Sabugal+ aposta na promoção do concelho

Museu Sabugal - Sabugal+ - Capeia Arraiana (orelha)

Atrair mais visitantes ao concelho é a aposta estratégica da empresa municipal Sabugal+ para 2012, com a programação de inúmeros eventos e com a gestão dos equipamentos municipais que tem a seu cargo.

Museu e Auditório Municipal do Sabugal

Para além da componente de actuação para com os munícipes, sobretudo fixada na actividade do pavilhão desportivo e piscinas, a empresa vai preocupar-se em gerir os demais equipamentos (museu e auditório, e Centro de Negócios do Soito, antiga colónia agrícola, postos de turismo, praça de toiros e centro hípico do Soito e termas do Cró) a pensar na promoção do território, pretendendo fazê-lo com eficiência e equilíbrio financeiro.
Com um orçamento que ronda um milhão e meio de euros, a Sabugal+, cuja presidente do conselho de administração é a vice-presidente da Câmara, Delfina Leal, conta divulgar a cultura dando maior visibilidade ao Museu Municipal através de uma programação diversificada de que farão parte diversas exposições temáticas. Nesse propósito aproveitar-se-ão ainda as excelentes condições do auditório, onde se realizarão eventos todos os meses do ano, dentre os quais o concerto de reis, dia mundial do teatro e feira do livro. Ainda no campo da promoção cultural a empresa municipal vai responsabilizar-se pela realização do desfile de Carnaval, roteiros gastronómicos, exposição canina nacional, muralhas com história, castelo dos cinco sentidos, exposição retrospectiva sobre as bienais de arte, exposição sobre o cão da Serra da Estrela, encontros de conservação e restauro, exposições de pintura e edição da revista Sabucale.
No referente ao desporto, as apostas para o ano de 2012 vão para o torneio interfreguesias de futsal, o open do Sabugal, torneio internacional de basquetebol, torneio de futsal cidade do Sabugal, grande prémio do Alto Côa em atletismo, torneio de natação e volta ao concelho em cicloturismo.
O geral das actividades desenvolvidas pela empresa são porém altamente deficitárias, vivendo sobretudo das transferências provindas do Município. No pavilhão e piscinas a empresa terá este ano um gasto que ultrapassa os 500 mil euros, contando arrecadar aqui uma receita que não vai além dos 180 mil. Com o auditório e o castelo do Sabugal a empresa conta gastar mais de 250 mil euros, sendo a receita prevista de pouco mais de 100 mil. Com a praça de toiros do Soito e a colónia agrícola os custos poderão ascender aos 140 mil euros, enquanto que as receitas apenas rondarão os 30 mil.
Nas termas do Cró a sabugal+ espera um custo de cerca de 360 mil euros, o que, neste caso, será totalmente coberto pela receita de exploração, que rondará os 400 mil euros.
Para o equilíbrio total das contas a Câmara Municipal do Sabugal transferirá para a Sabugal+, como subsídios à exploração e subsídios ao investimento uma verba superior a 920 mil euros.
plb

8 Responses to Sabugal+ aposta na promoção do concelho

  1. kim tomé diz:

    Como é do conhecimento geral tenho por costume olhar para as coisas com independência e tendo em vista os interesses da minha terra, nesse sentido permito-me tecer algumas considerações sobre o que está escrito neste artigo.
    1 – Falam em promoção do concelho, contudo não vejo uma única palavra referente ao património. Até parece que o concelho do Sabugal é só “museu e auditório, e Centro de Negócios do Soito, antiga colónia agrícola, postos de turismo, praça de toiros e centro hípico do Soito e termas do Cró”.
    ONDE ESTÁ CONSIDERADO O IMENSO PATRIMÓNIO HISTÓRICO?
    NADA!!!
    2 – Falam em “divulgar a cultura” mas eu pergunto qual cultura? Sabendo que destroem e promovem a destruição do nosso melhor património como o fizeram e estão a fazer em Sortelha e por todo o concelho.
    “Ainda no campo da promoção cultural a empresa municipal vai responsabilizar-se pela realização do desfile de Carnaval, roteiros gastronómicos, exposição canina nacional, muralhas com história, castelo dos cinco sentidos, exposição retrospectiva sobre as bienais de arte, exposição sobre o cão da Serra da Estrela, encontros de conservação e restauro, exposições de pintura e edição da revista Sabucale.” Ou será que para esta gente cultura é isto?
    3 – IGNORAM, esqueceram ou deliberadamente não referem uma única palavra quanto ao nosso melhor e mais valioso património, e com mais potencial turístico. Onde está uma única referencia que seja À entrada do Sabugal na Rede Nacional de Judiarias e ao património judaico do concelho? NADA!!!
    4 – IGNORAM, esqueceram ou deliberadamente não referem uma única vez o nosso património natural. Será que para estas inteligências raras estes patrimónios não têm valor? Ou será que consideram as piscinas como um património tão importante assim?
    5 – E é para isto que gastam dos nossos impostos 1,5 Milhões de euros?

    Por aqui se pode ver o nível cultural de quem decide sobre o nosso concelho e assim destrói e desbarata os nossos maiores valores!!!

    Mas nunca mais há gente com capacidade para substituir esta gente à frente dos destinos da nossa terra?

  2. algarvio diz:

    “Com a praça de toiros do Soito e a colónia agrícola os custos poderão ascender aos 140 mil euros, enquanto que as receitas apenas rondarão os 30 mil.”
    E porque juntar no mesmo orçamento dois assuntos tão dispares. E quais as funções da praça de toiros e da Colónia Agrícola na promoção do Concelho? Isso sim seria uma noticia.

  3. ab diz:

    Provavelmente será o ultimo ano do sabugal(+) dos tachos e promessas politicas.Pergunto eu o que fazem estes senhores para a promoção do concelho? Nada é só cultura de interesses pessoais.

  4. kim tomé diz:

    Na página dos descendentes do Sabugal no facebook foi feito o seguinte esclarecimento que importa partilhar.
    https://www.facebook.com/groups/DescendentesdoconcelhodoSabugal/
    Manuel Manata “bom dia Sr Quim, aqui ninguem anda maluco nem a tentar denegrir a imagem do NOSSO Castelo! Castelo do 5 Sentidos para que fique claro é um EVENTO que substituirá o nome de festa da Europa:) Bom Dia a todos!”
    De facto é importante esclarecer as pessoas no Sabugal e é de enaltecer esta atitude que o Senhor Manuel Manata teve, pois os actos realizados em nome da população e com verbas publicas não são apenas para manter e ou decidir por alguns.
    Ao povo compete fiscalizar, criticar e contribuir para os objectivos e decisões comuns e aos que o representam compete partilhar e fazer entender as decisões que tomam, esta é a forma como a democracia deve funcionar.
    Contudo continuo a questionar a forma como os dinheiros públicos são gastos na empresa Sabugal+, a forma como lidam com o nosso património e a nossa cultura bem como e onde são aplicam essas verbas.
    No meu entender a Sabugal+ com um orçamento de 1,5 milhões de euros continua a aplicar mal as verbas a acolher no seu seio pessoas incompetentes e em nada contribui para uma efectiva promoção turística e cultural do concelho.
    Posto isto e apenas como exemplo gostaria que alguém respondesse a estas questões:

    1 – Porque razão o castelo do Sabugal pode ser cedido a pessoas que não são da terra para lá acamparem dentro, tendo inclusivamente ficado com as chaves do castelo durante a noite e foi recusada a sua utilização por pessoas da terra para um evento que a todos interessava?

    2 – Porque razão o castelo está fechado nos dias em que há maior afluência de turistas ao concelho?

    3 – Porque razão nos postos de turismo existem pessoas que estão a ganhar dos nossos impostos que nem português sabem falar, que desconhecem totalmente a nossa história e que nada fazem para esclarecer os turistas ou motiva-los para visitar o concelho?

    Estas são apenas algumas das muitas questões da competência da Sabugal+, que levanto e que gostaria de ver respondidas.

  5. António Santos diz:

    Vejam bem – a cãmara transmite quase um milhão para a Sabugal+.
    Aquilo é um poço sem fundo e não vejo ninguém debater a oportuna proposta do sr presidente da Assembleia Municipal (apresentada neste blogue) para que este sorvedouro do dinheiro dos contribuintes seja extinto.
    Acabem com isto!

  6. rui correia [rui meirinha]-castelo branco diz:

    De facto aperçebo-me que os problemas continuam a ser os mesmos.ha uma enorme falta de visao.em vez de se gastar o dinheiro como tem feito,porque nao gastam mais algum por exemplo na promoçao televisiva como algums conçelhos mais probres que o nosso tem feito.a grande maioria dos portugueses nem sabem onde fica o sabugal.abram os olhos e nao tenham medo de dobrar o cabo das tormentas.chegou o momento de se fazer uma promoçao para atrair estrangeiros ao nosso conçelho uma vez que eles devido ao seu desenvolvimento culturar apreçiam mais as belezas naturais e riqueza patrimonial como a que temos,uma vez que a unica coisa que os portugueses apreçiam sao:praia e algarve,por isso duvido muito que
    possamos contar com eles.ABRAM OS OLHOS DE UMA VEZ PARA SEMPRE..

Deixar uma resposta