Sabugal reduz desemprego no último triénio

UBI - Universidade da Beira Interior - Covilhã - Capeia Arraiana (orelha)

Um estudo elaborado pela Universidade da Beira Interior (UBI) concluiu que o concelho do Sabugal foi, juntamente com os de Oleiros e Vila de Rei, o que apresentou a maior redução do desemprego na Beira Interior, no triénio 2004-2006.

Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social - UBI - Pires Manso - Capeia Arraiana

Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social – UBI – Universidade Beira Interior

O Observatório para o Desenvolvimento Económico e Social da UBI, realizou um estudo pelo qual caracterizou o desemprego na Beira Interior no triénio 2004-2006.
O trabalho, da autoria dos professores José Pires Manso e Daniela Leitão, conclui que a situação mais preocupante ao nível do desemprego se tem vivido no distrito de Castelo Branco, onde o número total de desempregados é significativamente superior ao registado no distrito da Guarda. Contudo, no que concerne ao distrito de Castelo Branco, é de notar uma tendência de diminuição do desemprego traduzido uma taxa de variação negativa de 11,23 por cento. Contrariamente, a tendência do desemprego no distrito da Guarda foi de um ligeiro aumento (0,26%).
No período em apreço dos 25 concelhos em estudo, apenas oito registaram um aumento do desemprego, cinco do distrito da Guarda (Pinhel, Meda, Almeida, Fornos de Algodres e Seia) e os restantes três do distrito de Castelo Branco (Proença-a-Nova, Sertã, e Vila Velha de Ródão).
Dos concelhos em que o número de desempregados diminuiu no período em estudo destacaram-se os de Vila de Rei, de Oleiros e do Sabugal, que apresentaram reduções do desemprego de 35,21%, 25% e 25,94%, respectivamente.
Em conclusão final o estudo aponta para o distrito de Castelo Branco a situação mais gravosa em matéria de desemprego, sendo que o número total de desempregados do distrito era cerca de 45 por cento superior ao registado no distrito da Guarda. Apesar disso, a tendência observada no período em estudo foi de diminuição, ao passo que no distrito da Guarda a tendência foi de aumento do número de desempregados.
Perante este cenário pernicioso apontam-se soluções que passam pela necessidade dos concelhos envolvidos elaborarem planos estratégicos de desenvolvimento que estabeleçam como prioritária a qualificação dos recursos humanos, vertente que consta da Agenda para o Potencial Humano, destinada a promover as qualificações escolares e profissionais, o emprego, a inclusão social e a igualdade, do Quadro Estratégico Nacional para 2007.
plb

Deixar uma resposta