Incêndios no Sabugal – Quinta do Anascer

Segundo informação da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) deu-se uma reactivação do incêndio da Quinta do Anascer com o combate a evoluir favoravelmente. Foram activados o Plano Municipal de Emergência, o Comandante das Operações de Socorro (COS) e o Comandante Operacional Distrital. O Posto de Comando Operacional (PCO) está situado junto ao depósito de água no Alto do Espinhal. Estão a combater o incêndio da Quinta do Anascer 340 bombeiros, 113 viaturas e sete meios aéreos – dois helicópteros, dois aviões de ataque inicial e três aviões bombardeiros, dois deles Canadair espanhóis.

MAPA DO INCÊNDIO – SABUGAL – 31-8 / 1-9-2009
QUINTA DO ANASCER – NÃO CIRCUNSCRITO
1-9-2009
10:15 Accionados 2 aviões bombardeiros pesados Canadair espanhóis
9:30 Accionado 1 helicóptero bombardeiro pesado Kamov
7:30 Accionados 2 aviões bombardeiros pesados Canadair
2:48 Incêndio circunscrito
2:22 Veículo de planeamento, comando e comunicações no local
2:15 Grupo de reforço para combate a incêndios florestais
de Castelo Branco no local
2:14 Grupo de reforço para combate a incêndios florestais
de Portalegre no local
Grupo de reforço para combate a incêndios florestais
de Évora no local
2:13 Grupo de reforço para combate a incêndios florestais
de Santarém no local
0:43 Activado o Plano Municipal de Emergência
do Município do Sabugal
0:16 Comandante das Operações de Socorro (COS)
Comandante do Corpo de Bombeiros de Belmonte
31-8-2009
21.50 Veículo de planeamento, comando e comunicações no local
21:33 Incêndio com duas frentes activas
12:11 Comandante das Operações de Socorro (COS)
2.º Comandante Operacional Distrital de Castelo Branco
11:10 Incêndio com duas frentes activas
11:09 Comandante das Operações de Socorro (COS)
2.º Comandante Operacional Distrital de Castelo Branco
11:07 Posto de Comando Operacional (PCO) situado junto
à Barragem de Escarigo
9:15 Veículo de planeamento, comando e comunicações a caminho

jcl

17 Responses to Incêndios no Sabugal – Quinta do Anascer

  1. Elvira Rebelo diz:

    Até agora os responsáveis pela Câmara ainda não tiveram uma palavra de aconselhamento às populações. Porquê?

    Até agora ainda não foi disponibilizada nenhuma linha telefónica de emergência para as populações. Porquê?

    Será que já ouviram falar em Gabinete de Crise?

    O site da Câmara continua alegremente a falar da festa da europa e das capeias arraianas. Porquê?

    No entanto ouvi dizer que vai ser pedida uma indemnização ao Governo.

    Definitivamente estes responsáveis não estavam preparados e não sabem lidar com uma crise desta grandeza.

    Elvira Rebelo

  2. joao valente diz:

    Fácil é falar, quando vemos as barbas a arder…
    O problema não é da câmara. A protecção civil, que é a entidade competente neste caso, está no terreno.
    O problema é outro: O abandono do campo; a falta de ordenamento do território. E isso não é responsabilidade da câmara…

  3. Lena diz:

    É fundamental organizarem recursos humanos e técnicos para apoio às populações.
    Os telefones não funcionam.
    Estou em Viana do castelo, desde ontem, a tentar comunicar com os meus pais que vivem no Baraçal.
    Estou preocupadíssima.
    Sugiro à câmara municipal que faça uma actualização constante da informação real na sua página.
    O interior parece estar completamente esquecido………………

  4. João Duarte diz:

    Ontem, à trde não funcionavam os telefones e os telemóveis em grande parte da área do concelho de sabugal (por exemplo nop Soito). É uma situação normal quando os incêndios atingem grandes proporções. Não se podem colocar os fios dos telefones que foram queimados num curto espaço de tempo.
    Hoje já vi brigadas da Telecom a trabalhar nisso. Ainda vai demorar, no entanto, algum tempo até que tudo seja arranjado, penso eu.

  5. Mono diz:

    Não parece, está. Menos quando há fogos.

  6. Nuno Sabugal diz:

    Infelizmente a Câmara nada fez. Quanto à protecção civil, posso dizer que tudo fez no terreno, na pessoa da Srª Governadora Civil que esteve no teatro de operações durante duas noites completas para tentar resolver questões importantissimas de logistica e apoio às equipas que combatiam as chamas.
    O sr. Presidente da Câmara ficou de colocar no terreno uma máquina de arrasto que não chegou a aparecer e a Autarquia só se mexeu quando a Srª Governadora Civil telefonou para o vereador responsável (ou não) pelas questões do ambiente para declarar estado de emergência municipal (situação que como é óbvio deixou o sr vereador à beira de um ataque de nervos…).
    É lamentável, mas é real……..

  7. Nabais diz:

    Lamentável é como ouvi dizer nem haver comida para os bombeiros que vieram de fora, gostava de saber se isto realmente foi verdade.

    Pois parece me muito mau para a imagem do concelho e da população, não basta os prejuízos dos incêndios ainda irem dizer para todo o pais que não lhes deram alimento.

    Mais uma vez e acontece sempre existe má organização nos meios de combate.

    As colunas de carros que vem da fora não conhecem o terreno devia andar um bombeiro do concelho a ensinar os caminhos e pontos de abastecimento.

    Os pontos de abastecimento deviam estar sinalizados como alguns concelhos já fazem.

    Parece que o gabinete Técnico Florestal da Câmara não está a desempenhar um bom papel.

    Estas questões de planeamento passam pelo GTF e câmara é muito bonito quando chegamos ao fim da época de incêndios e dizer que correu tudo bem, só que este ano já não podemos dizer isso.

    Muito trabalho há a fazer e em ano de eleições é um bom ponto de partida para repensar no ordenamento do concelho.

  8. Bean diz:

    sr. Nuno, a sra. governadora civil esteve apenas 2 horas no teatro de operações e não duas noites. Grande aldrabice a sua!!! Quando a sra. governadora civil chegou ao centro de comando já os responsáveis da autarquia tinham tudo operacional. A maquina de rastos como o senhor lhe chama esteve bem presente no terreno, não com uma, mas sim, com duas unidades, mais uma aldrabice sua!!! Enfim…
    Sr. Nabais, segundo sei esteve um restaurante permanentemente aberto, inclusive durante toda a noite, exclusivo para as forças de combate.

  9. Nabais diz:

    Sr Bean muito obrigado pela informação, eu também vi passar um jipe dos bombeiros cheio de sandes e aguas, leite.

    Era só para esclarecer este boato.

    Eu também passei na estrada em pega e via sempre ai muitos carros dos bombeiros junto ao peregrino, terá sido esse restaurante?

    Espero bem que este boato tenha sido mentira, pois dá uma má imagem ao concelho.

    E espero também que depois das eleições as novas equipas tanto na câmara como nas juntas de freguesia repensem no ordenamento e avancem com medidas concretas….

  10. Nabais diz:

    Sr. Bean muito obrigado pela confirmação.

  11. susana afonso diz:

    E a estaçao de serviço foi a Galp no Sabugal!
    Sigam os episódios: vamos ver quem paga 1500 refeiçoes servidas; 10000 litros de gasóleo gastos: quem vai estar ao lado dos criadores de gado sem pastos,etc…

  12. Pimenta diz:

    caros amigos
    como bombeiro entegrado no grupo de reforço dos bombeiros do distrito de portalegre. possovos deixar descançados que em termos de alimentação nem foi má de todo, para quem começou a combater fogo as três da manhã e so comeu a primeira refeição as 17h do dia seguinte isso a que é um bocado mau começam a faltar as forças e nos soldados da paz não somos maquinas somos humanos.
    Em relação ai as vossas gentes esses sim foram enescediveis em todos os aspectos, a darnos comida, água, leite, em termos de combate a deixaren-nos tirare água das suas pescinas dos seus pequenos tanques onde havia um restito de água para os seus animais, umas palavras de encorajamento que tambem faz falta nos momentos dificeis. e isso meus amigos não se vê em todo lado.
    bem ajam a todos

  13. Nuno Sabugal diz:

    Sr. Bean, ALDRABÃO é o Sr. Eu sei de fonte segura que a Srª Governadora Civil esteve no terreno durante duas noites e isso garanto-lho, a sua fonte é que não sabe o que diz.
    A máquina de que falei não foi colocada no terreno e isso também é verdade. As duas a que se refere foram para o combate ao incêndio depois de ter sido decretado o Estado de Emergência Municipal, como vê, mais uma vez o ALDRABÃO é o Sr.
    Até lhe digo mais, quando foi decretado o estado de emergência municipal, não estava ninguém do executivo no incêndio. Também o sei porque ouvi esse telefonema.

  14. Pimenta diz:

    ora boa tarde caros amigos, toda gente fala da camara municipal da protecção civil e noutras entidades responsaveis no assunto.
    Mas não sei se vocês te-em conhecimento as camaras municipais ja deveriam ter todas criado um gabinete de protecção civil, onde na maioria das camaras ja funciona esse gabinete, gabinete esse que tem como responsavel maximo pela prtecção civil o srº presidente da camara que pode delegar essa reponsabilidade numa outra pessoa, ou então criar o posto de comandante municipal.
    Este gabinete competelhe muitiplas funções, mas vamos falar concretamente no caso dos incendios que ai ocorreram, esse gabinete de protecção civil devia ter feito um plano de ordenamento florestal da zona, criar asseços nas zonas mais dificeis, criar zonas de conteção de incêndios, criar zonas de pontos de água, definir estrategias de trabalho como desbravamento de matas durante o inverno com as equipas de sapadores florestais. enfim de muita coisa se falaria aqui .
    mas a culpa morre sempre solteira e parte sempre para o elo mais fraco.
    um resto de bom dia.

  15. Nabais diz:

    Boas sim tenho que conhecimento desses gabinentes, mas também está enganado.
    O Gabinete Técnico Florestal é que tem que fazer o plano e depois implementa lo.

    Neste caso está feito a sua implementação é que pode não estar concluída.
    Mas há mais entidades com responsabilidades nomeadamente o Serviço do SEPNA devia fiscalizar se a população faz a limpeza em volta das suas casas como manda a lei.
    Caso o terreno não seja do próprio só tem que pedir a câmara para intervir já viram alguma câmara a fazer isso?

Deixar uma resposta