Idoso desaparecido e homem esfaqueado na Raia

GNR - © Capeia Arraiana (orelha)

Um homem de 92 anos de idade, que reside no Baraçal, concelho do Sabugal, está desaparecido desde a tarde de 3 de Fevereiro, quinta-feira, mantendo-se as buscas para a sua localização. Um homem de 63 anos foi ontem, dia 7, esfaqueado em Aldeia Velha, em resultado de uma altercação com um outro homem no interior de um bar.

Guarda Nacional RepublicanaO desaparecimento do idoso do Baraçal aconteceu após se ter deslocado sozinho a uma sua propriedade, no campo, não regressando a casa, o que levou a dar o alarme. A Guarda Nacional Republicana, mobilizou homens e meios para o local, nomeadamente cães especializados neste tipo de serviço, que seguiram algumas pistas, mas sem resultados visíveis.
Ainda que haja pouca esperança de em encontrar o idoso com vida, dadas as noite gélidas desta época, a GNR manterá o dispositivo no terreno, pelo menos até ao final do dia de hoje.
Entretanto ontem, dia 6 de Fevereiro, pelas 15 horas, em Aldeia Velha, um homem de 63 anos foi esfaqueado no abdómen, na sequência de uma zaragata. O agressor, de 73 anos, tinha desavenças antigas com a vítima, que originaram a discussão e a agressão, que aconteceu num bar da aldeia. A vítima foi transportada ao Hospital da Guarda, onde foi sujeita a uma intervenção cirúrgica, encontrando-se livre de perigo.
O agressor foi detido por militares da GNR, do Núcleo de Investigação Criminal de Vilar Formoso, que recolheram a arma do crime e analisaram os vestígios. O mesmo foi hoje presente no Tribunal do Sabugal. Entretanto o caso passou para a alçada da Polícia Judiciária, uma vez que se tratou de crime de homicídio na forma tentada, cuja investigação é da competência desta polícia.
O Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia, deteve no dia 5 de Fevereiro, em flagrante delito, dois indivíduos de 24 e 27 anos de idade, residentes em Paranhos da Beira (Seia), por crime de posse e tráfico de estupefacientes. Os suspeitos tinham na sua posse 100 doses de haxixe. Presentes em tribunal, ambos ficaram a aguardar o resultado do inquérito com Termo de Identidade e Residência.
Durante um patrulhamento, na noite do dia 1 de Fevereiro, militares da Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Pinhel, detiveram um indivíduo de 51 anos de idade, comerciante, residente em Póvoa D’El Rei (Pinhel), por crime de posse ilegal de arma de fogo.
O suspeito tinha na sua posse um revolver da marca Taurus de calibre 22 Magnum, com 8 munições, que lhe foi apreendido por não estar licenciado para a sua posse nem se encontrar documentado. Presente ao tribunal, ficou com Termo de Identidade e Residência a aguardar a leitura da sentença.
plb

Deixar uma resposta