Tag Archives: buco zau

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (26)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Área de Conservação Transfronteiriça de Maiombe - Capeia Arraiana

Área de Conservação Transfronteiriça de Maiombe

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (23)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Eis alguns dos heróis destas crónicas... - Capeia Arraiana

Eis alguns dos heróis destas crónicas…

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (22)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Rio Luali em Buco Zau - Capeia Arraiana

Rio Luali em Buco Zau

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (21)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

A gazela é da família do antílope - Capeia Arraiana

A gazela é da família do antílope (pintura)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (20)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Imagens de Abril em Cabinda, 1974 - Capeia Arraiana

Imagens de Abril de 1974 em Cabinda, Angola

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (19)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Crianças na sanzala em Cabinda - Capeia Arraiana

Crianças na sanzala em Cabinda (Foto: D.R.)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (17)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Época das chuvas em Buco Zau - Capeia Arraiana

Época das chuvas em Buco Zau

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (15)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Coluna militar portuguesa na picada africana - Capeia Arraiana

Coluna militar portuguesa na picada africana (Foto: D.R.)

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os anos da Tropa (11)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Camião de madeireiro com troncos gigantescos - Capeia Arraiana

Camião de madeireiro com troncos gigantescos

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (08)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Boeing 707-300 da Força Aérea Portuguesa que fazia o transporte das tropas entre o continente e as colónias - Capeia Arraiana

Boeing 707-300 da Força Aérea Portuguesa que fazia o transporte das tropas entre o continente e as colónias

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

1971-74 – Os dias da Tropa (01)

O meu plano é trazer aqui um resumo dos 38 meses e 11 dias da minha tropa: desde 21 de Julho de 1971 (entrada no Curso de Oficiais Milicianos da Escola Prática de Infantaria de Mafra) até 2 de Outubro de 1974 (aterragem no aeroporto militar de Lisboa, vindos de Luanda). Trarei apenas episódios marcantes, nunca esquecidos, que dormem acordados nos recantos da minha memória.

Maiombe na Guiné - Uma das picada mais perigosas - José Carlos Mendes - Capeia Arraiana

Floresta Virgem de Maiombe em Angola – Uma das picada mais perigosas