Ponte de Sequeiros ou Ponte de Badamalos

Há dias veio-me parar ás mãos um artigo de Augusto Moutinho Borges (historiador e conservador do Museu da Ordem Hospitaleira de S. João de Deus), cujo titulo é «As pontes e as barcas, os circuitos viários e os caminhos da raia medieval. De margem para margem, sobre a Ponte de Badamalos, suspensa sobre o rio Côa».

Ponte de Sequeiros na «Rota dos Castelos»Associar Ponte de Badamalos a Ponte de Sequeiros, não é muito difícil, já que da mesma ponte se trata, mas o que mais me estranha é que sabendo a mesma se situar em local ladeado por território pertencente a esta aldeia (Badamalos), se teima em chamar-se-lhe Ponte de Valongo, cuja povoação fica bastante mais afastada do que Badamalos. Sendo actualmente, ponte de passagem do concelho do Sabugal para o de Almeida, já que na outra margem da mesma, o território já pertence à freguesia da Miuzela do Côa (Almeida), então porque não chamar-lhe também Ponte da Miuzela?
Não querendo de maneira nenhuma entrar em litígios territoriais ou possessivos, por o objectivo não ser esse, lanço desde aqui o repto aos estudiosos para que averigúem a quem pertence a mesma (territorialmente falando) e qual o nome mais correcto; se Ponte de Valongo, Ponte de Badamalos, Ponte da Miuzela ou simplesmente Ponte de Sequeiros.
E para finalizar aqui deixo as ultimas palavras (escritas) do artigo de Augusto M. Borges, que passo a transcrever: «Este fim-de-semana reconheça um dos símbolos mais emblemáticos da fronteira medieval portuguesa, a enigmática ponte de Badamalos localizada em Riba Côa, a aproximar as duas margens e dois povos» ( Portugal e Castela ).
José do Bernardo

4 Responses to Ponte de Sequeiros ou Ponte de Badamalos

  1. Olá José… e Capeia Arraiana,

    Todos os Valonguenses sabem que A Ponte de Sequeiros se localiza na aldeia de Valongo de Côa 🙂
    Mais seriamente, a Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais localiza a ponte na Freguesia de Vale Longo.
    Também o Instituto Geográfico Português inclui a ponte nos limites oficiais desta mesma Freguesia.

    …eh,eh,…

    Visita a Nossa Aldeia e a sua Ponte 🙂 no site de Valongo do Côa
    http://valongo.free.fr

    Luis Silvestre

  2. o mais engraçado nesta historia e que os marcos que limitam a aldeia de Valongo ficam antes da dita ponte, sendo assim a dita e pretensa da freguesia de Badamalos, bastando para isso verificar no local onde estão os tais marcos e já agora a agua que vai para uma torneira situada no parque das merendas de Valongo vem de um terreno da freguesia de Badamalos, comprado pelo presidente da freguesia de Valongo

  3. Abel Brigas diz:

    Em resposta ao Sr Luis Silvestre que decidiu colocar uma tónica de “seriedade” no assunto PONTE DE SEQUEIROS, é com enorme alívio que constato não ter a Comunidade Europeia representação em nenhum dos organismos que referiu, caso contrário a “discussão” sobre a “propriedade” da dita elevaria a fasquia para questões de “soberania nacional”…

  4. Para mim será sempre a Ponte de Sequeiros. Sendo Badamalos mais longe é por Valongo do Côa que temos acesso por automóvel.
    Vivam as Terras de Ribacôa

Deixar uma resposta