A Casa do Castelo na BTL

A sabugalense Natália Bispo, proprietária da Casa do Castelo, esteve presente na abertura da edição deste ano da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que decorre até ao dia 25 de Janeiro na Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações.

Natalia Bispo na BTLRecebeu uma carta convocando-a a estar presente e, «em nome do Sabugal e da divulgação das suas potencialidades», como nos disse, meteu-se no comboio e viajou, sozinha, até Lisboa. E a «carta» deveu-se ao facto de ter participado na quarta edição dos «Prémios Turismo de Portugal», realizada em 2008, tendo merecido o recebimento de um diploma de participação.
«Tomei conhecimento dos Prémios quando por mero acaso vi um folheto na Câmara Municipal do Sabugal, onde fui tratar de um assunto. Peguei-lhe e dei-lhe uma vista de olhos, verificando que tinha interesse. Elaborei então, à pressa, porque o prazo estava a findar, um projecto para a Casa do Castelo na sua vertente de apoio ao turismo e concorri». Nada esperava da candidatura, feita «por descargo de consciência», pelo que ficou surpreendida quando a chamaram a estar presente na abertura da BTL.09.
«Tive que vir sozinha de comboio», disse-nos a Natália Bispo. «Conheço mal Lisboa e o meu filho que aqui trabalha teve de ir ao estrangeiro em serviço. Como não me sentia à vontade, telefonei a um velho amigo da família, o Tenente-Coronel José Morgado, do Soito, que logo se prontificou a acompanhar-me na feira». Mas depressa constatou que a BTL é uma festa, percorreu os stands e encontrou muitos conhecidos, nomeadamente pessoas que já passaram pela Casa do Castelo. Mas a maior surpresa foi quando verificou que a fotografia da sua casa fora seleccionada para constar no livro relativo aos Prémios de Turismo, distribuído na cerimónia de entrega dos diplomas. Na página 29 da edição lá consta a imagem da Casa do Castelo, na zona histórica da vila raiana, referindo-se ainda o nome da proprietária, os seus contactos e o valor do projecto, que importou em 150 mil euros.
A candidatura de Natália Bispo foi uma das poucas oriundas do interior do País, pois a maior parte dos projectos situam-se no Litoral, com especial incidência nos distritos de Lisboa, Faro, Porto e Aveiro.
plb

Deixar uma resposta