Reflorestação em Aldeia de Santo António

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

A Junta de freguesia de Aldeia de Santo António, em parceria com a Câmara Municipal, vai simbolicamente «reflorestar» uma área queimada pelo grande incêndio registado no verão passado, que consumiu mais de 60 por cento da floresta existente nesta freguesia. A iniciativa integra-se no programa municipal denominado «Jardineiros de Palmo e Meio».

Sabugal - Concelho LimpoA iniciativa vai decorrer durante o mês de Março mas começou a ser preparada logo após os incêndios com a plantação simbólica de uma semente por cada criança do concelho nos viveiros.
A Junta de freguesia da Aldeia de Santo António, logo se associou a esta iniciativa que visa contribuir para a alteração de comportamentos menos correctos em termos ambientais e sensibilizar os mais jovens para a problemática dos incêndios. Foi para isso disponibilizado um terreno queimado com cerca de um hectar, o qual está a ser preparado, pela Junta, para que as crianças possam fazer a sua acção de reflorestação.
Esperamos que com esta iniciativa se consiga convencer os proprietários que viram as suas plantações e terrenos ser consumidos pelas chamas, a curto prazo, possam fazer o mesmo nestas áreas ardidas, pois é um triste cenário aquele que agora encontramos nestes locais.
Nuno Mota
(Presidente da Junta de Freguesia de Aldeia de Santo António)

8 Responses to Reflorestação em Aldeia de Santo António

  1. Nabais diz:

    Pena que é só um acto simbólico se fosse o concelho reflorestado e pensado o planeamento do território isso sim seria uma acção de valor.

  2. Nuno diz:

    Eu convido-o a participar na acção e ensinar aos técnicos florestais que vão estar presentes nesta acção “simbólica” como se poderia fazer mais e melhor.

    Tenho consciência que já deve ter algo marcado na sua agenda ocupadíssima para esses dias, mas desde já está lançado o desafio.

    Será seguramente bem recebido.

  3. Nabais diz:

    Ui obrigado pelo convite, mas tenho agenda preenchida mas tem algum problema com os eng florestais?
    Eu sou eng florestal e também lhe posso ensinar umas coisas, caso queira marcar para outro dia esteja a vontade.
    Só me está a dar razão ao dizer que se pode fazer mais e melhor.

    Boa plantação.

  4. Nuno diz:

    Sr. Eng.

    Cada um entende as palavras à sua maneira…

    Não é meu objectivo ser o dono da verdade ou da razão, mas senti um tom satírico numa iniciativa que tem como objectivo levar as nossas crianças numa acção se sensibilização ambiental.
    Vê mal nisso?
    não sou eu que o vou contrariar…

    Pode-se fazer mais, disso não tenho dúvidas nenhumas… Não nos crucifique por uma acção bonita que vai promover o contacto das crianças com a realidade como a dos incêndios que destruíram parte no nosso concelho, ao qual essas crianças vão simbolicamente dar uma nova esperança.

    Tinha seguramente a certeza que teria a sua agenda muito completa para poder dar o seu contributo!
    Relembro que a iniciativa vai decorrer na próxima semana todos os dias.

  5. Rui diz:

    Caro Nuno

    Agradeço-lhe que organize um encontro para ensinar os técnicos florestais.

    Acho que deve fazê-lo através da publicitação no jornal de maior tiragem do distrito.

    Gosto de aprender.

    Cumprimentos,

  6. Nuno diz:

    Caro Rui,

    Terá que pedir explicações ao Sr. Eng. Nabais, pois penso que os técnicos que vão estar presentes na iniciativa têm seguramente conhecimentos suficientes dentro das suas áreas. Apenas me referi a “ensinar” no meu comment anterior num tom irónico, mas de certo nem todos conseguiram perceber. Essa não é a minha luta.

    Quanto à iniciativa fiquei bastante feliz pela agitação que provocou neste blog, mais feliz ainda por ter sido nota de referência de rodapé na RTP1 no programa da Dina Aguiar, não é preciso de jornais de maior tiragem distrital, os nossos também são lidos.

    Prefiro que se fale da minha freguesia, do que não se saiba da sua existência é sinal de movimento! Positivo ou negativo? Cabe aos aqui residentes avaliar!

  7. Nabais diz:

    Caro Nuno,

    Não critico nem o crucifico, a acção, por mais bonita que seja, por algum lado se tem que começar para sensibilizar e a fazer algo pela área ardida.

    Mas qualquer pessoa que plante árvores que não serão regadas no verão sabem muito bem que as probabilidades de sobreviverem são muito limitadas, por acaso estamos a ter um ano excelente a nível de chuva, mas não será suficiente caso o verão venha seco como os anteriores.

    Porque não convidar os pais das crianças para plantarem também uma árvore?
    Já agora deixo outra dica que ninguém fala no dia 23 de Novembro dia da floresta autóctone, esta sim é a melhor altura para plantar e promover o uso de espécies autoctenes.

    Já agora quais são as espécies de árvores que vão plantar?

    Quanto a divulgação também a faço no meu blogue como pode ver no link http://florestadointerior.blogspot.com/2010/03/reflorestacao-em-aldeia-de-santo.html
    Sempre que sei de iniciativas dentro ou fora do nosso concelho nesta temática faço a publicação.

    Poderia ficar ainda mais feliz se as verbas que o governo prometeu para a recuperação das áreas ardidas já tivesse luz verde para se actuar no terreno, isso sim seria motivo de felicidade, para recuperar as freguesias atingidas.
    Já alguém fez alguma coisa neste sentido?

    Por acaso até tenho um tempinho na quarta feira e tenho todo o gosto em passar por lá, poderá me dar mais indicações como chegar ao local?

    Espero ir ao local e constatar então se os técnicos tem competências ou não.

    Pois já vi muita coisa mal por este concelho e continuará a ser mal feito, enquanto as pessoas não desempenharem as tarefas com empenho e irem mais ao terreno, não serem técnicos de gabinete que é do que sofre este pais…..

    Espero que tenham sucesso pela iniciativa.

  8. Nuno diz:

    Fiquei mais aliviado depois de saber que a rispidez na primeira resposta não era azia mas sim questões técnicas.

    Penso que o trabalho a ser desenvolvido vai ter frutos visto o terreno ser de um particular habituado a estas lides, infelizmente a junta da Aldeia de Santo António não possui Baldios com características para reflorestação.

    Ainda não lhe consigo confirmar a hora mas o terreno fica na estrada de Aldeia-Alagoas à saída da aldeia o primeiro caminho ao Lado esquerdo, anda cerca de 300m em terra batida.

    GPS: 40º 19′ 52 N – 7º 08′ 13 W

    As árvores vão ser Carvalhos.

    Fico feliz por já ter participado de forma mais positiva.

    Deixo-lhe o email jf-asantonio@sabugal.pt para podemos ver qual a melhor forma de programar a iniciativa que falou, pois devido à triste paisagem que a minha freguesia tem, farei tudo o que estiver ao alcance do executivo desta Junta para altera-la.

    Obrigado.

Responder a Rui Cancelar resposta