1942 nas freguesias do Casteleiro e Cerdeira.
Paulo Leitão Batista

Deixar uma resposta