Tag Archives: sic

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

SIC premeia instituição de solidariedade

Para comemorar o aniversário, a estação televisiva SIC lançou o Prémio Solidário 25 anos, destinado à Instituição de Solidariedade Social que apresente o melhor projecto para a melhoria da qualidade de vida de pessoas socialmente desfavorecidas.

IPSS poderão concorrer ao Prémio Solidário 25 anos SIC

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (179)

Já repararam que as regras (melhor: a falta delas) das redes sociais se estão a espalhar perigosamente pelas televisões fora? Fico estarrecido e preocupado. Mas, sem medidas, de nada me vale… Há-de ser cada vez pior. Se não, leia.

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (165)

A batalha das audiências sempre favoreceu a SIC e a TVI (sobretudo esta última). Mas agora, de repente, a SIC mostra as garras em matéria de ficção – novelas. Veja como.

image (74) copy

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (158)

Dependentes da net há por aí mais do que julgamos. Descobre-se de vez em quando onde entram. Desta vez, o estudo aponta também as TVs.

image (52) copy

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (142)

Uma semana em cheio: o próximo Secretário-Geral da ONU é português. Um canal do cabo ultrapassou o canal público principal. O número de portugueses que vão à net saber das notícias já vai em 5 milhões… Saiba tudo isso aqui.

unnamed

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (14)

Sabe que a televisão em Portugal nasceu em 1956? E que a cor chegou cá com 30 anos de atraso? Aqui pode saber também quais os canais que mais lucram com publicidade este ano. E registo mais um grande pontapé na gramática. Este, sem perdão, vindo de quem vem.

Antena RTP Monsanto - Capeia Arraiana

Antena retransmissora da RTP em Monsanto

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (13)

O meu destaque e o meu elogio, hoje, vão para a Localvisão TV. Uma produtora que, sem grandes alardes nem grandes apoios que se conheçam, coloca no ar as nossas terras e procura trazer à luz das ondas hertzianas de tv as realidades dos interiores do País. Parabéns.

Se a asneira pagasse imposto...

Se a asneira pagasse imposto…

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (12)

Abril, o de 74, entra na televisão por causa dos seus «curenta» anos – como diz agora todos os dias uma senhora chamada Judite de Sousa, professora de Jornalismo (ao que dizem). A SIC foi estrela pois teve uma semana de ouro: ultrapassou a TVI, por uma vez sem repetição. E esta semana ficámos também a saber que da parte das famosas agências de «rating» «começam a haver» sinais mais positivos para o País. Mesmo que no nosso bolso tudo continue na mesma – o que ninguém explica com clareza em tantas horas de comentário televisivo…

Dia memorável para a SIC

Dia memorável para a SIC

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (10)

Analisei dois programas da RTP: na 1, canal aberto, uma coisa (mesmo coisa) chamada «Desafio Total» e na RTP Informação um belíssimo programa didáctico sobre a Língua de Camões – mesmo a que se fala no Brasil ou em Cabo Verde. Vi os números das audiências, como é habitual. A nossa televisão – qualquer que seja o canal – anda pelas ruas da amargura. E a programação, de tanto querer estar na crista da onda, desceu abaixo de cão, meus senhores…

A qualidade dos programas pimba tende para zero

A qualidade dos programas pimba tende para zero

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Canal TV (8)

Mudo a agulha para despertar o seu interesse, sem perder de vista a finalidade destas crónicas: avisar que há mais televisão para lá das novelas…, para alertar sobre o uso da Língua que devíamos falar mas que alguns espezinham…, para pôr um ou outro ponto nalgum «i» perdido neste deserto de qualidade que vai grassando por esse éter ocupado pelos vários canais…

Canais não faltam

Canais não faltam

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (7)

Como são distribuídas pelas empresas as suas verbas investidas em publicidade? Foi publicado um estudo relativo a 2013. Veja a síntese nesta crónica. Como vai a programação nos nossos canais abertos? A que novos tratos-de-polé foi sujeita a Língua Portuguesa? E a técnica de comunicação em televisão? Leia sobre mais alguns casos.

As redacções dão pouca atenção aos directos

As redacções dão pouca atenção aos directos

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (6)

Não faltam horas de informação nas televisões portuguesas. Pode faltar e falta qualidade e investigação aos noticiários, mas horas de emissão, isso não falta! Qual o jornal mais visto? E o que dizer quando a PJM é esperada pelas câmaras numa investigação supostamente ainda secreta? E o habitual registo de facadas na Língua, aconselhando-se a um dos «pivots»: «Homem, devias ler um pouco mais».

A informação ocupa muitas horas de emissão nas principais televisões

A informação ocupa muitas horas de emissão nas principais televisões

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Em Agosto na Raia respira-se… Capeia Arraiana

Desta feita a reportagem da SIC foi à Capeia Arraiana de Alfaiates, decorada com bancadas e salva-vidas superlotados, onde se viveu este Agosto (mais uma vez) esta forma singular de ser… raiano. Sentir a Capeia Arraiana é sentir o Sabugal… é ser Sabugalense.

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Capeia Arraiana… «Na minha Terra» da SIC

O programa da SiC, «Na minha Terra», foi de visita à aldeia da Lageosa da Raia, no concelho do Sabugal, para contar a história de um grupo de miúdos que pegou ao forcão para lidar uma bezerra. «De avós para netos» bem podia ser o título da peça televisiva…

CP-Comboios - © Capeia Arraiana

Dois mortos na colisão entre comboio e carrinha

Duas pessoas morreram após a viatura em que seguiam ter sido colhida por um comboio de mercadorias junto à estação da Guarda, ao início da tarde desta quarta-feira, 19 de Junho, disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários da Guarda.

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

Hoje destacamos… José Gomes Ferreira e a crise

A crise explicada a miúdos e graúdos em seis minutos por José Gomes Ferreira na SIC. Dito desta forma o comentador de economia deixa claro que só não fica iluminado quem não quer. E também se fica a perceber melhor o lobby para «despedir» o ministro da Economia Álvaro Santos Pereira. Hoje destacamos… para reflectirmos.


Autoria: SIC Notícias posted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana
Inverno - © Capeia Arraiana

Neve suspende aulas na Guarda

Estão suspensas as aulas em todas as escolas da cidade da Guarda por causa da neve. Começou a nevar com grande intensidade às sete e meia da manhã desta quarta-feira. A Proteção Civil está a espalhar sal nas estradas para manter os acessos transitáveis.

Turismo de excelência na Serra da Estrela

A Serra da Estrela mantém uma oferta de excelência especialmente nas épocas frias. Directo da SIC Notícias com Jorge Patrão, presidente da Turismo Serra da Estrela.

[vodpod id=Video.5264095&w=425&h=350&fv=]

jcl

Turismo na Aldeia Histórica de Sortelha

«Ao redor a pedra granítica domina a paisagem, dando pouco lugar a limitadas manchas de centeio e pequenos soutos apertados por barrocos. Lá para baixo, os verdes do vale estreito. Sobre uma escarpa vertical, dominador, romântico, o castelo.» Texto de Júlio Gil no livro «As mais belas vilas e aldeias de Portugal» da Editorial Verbo. O vídeo foi editado pela SIC em 2007.

[vodpod id=Video.3779481&w=425&h=350&fv=]

jcl

Contestação ao parque eólico em Sortelha

A polémica instalação de um parque eólico nas proximidades da Aldeia Histórica de Sortelha chegou à SIC.

Instalação do Parque Eólico na Aldeia Histórica de Sortelha - Reportagem SIC
(Clique na imagem para ver a reportagem da SIC.)

jcl

Nasceram duas crias de lince ibérico

O Ministério do Ambiente informou esta terça-feira, que as duas primeiras crias de lince ibérico geradas em cativeiro em Portugal nasceram no passado Domingo de Páscoa no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico, em Silves.

[vodpod id=Video.3382140&w=425&h=350&fv=]

As duas crias nasceram de parto natural e são a primeira descendência da fêmea Azahar («flor de laranjeira» em árabe) nasceu há cinco anos em liberdade e foi o primeiro animal a ser transferido de Espanha para o centro de Silves, em Outubro passado.
Azahar nunca tinha conseguido engravidar, apesar de várias tentativas, no centro de reprodução de Jerez de la Frontera, de onde foi transferida para Portugal: o stress urbano daquele local terá inviabilizado a gravidez.
jcl (com agência Lusa)

Confraria da Urtiga - Fornos de Algodres - Capeia Arraiana

Confraria da Urtiga na SIC

A Confraria da Urtiga sedeada em Fornos de Algodres teve honras de reportagem na SIC.


Autoria: SIC posted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana

:: ::
jcl

Gíria dos contrabandistas de Quadrazais

[vodpod id=Groupvideo.3830450&w=425&h=350&fv=]

Gíria de Quadrazais. Um contrabandês falado mas nunca escrito. Calcantes, pesunhos e manápulas. Mais uma vaca púrpura esquecida por todos aqueles (irresponsáveis) que deixam (e deixaram) morrer aos poucos as nossas aldeias.
jcl

Tocadores de Concertinas do Inatel Guarda

Integrado nos «Encontros Ao Toque da Concertina» o Clube Desportivo Estrelas de Pinhel (CDEP) organizou em parceria com a Agência da Fundação INATEL da Guarda um Encontro de Tocadores de Concertina no dia 30 de Agosto de 2009 em frente ao Palácio da Justiça de Pinhel.

[vodpod id=ExternalVideo.866590&w=425&h=350&fv=]

A Fundação INATEL tem vindo a desenvolver, desde há oito anos, no distrito da GuardaDesde há 8 anos um trabalho de formação na área da concertina que tem atraído muitas pessoas para este instrumento tradicional. A formação é dada nos núcleos de Pinhel, Coriscada e Seia, sob a direcção e José Carlos Cardona e abrange cinco grupos de folclore.
O coordenador cultural da agência da Guarda do INATEL considerou que «o Encontro de Tocadores de Concertina é uma boa ocasião para o confronto de habilidades a manejar a concertina e para uma salutar confraternização entre os tocadores».
jcl

Polémica na Santa Casa de Alfaiates – SIC

A Santa Casa da Misericórdia de Alfaiates, no concelho do Sabugal, não tinha eleições para a administração do lar desde 1993. As eleições realizadas, em 2008, não foram validadas por D. Manuel Felício, bispo da Guarda. A recente repetição das eleições aumentou a polémica. O programa «Nós por Cá» da SIC esteve em directo desde a Misericórdia de Alfaiates entrevistando alguns dos irmãos que se mostram desagradados com as regras impostas a partir da Guarda.

Polémica na Misericórdia de Alfaiates

(Clique na imagem para ver o directo no programa «Nós Por Cá» da SIC.)

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana (orelha)

A guerra das vacas – SIC

A Marreca e a Amarela são duas mediáticas vacas do Jarmelo, na Guarda. O processo de reconhecimento da raça jarmelista iniciou-se há dez anos tendo-se concretizado há apenas dois. Logo aí os criadores da raça mirandesa entraram com uma acção judicial. Para eles tudo se parece resumir aos euros dos subsídios. Para Agostinho da Silva tudo se resume à sua crença na raça jarmelista e no desenvolvimento apoiado na divulgação das suas terras.

Raça Jarmelista

(Clique na imagem para ver o directo no programa «Nós Por Cá» da SIC.)

É digna de admiração a capacidade de «invenção» e «argumentação-espectáculo» em defesa da causa jarmelista do presidente da Junta de Freguesia do Jarmelo. No entanto, no ano passado, por altura das vindimas, o Agostinho da Silva surpreendeu tudo e todos quando declarou aqui no Capeia Arraiana que não ia recandidatar-se nas eleições autárquicas.
Depois do desaparecimento do Silva da Ima a causa pode ficar duplamente mais pobre. E subscrevemos o Américo Rodrigues quando este escreve no Café Mondego: «Contem comigo se precisarem de alguém para atirar bostas jarmelistas à cara de políticos que não percebem quanto o Agostinho é valioso.» Subscrevemos e acrescentamos: «Até porque os políticos adormecidos, incompetentes e de vistas curtas sempre tiveram muita necessidade de alcunhar e denegrir as atitudes proactivas (sem interesses adjacentes) de cidadãos empreendedores e descomprometidos».
Resta dizer que as jarmelistas Marreca e Amarela de Luís Pereira portaram-se muito bem em frente às câmaras de televisão durante o directo da jornalista Joana Latino para o programa «Nós por Cá» da SIC.

Nesta «guerra» não sou imparcial porque sou beirão, não sou imparcial porque sou amigo do Agostinho, mas, acima de tudo, não sou imparcial porque recordo da meninice as juntas de vacas jarmelistas que havia na minha aldeia. Nesses tempos a adrenalina subia até ao vermelho enquanto corriamos a pendurar-nos nos estadulhos do carro de vacas do Tio Germano quando este passava no Largo, em direcção ao caminho das «sortes» da Carvalheira. E com quatro ou cinco calções empoleirados a esvoaçar ao vento a junta jarmelista puxava o pesado carro, todo construído em madeira, seguindo em ritmo cadenciado aquela figura altiva, de aguilhão ao ombro, resguardada do sol e da poeira pelo chapéu de abas. Tenho dessas «vacas de trabalho» uma imagem perdida no tempo que ainda hoje recordo. Um dia assisti ao nascimento da bezerrinha de uma delas. Na loje escura, sempre com palha limpa, apresentava uma linda roupagem em tons claros de castanho e amarelo. Cheia de força estava sempre à espera que lhe desatasse a corda, presa à manjedoura, para ir mamar. Passados uns tempos acompanhei o meu tio ao «Mercado de Alfaiates» que se fazia, antes da subida, nos lameiros do vale junto à ribeira. Em cima do carro, guardada pelas sebes do estrume, ia a vitelinha que por lá ficou negociada por um dos muitos homens, sempre acompanhados de cajado, que a vieram examinar e regatear. No regresso os urrus da mãe-vaca a despedir-se (ou a chamar) a filha trespassaram-me a alma. E eu… nunca mais quis ir às feiras de gado com o meu tio.
jcl

As meninas do Jarmelo – SIC

«A minha vida não foi gasta! A minha vida foi vivida!», afirma com toda a certeza do mundo a menina Zézinha, uma das quatro solteiras da aldeia da Urgueira, na freguesia do Jarmelo. O carismático autarca Agostinho da Silva tudo faz para divulgar os fenómenos das suas terras.

As meninas solteiras da Ulgueira no Jarmelo

(Clique na imagem para ver a reportagem da SIC.)

Habitantes de Ruivós não têm dívidas – SIC

Em Ruivós todos vivem em casa própria e sem dívidas. Os Ruivosenses habituaram-se a gerir os gastos pessoais sem recorrer à banca. A reportagem passa hoje nos telejornais da estação televisiva SIC e inclui testemunhos de habitantes na aldeia, de Fernando Madeira (emigrante na Suíça) e de Carlos Janela, gerente do balcão da Caixa Geral de Depósitos no Sabugal.

Aldeia sem dívidas - Reportagem SIC
(Clique na imagem para ver a reportagem da SIC.)

jcl

Ruivós na Comunicação Social

A iniciativa da Junta de Freguesia de Ruivós, com o apoio da Associação dos Amigos de Ruivós, de colocar Internet por wireless na aldeia tem sido notícia na Comunicação Social. Ultrapassou os limites regionais e tornou-se assunto nacional… Em Ruivós há já quem diga que a chegada da Internet é comparada ao aparecimento da televisão. (Actualização.)

Ruivós no Público

Capeia Arraiana (15-3): «Internet por wireless chegou a Ruivós» Aqui.

O Interior (26-3): «Ruivós mais perto do Mundo» Aqui.
Diário Digital (4-4): «Internet Wireless chegou primeiro que esgotos» Aqui.
IOL Diário (4-4): «Internet sim. Esgotos não» Aqui.
Sol (4-4): «Aldeia não tem saneamento mas tem wireless gratuito» Aqui.
Correio da Manhã (5-4): «Banda larga chegou antes dos esgotos» Aqui.
Público (6-4): «Internet em Ruivós» Vídeo Aqui.
Nova Guarda (8-4): «Internet sem fios em Ruivós» Aqui.
A Guarda (8-4): «Internet sem fios gratuita» Aqui.

SIC (31-3): Reportagem no «Primeiro Jornal». Vídeo Aqui.
TVI (31-3): Reportagem no «Jornal da Uma». Vídeo Aqui.
RTP 1 (9-4): Reportagem no «Telejornal da Uma». Vídeo Aqui.
jcl

Freguesia de Ruivós - Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

Ruivós – A aldeia que tem net e não tem esgotos

No concelho do Sabugal a freguesia de Ruivós tem Internet sem fios, mas há décadas que espera pela ligação dos esgotos à rede pública.

José Carlos Lages - A Cidade e as Terras - © Capeia Arraiana (orelha)

SIC e TVI fazem reportagem em Ruivós

As equipas de reportagem das estações televisivas SIC e TVI andaram na tarde desta segunda-feira, 30 de Março, pela aldeia de Ruivós. Os jornalistas quiseram ver e ouvir de viva voz como estava a reagir a população da aldeia dos irredutíveis raianos ao tema das crónicas no «Capeia Arraiana» e nos semanários «O Interior» e «Sol»…

Hoje destacamos… Rui Santos (Correio da Manhã)

O ilustre jornalista e comentador desportivo Rui Santos, sobrinho de Vítor Santos mítico chefe de redacção do jornal «A Bola», é um opinador directo que afirma, semanalmente, as verdades que muitos não gostam de ouvir e ler. Polémico e frontal tem sido, por diversas ocasiões, alvo de ameaças e tentativas de agressão daqueles que defendem a força da violência contra a força das palavras.

Rui SantosRui Santos nasceu a 6 de Junho de 1960, em Lisboa, e leva 30 anos a escrever na Imprensa. Jornalista profissional, publicou o seu primeiro artigo a 12 de Janeiro de 1976 no jornal «A Bola» onde cumpriu grande parte da sua carreira. Durante 26 anos ocupou diversos lugares de chefia (inclusive o de chefe de redacção), editando revistas e outras publicações especiais, uma das quais com algum impacto internacional. Saiu de «A Bola», por vontade própria, fechando um ciclo, criticando a nova forma de entender o jornalismo (em especial o desportivo), sempre muito dependente de outros poderes.
Actualmente é colaborador dos jornais «Record» e «Correio da Manhã», onde todas as semanas assina uma página de opinião («Nu&Cru»), estabelecendo pontes entre futebol e política. Na televisão é comentador da SIC e da SIC Notícias, onde o seu programa «Tempo Extra» é uma referência no universo do cabo.
Numa das suas incursões opinativas fora do panorama desportivo coloca em destaque na edição deste sábado, 24 de Maio, do «Correio da Manhã» uma nota sobre o actual momento social português, Merece o nosso destaque…

«Sócrates já não tem de dar mais provas de que é um primeiro-ministro inexpugnável. Não há Oposição que o bata. Mas, por favor, perceba que um primeiro-ministro sem povo transforma-se num ditador. É que o povo está a rebentar pelas costuras. Não aguenta mais, está estrangulado. Não aguenta mais aumentos, não aguenta mais sacrifícios. Portugal está à beira da explosão social, vulgo ruptura, por mais que não queira acreditar…»
:: ::
Convivi com o Rui Santos durante cerca de 12 anos no jornal «A Bola». É actualmente um dos últimos jornalistas que ainda consegue dizer aquilo que sabe e pensa sem estar dependente ou constrangido por ninguém do poder desportivo ou político.
jcl

Adegas e Vinhos - Capeia Arraiana

Melhor vinho tinto do Mundo é português

O «Palmela Syrah» da Casa Ermelinda Freitas foi eleito o melhor vinho tinto do Mundo na prova cega do concurso internacional Vinailes Internacional 2008 realizado em França.


Autoria: Vídeos Sapo posted with Galeria de Vídeos Capeia Arraiana

Campeonato da Língua Portuguesa 2008 – 3.º Teste

Campeonato da Lingua Portuguesa 2008Terceiro e último teste da edição 2008 do Campeonato da Língua Portuguesa. O Capeia Arraiana vai continuar promover o estudo do português e a incentivar a participação de todos os raianos sabugalenses e em especial os alunos e professores do concelho do Sabugal. No entanto, a discussão de todos os interessados, é bem-vinda… (actualização).

Quantos erros existem no seguinte texto?
Resposta: C (10).

1. Qual é o feminino de «perdigão»?
Resposta: C (perdiz).

2. Qual é a forma incorrecta do plural de «alazão»?
Resposta: A (Alazãos).

3. Qual é a expressão correcta?
Resposta: C (os cavalos puro-sangue).

4. Um «esperadouro» é:
Resposta: A (um lugar onde se espera).

5. As palavras esdrúxulas ou proparoxítonas…
Resposta: C (têm sempre um acento na antepenúltima sílaba).

6. «Fazer tábua rasa» significa:
Resposta: D (esquecer tudo para começar de novo).

7. Qual é a classe de «quantos» na frase «Ele perguntou quantos filhos ela tinha.»?
Resposta: B (determinante interrogativo).

8. Qual das consoantes seguintes é sonora?
Resposta: C (V).

9. Apenas uma das seguintes formas verbais está incorrectamente grafada. Qual é?
Resposta: D (Eu amaldiçouo).

10. Qual é a frase correcta?
Resposta: A (As paredes estão todas encaliçadas).

11. Na frase «As aves fazem os ninhos sobre as árvores de grande porte.», «aves», quanto ao sentido e forma, tem a classificação de:
Resposta: A (hiperónimo).

12. A frase «Eu tive de tomar esta atitude.» tem a seguinte tonalidade especial de categoria e de aspecto:
Resposta: B (obrigação ou obrigatoriedade).

13. Os vocábulos formados pela agregação simultânea de um prefixo e de um sufixo a determinado radical chamam-se
Resposta: B (parassintéticos).

14. Uma «baitaca» é
Resposta: D (uma espécie de papagaio palrador).

15. Qual destas frases está incorrecta?
Resposta: D (Se ele não tivesse gritado, teriam havido mais feridos no acidente).

16. Que significa «trintanário»?
Resposta: B (aquele que exerce funções de lacaio).

17. «Bastida», palavra que significa trincheira ou máquina de guerra, é de origem…
Resposta: A (catalã), B (latina) ou C (francesa) ou D (germânica).
O Capeia Arraiana permite-se discordar das respostas possíveis. Consultámos o grande pensador e filósofo sabugalense mestre Pinharanda Gomes que nos ensinou com todo a sua sapiência: «É uma palavra de origem medieval portuguesa já constante na crónica de D. João I, parte I, capítulo 64, de Fernão Lopes.» O resto é aquilo que a comissão do concurso achar que pode ser, acrescentamos nós.

18. «Catabaptista» é:
Resposta: D (o que nega a necessidade do baptismo).

19. Qual é a frase correcta?
Resposta:
D (São aldeãs vestidas tipicamente).

20. Neste conjunto de hipóteses, qual é o substantivo que não pertence à mesma área semântica?
Resposta: D (letreira).

Quantos erros existem no seguinte texto?
Resposta: A (15).

21. Recordando o escritor cabo-verdiano Gabriel Mariano, diga que figura de estilo é visível nestes versos: «Bandeira erguida no vento / em mãos famintas erguida / guiando os passos guiando / nos olhos livres voando / voando livre e luzindo / luzindo a negra bandeira»
Resposta: C (epanadiplose).

22. Na segunda parte do enunciado «Alguém mais previdente mandou o almoço, e que lhe fizesse bom proveito.», estamos perante um discurso:
Resposta: C (indirecto livre).

23. Diga qual é a frase incorrecta:
Resposta: B (Há automóveis na rua, cujos proprietários estão ausentes).

24. Os «bérberis» são:
Resposta: D (uma espécie de arbustos espinhosos).

25. O verso eneassílabo anapéstico tem nove sílabas e apresenta acentuação
Resposta: B (3.ª, 6.ª e 9.ª sílabas).

26. Qual das seguintes frases deverá ser evitada por conter uma desagradável cacofonia?
Resposta: C (A Paula usou o garfo dela para espetar a tarte de maçã).

27. «Guardanapo que não ata, não desata.», quer dizer…
Resposta: C (Estar num impasse).

28. Qual dos seguintes provérbios não existe?
Resposta: C (Maio frio e Inverno chuvoso, Verão caprichoso) ou D (Maio frio e molhado é bom para a vinha e para o prado).

29. «Alarme» é uma palavra de origem…
Resposta: A (italiana).

30. Qual é a forma do infinitivo presente da 2ª pessoa do plural do verbo conjugado reflexamente «lavar-se»?
Resposta: B (lavardes-vos).

As nossas respostas não têm o carimbo de correcto. São resultado, apenas, das nossas escolhas e são dadas à laia de sugestão. Aceitaremos comentários com correcções fundamentadas às nossas indicações. Continuaremos, em breve, a correcção do teste. Atenção à data limite para a recepção via web deste último teste: 18 horas do dia 28 de Fevereiro.
Boa sorte para todos.
jcl

Campeonato da Língua Portuguesa 2008 – 1.º Teste

Campeonato Nacional da Lingua Portuguesa - 2007Vamos dar início, aqui no Capeia Arraiana, à tentativa de resolução do primeiro teste do «Campeonato Nacional da Língua Portuguesa 2008». As nossas respostas podem, e devem, ser discutidas por outros participantes. Pretendemos incentivar a participação de todos os raianos sabugalenses em especial os alunos e professores do concelho do Sabugal. (actualização).

Nesta primeira análise ao 1.º Teste de Qualificação vamos deixar duas hipóteses nas perguntas (que ainda suscitam dúvidas) anulando as restantes. A discussão é bem-vinda… Actualizo as respostas ao teste após a discussão e os comentários gerados sem, contudo, ter certezas absolutas.

Quantos erros encontra neste texto?
Resposta: A – 13 erros.

1. Indique a frase correcta:
Resposta: C – Deu um pontapé por debaixo da mesa.

2. O feminino de ilhéu é…
Resposta: B – Ilhoa.

3. Qual é o plural de «turma-piloto»?
Resposta: A – Turmas-piloto.

4. Qual é a forma correcta?
Resposta: B – Tu hás-de ler.

5. Na frase «Na frase «São eles os líderes do país.», como classifica quanto à função na oração, «os líderes do país»?
Resposta: A – Sujeito.

6. Designa-se por pronome enclítico aquele que está ligado ao verbo
Resposta: A – No fim.

7. A consoante J é:
Resposta: B – Palatal.

8. Qual a frase correcta?
Resposta: A – Está um dia soalheiro; portanto vou passear.

9. Por ter escrito dezenas de romances e novelas, Agustina Bessa-Luís é uma autora:
Resposta: B – Prolífica.

10. Qual das seguintes palavras não é de origem árabe?
Resposta: E – Alvitre.

11. Qual destas frases é a correcta?
Resposta: B – Viajo de comboio, a fim de poupar para outros fins.

12. No verso «Fui cisne, e lírio, e águia, e catedral!» ocorre:
Resposta: D – Um polissíndeto.

Quantos erros existem no seguinte texto?
Resposta: D – 16 erros.

13. Na frase «Ninguém te vai agradecer.», o pronome «te» desempenha a função sintáctica de:
Resposta: C – Complemento objecto indirecto.

14. Qual destas frases está errada?
Resposta: C – Eles pensam passarem a vida a fazer requerimentos inúteis.

15. Complete o provérbio: «Quando não chove em Fevereiro, nem bom pão nem bom…
Resposta: D – Lameiro.

16. Diga qual é a forma irregular do particípio passado do verbo «afeiçoar».
Resposta: B – Afecto.

17. Nas frases «A princesinha fiava o linho.» e «O padeiro fiava aos camponeses.», como classifica, quanto à relação do sentido e da forma, a palavra «fiava»?
Resposta: C – Homónima.

18. Na frase «Eles consideram-no inteligente.», como classifica, quanto à função na oração, a palavra «inteligente»?
Resposta: C – nome predicativo do complemento directo.

As nossas respostas não têm o carimbo de correcto. São resultado, apenas, das nossas escolhas e são dadas à laia de sugestão. Aceitaremos comentários com correcções fundamentadas às nossas indicações. Continuaremos, em breve, a correcção do teste. Atenção à data limite para a recepção via web deste primeiro teste: 18 horas do dia 31 de Janeiro.
Este já terminou. Boa sorte para todos.
jcl

Arrancou o Campeonato da Lingua Portuguesa

Começou a 4.ª edição do Campeonato de Língua Portuguesa numa iniciativa do semanário «Expresso», do «Jornal de Letras», da SIC e da SIC Notícias com o patrocinio exclusivo do BPI. Tal como na edição de 2007 o Capeia Arraiana irá fazer um acompanhamento dos vários testes e das diferentes fases do concurso.

Campeonato da Lingua PortuguesaO primeiro teste de aferição do domínio da língua portuguesa está disponível desde sábado, 26 de Janeiro, e os dois seguintes podem ser descarregados a partir de 9 e 23 de Fevereiro respectivamente. A grande novidade desta edição prende-se com o facto de os testes apenas estarem disponíves online. Os concorrentes, tal como na edição anterior, estão ordenados em três categorias etárias: menores de 15 anos, dos 15 aos 18 e maiores de 18 anos.
Para chegar à Grande Final é necessário resolver os três testes de qualificação e acumular o maior número possível de pontos.
Os professores e alunos podem concorrer na modalidade «Especial Escolas» com um formato de respostas colectivas.
A edição de 2007 provocou muita polémica com as decisões oficiais para a resposta a algumas questões a serem fortemente contestadas pelos participantes. Este ano a competição vai ter como referências o «Grande Dicionário da Língua Portuguesa» da Porto Editora e a «Nova Gramática do Português Contemporâneo», de Celso Cunha e Lindley Costa (Edições João Sá da Costa). O Capeia Arraiana vai ter como referência o «Grande Dicionário da Língua Portuguesa», de João Pedro Machado (Sociedade da Língua Portuguesa). Boa sorte para todos.
jcl