Tag Archives: jorge seguro

Feira de Energias Renováveis em Penamacor

O Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches, de Penamacor, promove esta sexta-feira e no sábado, a terceira edição da Feira das Energias Renováveis, que acontece pela primeira vez no centro da vila.

Feira Energias Renováveis - PenamacorO evento é organizado pelos alunos dos cursos profissionais de técnicos de energias renováveis, formação na qual o Agrupamento de Escolas Ribeiro Sanches foi a pioneira no distrito de Castelo Branco.
No Terreiro de Santo António vão estar presentes 25 expositores, entre os quais a ENAT com sede no Sabugal e diversas empresas da área das energias amigas do ambiente. A mudança de local da feira é justificada com a necessidade de a escola ir ter com a comunidade.
«Muitas daquelas empresas já têm parcerias connosco para estágios e pretendemos criar outras», disse à agência Lusa a directora Helena Pinto.
O curso foi criado há quatro anos e conta actualmente com cerca de 40 jovens, divididos pelos três anos de formação.
Um dos destaques do programa da feira é a realização de conferências sobre o tema das energias renováveis.
Esta sexta-feira estará presente o deputado Jorge Seguro, coordenador do Grupo Parlamentar do PS na Comissão Eventual de Energia da Assembleia da República e no sábado o convidado é Alexandre Miranda, da Universidade da Beira Interior.
A feira penacorense é inaugurada pelo secretário de Estado Adjunto da Indústria e do Desenvolvimento, Fernando Medina.
jcl

Penamacor debateu desenvolvimento rural

A Assembleia Municipal de Penamacor, presidida pelo socialista Jorge Seguro, aposta em reuniões temáticas e descentralizadas no sentido de contribuir para a discussão de assuntos importantes para o desenvolvimento do concelho. Tornar as reuniões mais participadas e conferir-lhes uma maior dinâmica, são outros dos objectivos.

PenamacorGabriela Ventura, em representação do Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER) foi a convidada para a primeira reunião temática, acontecida ontem em Penamacor. Depois da intervenção da oradora convidada e do respectivo debate, a Assembleia continuou reunida entrando na ordem de trabalhos a discussão e votação dos assuntos da autarquia.
O novo formato de reuniões, que seguidamente «rodarão» pelas várias freguesias do concelho, foi uma das promessas do Partido Socialista nas eleições autárquicas de Outubro de 2009, a qual reuniu porém o consenso das demais forças partidárias representadas.
Seguidamente é intenção de Jorge Seguro avançar com outras reuniões nas aldeias que reúnam condições para esse efeito, havendo em carteira assuntos como as energias renováveis, turismo, ambiente, saúde e educação. O projecto espera envolver progressivamente a população nos debates, aproximando assim a Assembleia Municipal dos eleitores, para que possam intervir nas matérias autárquicas durante todo o mandato dos actuais órgãos municipais e não apenas de quatro em quatro anos, quando se realizam eleições.
plb

Twitter «obriga» deputados a deixar de ser autistas

A decisão dos deputados da Assembleia da República de deixarem de chamar autistas aos seus pares foi a primeira a ser tomada no Parlamento português em consequência de uma observação suscitada por uma cidadã no Twitter. O deputado socialista de Penamacor, Jorge Seguro, reencaminhou o «desafio» para outros deputados que também usam o Twitter e seria Luís Carloto Marques (MPT-Partido da Terra) a formalizar a proposta ao presidente da Assembleia da Republica, Jaime Gama, que a levaria à conferência de líderes parlamentares onde seria aprovada por unanimidade.

Luís Carloto Marques, Jorge Seguro, José Carlos Lages, José Morgado e Luís AntunesAna Martins, de 45 anos, autora de livros e textos vários sobre autismo, utilizou o Twitter para perguntar ao deputado socialista Jorge Seguro se «quando os senhores deputados se estão a mimosear entre pares seria possível não se denominarem autistas». A questão foi colocada, no dia 25 de Março, pela mãe de um autista numa conversa através daquela chamada «ferramenta» social – onde se pode escrever 140 caracteres de cada vez que ficam imediatamente disponíveis – com o deputado Jorge Seguro a 25 de Março.
Luís Carloto Marques, deputado do Movimento Partido da Terra eleito nas listas do PSD, revelou à agência Lusa que há alguns meses vinha recolhendo exemplos de utilização no Parlamento de termos depreciativos e concluiu que nos últimos quatro anos as palavras «autista» e «autismo» constavam em 157 páginas de 123 edições do Diário da Assembleia da República. O facto do «desafio» ter sido feito próximo do dia 2 de Abril, Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, veio acelerar a iniciativa que Carloto Marques disse ter previsto.
Jorge Seguro, que diz ter sido o primeiro deputado a aderir ao designado micro-blogging, há apenas três meses, considerou que este caso inédito em Portugal é um «bom exemplo de como as novas tecnologias podem funcionar ao serviço da cidadania» e Carloto Marques acrescentou que «se trata de mais uma forma de aproximação entre os cidadãos e os deputados que os representam». O deputado do MPT-Partido da Terra defendeu, ainda, que o Twitter é o «método mais rápido que existe para, entre outras situações, os cidadãos poderem fazer chegar propostas, ideias, críticas ou só acompanhar as iniciativas dos deputados aderentes que no Parlamento português» diz «serem, actualmente, cerca de 60 dos 240 eleitos».
Apesar deste exemplo da «utilidade social» do Twitter, o jornalista Paulo Querido lamentou que «só alguns deputados e raros políticos, principalmente de pequenos partidos e movimentos, o utilizem para chegar junto dos cidadãos» acrescentando que «num ano em que vão realizar-se três eleições (europeias, legislativas e autárquicas) no País, a campanha dos políticos ainda não chegou ao Twitter».

Na foto os deputados Luís Carloto Marques e Jorge Seguro durante uma visita à Casa do Concelho do Sabugal em Lisboa.
jcl