Category Archives: Casos de Polícia

GNR realizou operação «Vagão 09.3»

Na passada semana, o Comando Territorial da GNR da Guarda desenvolveu uma operação de fiscalização geral de trânsito, incidindo na entrada ilegal em território nacional de cidadãos suspeitos da prática de crimes.

Operação STOP da GNRAs acções de fiscalização inseridas na operação, com o nome de código «Vagão 09.3» foram orientadas para as principais vias fronteiriças do distrito.
Durante a operação foram fiscalizados 45 veículos, elaborados sete autos por contraordenação e foi detida uma pessoa por posse ilegal de arma.
Durante toda a semana foram ainda detidos mais 2i indivíduos, em flagrante delito, pelos seguintes motivos: 12 por crime de condução sob o efeito do álcool, dois por condução sem habilitação legal, quatro por resistência e coacção sobre autoridade, dois por desobediência e um por detenção e posse ilegal de arma.
Segundo o comunicado da GNR da Guarda na semana anterior registaram-se 28 acidentes de viação, tendo 18 deles resultado de colisão, oito de despiste e dois de atropelamento. Desses acidentes resultaram um ferido grave e 16 feridos leves.
Na semana em apreço, as Secções de Programas Especiais dos Destacamentos Territoriais da Guarda, Gouveia e Vilar Formoso, realizaram cinco ações de sensibilização inseridas nos programas «Residência Segura» e «Apoio 65 – Idosos em Segurança», em freguesias dos concelhos de Guarda e Pinhel. No decurso das ações foram contactados 81 idosos.
plb

GNR controlou álcool nas estradas

No passado fim-de-semana, o Comando Territorial da Guarda da GNR realizou uma operação de fiscalização rodoviária, com o nome de código «Baco», incidindo na condução sob a influência do álcool.

Segundo um comunicado da GNR As acções de fiscalização foram orientadas para as vias mais críticas do Distrito e com maior índice de sinistralidade rodoviária, sensibilizando, desta forma, os automobilistas para o perigo de conduzir sob o efeito do álcool, considerado um dos factores que mais contribui para a ocorrência de acidentes de viação.
Durante a operação foram fiscalizados 463 condutores. Destes, 17 foram detectados com excesso de álcool no sangue, dos quais seis acima de 1,20 gramas por litro, incorrendo assim na prática de crime.
A GNR chama a atenção que, no primeiro semestre deste ano (por comparação ao primeiro semestre de 2011) foram fiscalizados no distrito da Guarda 35.551 (mais 4.217) condutores. Destes, 564 (mais 90) foram detectados em excesso, dos quais 221 (mais 57) acima de 1,20 gramas/litro de álcool no sangue.
plb

GNR fez 37 detenções por diversos crimes

Segundo o comunicado semanal do Comando Territorial da Guarda da GNR, aquela força de segurança efectuou na semana transacta 37 detenções em flagrante delito. Sete das detenções tiveram por motivo o crime de condução sob o efeito do álcool, nove por posse ilegal de armas, seis por furto de metais não preciosos, quatro por resistência e coação sobre militares da GNR, três por tráfico de estupefacientes, três por dano, duas por condução sem habilitação legal, duas por desobediência e uma por caça ilegal.

Guarda Nacional RepublicanaNo dia 29 de Julho agentes do Posto Territorial do Sabugal detiveram um homem de 52 anos de idade, residente neste concelho, por crime de resistência e coacção sobre agentes de autoridade. A detenção ocorreu quando os militares foram chamados a uma ocorrência de violência doméstica, tendo o agressor difamado e injuriado os agentes de autoridade.
O comunicado refere ainda que, no mesmo dia, foram detidos em Vila Nova de Foz Côa dois homens de nacionalidade estrangeira, de 24 e 39 anos de idade, por crime de furto de metais não preciosos. A denúncia do furto foi comunicada pelo telefone, o que fez com que a GNR actua-se de imediato, tendo surpreendido os suspeitos a carregar ferro das instalações do Ecoponto daquela localidade para um veículo ligeiro de mercadorias.
Na tarde de 26 de Julho foram detidos nas Freixedas, concelho de Pinhel, três indivíduos de 30, 40 e 47 anos de idade, residentes em Sátão, também por crime de furto de metais não preciosos. As detenções aconteceram quando os guardas da GNR executavam um patrulhamento, altura em que surpreenderam os suspeitos a carregar numa viatura objectos de ferro e alumínio, bem como electrodomésticos, utensílios e ferramentas.
Em 25 de Julho foram detidos em Seia um homem e uma mulher, de 45 e 30 anos de idade, respectivamente, ambos residentes naquela localidade, por crime de resistência e coação sobre militares da Guarda Nacional Republicana. A detenção do homem ocorreu na sequência de distúrbios com dois cavalos na via pública, junto a um bar numa das artérias da cidade. O mesmo não acatou as ordens dos agentes da autoridade, insistindo e instigando outros indivíduos a montar os solípedes ao mesmo tempo que injuriava e difamava os militares. A detenção da mulher ocorreu na sequência de uma queixa apresentada por furto de um computador numa residência, começando esta a impor aos militares as diligências que estes teriam de fazer e, sem que nada o fizesse prever, a mesma começou a difamar e injuriar os agentes partindo mesmo para a agressão física, desferindo-lhes murros e pontapés.
No mesmo dia 25 de Julho, foi detido em Vila Nova de Foz Côa um homem de 39 anos, ali residente, por crime de resistência e coação sobre militares da GNR, na sequência de uma situação de violência doméstica. O suspeito foi detido após agressões infligidas com um pau à mulher e aos filhos menores, tendo ainda tentado agredir os militares que difamou e injuriou.
Nos dias 25 e 29 de Julho, foram detidos dois homens, de 52 e 23 anos de idade, respetivamente, residentes no concelho da Mêda, por crime de posse ilegal de arma. A detenção de um dos suspeitos aconteceu quando este ameaçava na via pública várias pessoas com uma pistola, que lhe foi apreendida, tendo-se posteriormente verificado que se encontrava descarregada. A detenção do outro individuo, de 23 anos, ocorreu no decurso de uma fiscalização de trânsito, que culminou na apreensão de um bastão extensível, arma proibida por lei.
Na madrugada do dia 25 de Julho foram detidos em Vila Nova de Foz Côa três jovens, de 19, 23 e 31 anos de idade, todos de nacionalidade espanhola, residentes em Madrid, por crime de dano em comboio na Linha do Douro. Os suspeitos foram surpreendidos pelos militares quando faziam «grafitis» nas composições de um comboio que se encontrava na Estação da CP do Pocinho, tendo-lhes sido apreendido diverso material de pintura, nomeadamente, 28 latas de spray.
Ainda no Pocinho, foi detido no dia 29 de Julho um indivíduo de 40 anos, desempregado, residente em São Pedro da Cova (Gondomar), por crime de caça de espécies não cinegéticas. A acção da GNR aconteceu após uma denúncia, vindo o suspeito a ser detido já no interior do comboio na Estação do Pocinho. O detido tinha na sua posse nove pintassilgos, que lhe foram apreendidos. Oito das aves haviam sido capturadas na zona de Figueira de Castelo Rodrigo, conjuntamente com outro indivíduo residente naquela localidade. O detido, que confessou a autoria dos factos, utilizou como chamariz uma ave da mesma espécie, que já tinha em cativeiro.
Os pintassilgos capturados foram restituídos à liberdade e o que se encontrava em cativeiro foi entregue ao CERVAS da cidade de Gouveia.
plb

GNR fez detenções na Nave e em Maçainhas

Foi detido na Nave um homem de 64 anos de idade, comerciante, residente nessa localidade do concelho do Sabugal, por crime de posse ilegal de arma. Também em Maçainhas, concelho da Guarda, foram detidos quatro indivíduos quando assaltavam uma casa.

A detenção do homem da Nave, perpetrada por guardas do Posto do Soito, aconteceu na noite de domingo, dia 15 de Julho, no decurso de uma fiscalização realizada ao estabelecimento de diversão noturna, propriedade do mesmo, que culminou na apreensão de uma arma de caça de calibre 12 mm em situação ilegal e de um aerossol de defesa com gás pimenta, arma igualmente proibida. O detido foi presente ao Tribunal Judicial do Sabugal.
No dia 16 de Julho a GNR deteve também em Maçainhas, concelho da Guarda, quatro indivíduos – um homem de 34 anos de idade e três mulheres, de 16, 28 e 34 anos, respetivamente, estrangeiros e residentes em França, por crime de furto em residência. As detenções ocorreram após uma chamada telefónica para a GNR da Guarda, pela filha da proprietária que se encontrava na residência assaltada, a qual, ao ouvir barulhos e vozes no rés-do-chão, se refugiou no sótão.
Face ao pedido de ajuda a GNR acorreu imediatamente ao local, onde logrou deter os suspeitos em flagrante delito, ainda no interior da casa, onde já tinham furtado um relógio, artigos em ouro e dinheiro, que foram recuperados e entregues ao proprietário.
Foi ainda apreendido um veículo de alta cilindrada, usado pelos assaltantes, assim como ferramentas, designadamente, marretas e chaves de fendas, luvas e outro equipamento, utilizado para a consumação dos furtos. Também foram apreendidos 2 mil euros provenientes de outros furtos.
No dia 12 de Julho, a GNR descobriu e apreendeu 70 plantas de Cannabis Sativa, que se encontravam cultivadas num terreno anexo a uma residência, na localidade de Rapoula, concelho da Guarda. A investigação que decorria há algum tempo permitiu a detenção, em flagrante delito, de um indivíduo de 56 anos de idade, desempregado, residente naquela localidade.
plb

GNR apreendeu droga no Sabugal e na Guarda

A GNR apreendeu produto estupefaciente no Sabugal e na Guarda, tendo ainda procedido à detenção de dois homens e à identificação de um suspeito.

Na tarde de 9 de Julho a GNR apreendeu, no Sabugal, duas plantas de cannabis sativa, com cerca de 2,40 metros de altura. Em consequência, foi identificado um individuo de 29 anos de idade, residente na cidade, como sendo o proprietário das plantas, tendo-se apurado que as cultivava no sótão da sua residência. O mesmo foi constituído arguido e os factos foram participados ao Ministério Público.
Ontem, dia 10 de Julho, a GNR deteve dois homens, ambos de 28 anos de idade, residentes na Guarda, pelos crimes de tráfico de estupefacientes e posse ilegal de armas. Os suspeitos, que já estavam a ser investigados há algum tempo, foram detidos no decurso de buscas realizadas às suas residências, onde foram encontradas 200 gramas de haxixe, quantidade suficiente para cerca de mil doses individuais.
Foram-lhes ainda apreendidas 25 armas brancas (sabres, punhais e facas), três armas de ar comprimido (duas espingardas e uma pistola), 29 munições de diversos calibres, 244 munições de «salva» (sem projéctil), uma caixa de chumbos de 4,5 mm e um aerossol de gás pimenta, uma soqueira, duas matracas, dois moinhos para produtos estupefacientes e diverso material relacionado com o tráfico e o consumo, assim como 867 euros.
No mesmo dia a GNR deteve em Fornos de Algodres um jovem de 21 anos de idade, residente naquela localidade, em cumprimento de mandados de detenção por crime de violência doméstica. A detenção do suspeito, que possui antecedentes criminais, ocorreu no âmbito de um Inquérito por crimes de violência doméstica e de extorsão. O mesmo foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo ficado em prisão preventiva.
plb

GNR fez detenções em Seia e em Pinhel

No final da tarde de ontem, 4 de Julho, a GNR deteve três indivíduos, dois homens, de 19 e 27 anos de idade, e uma mulher de 44 anos de idade, residentes em Seia, por crime de tráfico de estupefacientes.

Preso algemadoOs suspeitos, que já estavam a ser investigados há algum tempo no âmbito de um inquérito a correr termos no Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia, foram detidos no decurso de buscas domiciliárias realizadas às suas residências, em Seia, onde detinham o produto estupefaciente (heroína e cocaína), quantidade suficiente para cerca de 75 doses individuais. Foram-lhes ainda apreendidos, um veículo ligeiro de passageiros, quatro telemóveis, 455,00€ e diversos objetos relacionados com o tráfico e consumo de estupefacientes.
Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Seia, no dia de hoje, para aplicação de eventuais medidas de coação.
No mesmo dia foi também detido um indivíduo de 51 anos de idade, residente em Ervas Tenras, concelho de Pinhel, por crime de posse ilegal de arma. A arma, que foi apreendida, era de caça, de calibre 12, em situação ilegal. O detido foi presente ao Tribunal Judicial de Pinhel.
plb

GNR lança Operação Viajar em Segurança

Atendendo ao tradicional aumento de tráfego rodoviário nos meses de Julho e Agosto, especialmente no início e final de cada quinzena, o Comando Territorial da Guarda da GNR vai lançar a operação Viajar em Segurança 2012.

A também designada Operação Hermes, irá intensificar o patrulhamento rodoviário, entre os dias 29 de Junho e 2 de Setembro, orientando a fiscalização para as vias mais críticas com o objectivo de combater a sinistralidade, regular a fluidez do tráfego e garantir o apoio necessário a todos os utentes das vias.
Segundo uma nota à imprensa o Comando Territorial, irá privilegiar a actuação preventiva e de apoio, fazendo incidir a sua fiscalização nos seguintes aspectos: controlo da velocidade; condução sem habilitação legal e sob influência do álcool e de substâncias psicotrópicas; manobras irregulares; não utilização do cinto de segurança e sistemas de retenção e utilização indevida de telemóveis.
A mesma nota dá conta da actividade desenvolvida pela GNR da Guarda na semana transacta, de onde se destaca a operação de fiscalização de trânsito desenvolvida no passado fim-de-semana, com particular incidência na condução sobre o efeito do álcool e sem habilitação legal, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes. Foram fiscalizados 184 veículos, tendo sido detidos cinco condutores. Destes, quatro por conduzirem sob o efeito do álcool, e um por falta de habilitação legal para exercer a condução. Foram ainda elaborados quatro autos de contra-ordenação por diversas infracções à legislação rodoviária.
No dia 25 de Junho foi detido em Vilar Formoso um indivíduo de 39 anos de idade, residente no concelho da Guarda, por crime de tráfico de estupefacientes. A detenção ocorreu no decurso de uma operação de fiscalização, tendo-lhe sido apreendidas cerca de 40 doses individuais de heroína e cocaína. Presente ao Tribunal Judicial de Almeida foi-lhe aplicada como medida de coacção, termo de Identidade e residência.
No dia 1 de Julho foi detido em Seia, no decurso de uma acção patrulhamento, um jovem de 21 anos de idade, por crime de tráfico de estupefacientes. Foram-lhe apreendidas 12 gramas de haxixe, quantidade suficiente para cerca de 60 doses individuais. Presente ao Tribunal Judicial de Seia ficou com a medida de coacção de Termo de Identidade e Residência, a aguardar o resultado do Inquérito.
plb

Detenções por furto, posse de armas e droga

A GNR da Guarda divulgou em comunicado que na semana transacta procedeu a diversas detenções, nomeadamente por tráfico de estupefacientes, posse ilegal de armas de fogo e furto de metais não preciosos.

GNRNo dia 18 de Junho, foi detido, na localidade de São Miguel, Guarda, um homem de 32 anos de idade, de nacionalidade portuguesa, residente naquela localidade, por crime de tráfico de estupefacientes. A detenção ocorreu no âmbito de uma fiscalização ocasional, no decurso da qual foram apreendidas cerca de setenta doses de diversos estupefacientes. O detido, presente ao Tribunal Judicial da Guarda, ficou com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
No dia 19, militares da GNR detiveram na localidade de Ervas Tenras, Pinhel, um homem de 43 anos de idade, residente naquela localidade, por crime de posse ilegal de armas. A detenção ocorreu na sequência de uma denúncia anónima, tendo o visado acedido a entregar as armas voluntariamente. Na sua posse encontravam-se três armas de fogo modificadas (tipo armas de caça) e respectivas munições. Ficou com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
No dia 20, foi apreendido em sucata diverso material metálico furtado nos concelhos de Celorico da Beira e Guarda, no valor de 2.500 euros. O referido material era destinado a uso na construção civil (prumos e andaimes). Foi constituído arguido indivíduo de 47 anos de idade, por suspeita da prática do crime de furto de metais não preciosos.
Na semana passada, as Secções de Programas Especiais, dos Destacamentos Territoriais da Guarda e Pinhel, no âmbito do programa «Residência Segura», realizaram nove ações de sensibilização junto dos residentes das freguesias de Castanheira e Pínzio, na Guarda e Valbom, Bogalhal, Meda, Freixo Numão, Freixedas e Pinhel. Nas ações estiveram presentes 94 idosos.
plb

GNR fez detenções por caça ilegal e furto

O comando territorial da Guarda da GNR deteve quatro caçadores furtivos nas Freixedas, concelho de Pinhel, e um menor por furto na Mesquitela, Celorico da Beira.

Guarda Nacional RepublicanaNo dia 5 de Junho, militares do Posto Territorial das Freixedas, detiveram quatro indivíduos de 19, 20, 21 e 41 anos de idade, residentes naquela localidade, por crime relativo à caça em época de defeso. A detenção acorreu após as autoridades ouvirem disparos com arma de fogo, tendo logrado interceptar os suspeitos num caminho rural. Fiscalizada a viatura que os mesmos usavam, depararam-se com uma arma de fogo (caçadeira) de 12 mm, acompanhada por cartuchos de chumbo, zagalotes e bala, bem como uma lebre que tinham abatido. Em consequência, foi apreendida a caçadeira e cartuchos, a peça de caça e a viatura. Presentes ao Tribunal Judicial de Pinhel, ficaram com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência a aguardar a leitura da sentença.
Já no dia 4 de Junho, militares do Posto Territorial de Celorico da Beira, detiveram um menor de idade, com 16 anos, residente no concelho de Mangualde, por crime de furto de veículo. A detenção ocorreu após ter sido recebida uma chamada telefónica no Posto, comunicando que um menor de idade andava a conduzir um veículo automóvel, na localidade de Mesquitela, Celorico da Beira. Os militares apuraram que o veículo havia sido furtado em Viseu, sendo o jovem localizado e detido, sendo o veículo recuperado e entregue ao seu proprietário. Presente ao Tribunal Judicial de Viseu, ficou com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência a aguardar o julgamento.
Em 9 de Junho, militares do Núcleo de investigação Criminal de Gouveia, identificaram um indivíduo de 30 anos de idade, residente no concelho de Seia, por crime de furto em estabelecimento comercial, em Loriga, Seia. A identificação ocorreu após a comunicação do furto pelo responsável do estabelecimento comercial. O suspeito possui antecedentes criminais e confessou a autoria do crime, tendo autorizado buscas à sua residência, donde resultou a recuperação dos artigos furtados, géneros alimentícios e produtos de higiene pessoal. Os factos foram participados ao Tribunal Judicial de Seia.
plb

GNR apreendeu armas ilegais no Casteleiro

Militares da GNR do Núcleo de Investigação Criminal da Guarda, detiveram na tarde do dia 7 de Maio, na Quinta de Santo Amaro, freguesia do Casteleiro, um homem de 57 anos, por posse de armas ilegais.

GNR-Guarda Nacional RepublicanaA GNR recebeu uma chamada telefónica, denunciando que naquele local estava a decorrer um desentendimento entre cônjuges num quadro de violência doméstica. A situação conduziu à execução de uma busca no respectivo domicílio, ocasião em que foram encontradas e apreendidas três espingardas de calibre 12 mm, bem como 47 munições. O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, sendo-lhe aplicado termo de identidade e residência.
No dia 11 Maio militares do Posto Territorial da Mêda, apreenderam também duas armas (uma espingarda marca Marlin Goose de calibre desconhecido e uma Carabina da Marca Dteyter de calibre 22mm) que foram encontradas abandonadas dentro de um poço, numa propriedade agrícola.
Segundo o comunicado semanal do Comando Territorial da Guarda da GNR, no dia 12 de Maio aquele comando levou a efeito uma Operação de fiscalização de trânsito, com particular incidência na condução sobre o efeito do álcool e sem habilitação legal, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes. Foram fiscalizados 93 veículos e condutores, tendo sido detidos oito condutores com excesso de álcool e um por desobediência, tendo sido elaborados 18 autos de Contra-Ordenação.
plb

GNR do Soito deteve duas mulheres por furto

Na tarde do dia 26 de Abril, militares do Posto Territorial do Soito da GNR detiveram em Aldeia da Ponte duas mulheres, de 44 e 27 anos de idade, desempregadas, residentes em Espanha em localidades próximas de Vilar Formoso, por crime de furto de matérias de construção civil.

Guarda Nacional RepublicanaAs duas suspeitas foram retidas por populares até à chegada das autoridades, que procederam à sua detenção, quando furtavam de um estaleiro de construção civil diversos materiais de construção civil. As detidas quando fora detectadas já tinham carregado alguns materiais num veículo.
Presentes ao tribunal do Sabugal, o juiz aplicou-lhe a medida de coação de Termo de Identidade e Residência e apresentações até ao julgamento, de três em três semanas, no Posto da GNR de Vilar Formoso.
Ainda no dia 26 de Abril, a GNR de Gouveia detive em flagrante delito dois indivíduos de 21 e 27 anos de idade, ambos desempregados, residentes no concelho de Gouveia, por crime de furto de metais não preciosos. As detenções ocorreram após ter sido comunicado para a GNR que desconhecidos se haviam introduzido num armazém das Minas de Castelejo, Vila Cortez da Serra. Os militares da GNR deslocaram-se de imediato ao local, tendo interceptado o veículo onde os suspeitos se deslocavam com os objectos furtados, designadamente uma bomba eléctrica, uma cabo eléctrico de grandes dimensões e diversos tubos em cobre. Os detidos assumiram a autoria do furto e foram de seguida conduzidos ao tribunal de Gouveia, ficando a aguardar o resultado do Inquérito, com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
Na noite de 25 de Abril foi detido um jovem de 22 anos, residente no concelho da Guarda, por crime de Tráfico de estupefacientes. O detido tinha em sua posse 7,9 gramas de haxixe, quantidade suficiente para cerca de 40 doses individuais. A detenção foi efectuada no decurso de uma fiscalização de rotina.
plb

GNR da Guarda fez várias detenções por furto

O Comando Territorial da GNR da Guarda comunicou ter procedido a diversas detenções na semana transacta, por furtos em residência e de metais não preciosos, crimes maioritariamente praticados por jovens.

GNR-Guarda Nacional RepublicanaNa tarde de 16 de Abril, a GNR deteve em Trancoso dois jovens de 17 e 18 anos de idade, residentes respectivamente em Fornos de Algodres e em Gouveia, por furto em residência. A detenção ocorreu após denúncia, o que levou a GNR a lograr localizar e deter os suspeitos, quando estes circulavam em bicicletas que tinham furtado, tendo as mesmas sido recuperadas e entregues ao proprietário. Os suspeitos, um deles já com antecedentes criminais, estavam indiciados pela prática de vários furtos na zona de Fornos de Algodres e Gouveia. O Tribunal de Fornos de Algodres aplicou a cada um 60 dias de pena de prisão, substituída por multa de 300 euros.
No dia 19 de Abril foi detido em Chafariz do Vento (Trancoso) um jovem de 21 anos de idade e uma mulher de 31, ambos desempregados, residentes em Carnicães (Trancoso), por furto de metais não preciosos. A detenção ocorreu após ter sido comunicado para o posto da GNR que estavam a furtar os pilares das barreiras de protecção da estrada, tendo os militares surpreendido os suspeitos, que já tinham carregado numa viatura nove vigas das ditas barreiras de protecção.
No dia 19 de Abril, em Celorico da Beira, foi identificado um indivíduo de 47 anos de idade, residente no concelho de Fornos de Algodres, suspeito da prática de diversos furtos de metais não preciosos, designadamente nos concelhos de Celorico da Beira e Fornos de Algodres. O mesmo, que já estava referenciado em Inquéritos a correr termos na GNR, confessou a autoria dos crimes e indicou como receptadora dos metais furtados uma sucateira, da qual é gerente uma mulher de 39 anos de idade, que também já está identificada, sendo indiciada pelo crime de receptação. Os factos foram participados ao Tribunal de Celorico da Beira.
plb

Detidos por tráfico de droga, furto e posse de armas

Na semana transacta a GNR da Guarda procedeu a um conjunto de detenções em flagrante delito, nomeadamente por situações de tráfico de estupefacientes, na cidade da Guarda, por posse ilegal de armas, em Vale da Mula (Almeida), e por furto de metais não preciosos em Lagarinhos (Gouveia).

GNRSegundo o comunicado semanal da GNR da Guarda, em 9 de Abril foi detido na Guarda um indivíduo de 23 anos de idade, residente em Manteigas, desempregado, por crime de Tráfico de estupefacientes. O detido tinha em sua posse 69,6 gramas de haxixe. Quantidade suficiente para cerca de 140 doses individuais. A detenção foi efectuada no decurso de uma fiscalização de rotina.
Já no dia 10 de Abril foi detido um homem de 41 anos de idade, residente em Vale da Mula (Almeida), por crime de posse ilegal de armas. A detenção ocorreu no âmbito de um Inquérito criminal a correr termos naquele Núcleo de Investigação, em cumprimento de mandados de buscas domiciliárias à residência do suspeito. Foram encontradas e apreendidas duas armas de fogo – uma arma de caça de calibre 12 e uma pistola de calibre 6,35mm.
No dia 11 de Abril, foi identificado em Gouveia um jovem de 23 anos de idade, residente em Mangualde, desempregado, por crime de furto de metais não preciosos (300 metros de cabo de cobre). A identificação foi efectuada após uma denúncia de furto de linha de comunicações da PT, em Lagarinhos (Gouveia), ocorrido em 9 de Abril. Após diligências investigatórias foi encontrado, na posse do indivíduo identificado, o cobre furtado.
plb

GNR da Guarda deteve por posse de arma e furto

O Comando Territorial da Guarda da GNR informou que na semana passada efectuou detenções por posse de armas proibidas, tráfico de estupefacientes e por furto, e também por condução com excesso de álcool no sangue. Durante a Operação Páscoa verificaram-se 13 acidentes nas estradas do distrito.

No dia 6 de Abril, a GNR deteve um homem e uma mulher de 31 e 26 anos de idade, respectivamente, residentes em Seia, por crime de posse ilegal de armas e tráfico de estupefacientes. Os suspeitos já estavam a ser investigados há algum tempo, no âmbito de um Inquérito a correr termos naquele no Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia, tendo sido efectuadas buscas domiciliárias à sua residência onde lhes foram apreendidas uma arma de caça de calibre 12, uma carabina com supressor de ruído e alça telescópica de calibre 22mm e 260 munições desse calibre e uma arma branca, designada como faca borboleta. Foram ainda apreendidos na mesma residência, quatro vasos contendo plantas de cannabis sativa, uma estufa improvisada, um sistema de rega automático, um sistema artesanal de iluminação para plantas, sementes de cannabis, fertilizantes e um moinho artesanal.
Na tarde de 2 de Abril, militares da GNR detiveram um indivíduo de 43 anos de idade, residente Foz Côa, também por crime de posse ilegal de armas. A detenção ocorreu após ameaças e injúrias a um elemento da GNR, tendo sido, em cumprimento de mandados, efectuadas buscas domiciliárias à residência do suspeito onde lhe foram encontradas e apreendidas duas armas de fogo alteradas (pistolas) de calibre 6,35mm, duas munições do mesmo calibre, duas armas de ar comprimido de calibre 4,5mm e uma faca borboleta.
Na noite de 9 de Abril, militares do Destacamento de Trânsito da Guarda, detiveram um indivíduo, de 19 anos de idade, residente na Guarda, desempregado, por crime de furto em veículo. A detenção ocorreu após uma denúncia telefónica, tendo o suspeito sido surpreendido quando furtava gasóleo do depósito do veículo pesado de mercadorias que se encontrava parqueado junto à residência do respectivo motorista, na localidade de Arrifana, concelho da Guarda.
Na noite de 7 de Abril a GNR realizou uma operação de fiscalização, com particular incidência nos veículos de transporte de mercadorias, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes, no decurso da qual foram fiscalizados 69 veículos de transporte de mercadorias, que se destinavam a ser comercializadas no mercado mensal de Vilar Formoso. Foram elaborados três autos por crime de contrafacçãoe foram apreendidos 211 artigos contrafeitos (vestuário, calçado, perfumes e relógios), de diversas marcas conceituadas no mercado, com o valor presumível de 12 mil euros. Em consequência, foram identificados três indivíduos, residentes nos concelhos do Gondomar, Paredes e Guarda como sendo os proprietários das mercadorias apreendidas, sendo os factos participados ao Tribunal Judicial de Almeida.
No âmbito da Operação Páscoa, que decorreu entre os dias 5 e 8 de Abril, a GNR registou 13 acidentes nas estradas do distrito da Guarda, de onde resultaram seis feridos leves. Comparativamente ao ano anterior, verificou-se uma diminuição do número de acidentes e um ligeiro aumento de feridos leves.
O Comando Territorial da GNR exerceu durante a operação um esforço significativo, efectuando 90 patrulhamentos, com o empenho de 183 efectivos. Verificado 10 situações de excesso de álcool, sendo detidos três condutores. Em matéria de velocidade foram registadas 105 situações de excesso. Foram ainda elaborados 142 autos de contra-ordenação por outras infracções rodoviárias.
plb

GNR da Guarda lançou Operação Páscoa 2012

O Comando Territorial da Guarda, da Guarda Nacional Republicana, realiza entre os dias 5 e 8 de Abril, uma operação de intensificação da vigilância rodoviária, aumentando assim a sua visibilidade em todo o Distrito, com particular incidência nas vias rodoviárias mais movimentadas.


Segundo uma nota divulgada à Comunicação Social, «a GNR dará prioridade a uma actuação preventiva e de apoio aos utentes da via, que tenderá sobretudo para a fluidez do tráfego e segurança da circulação rodoviária, de forma a reduzir a sinistralidade rodoviária».
Haverá particular atenção as situações de condução em excesso de velocidade, sob influencia do álcool e as substancias estupefacientes ou psicotrópicas, o uso dos cintos de segurança e/ou sistemas de retenção nos bancos dianteiros e traseiro e, ainda, o cumprimento das regras de trânsito, muito especialmente no que respeita às manobras de ultrapassagem, mudança de direcção, posição de marcha, inversão do sentido da marcha, cedência de passagem e distancia de segurança.
Em simultâneo com o reforço de atenção para com as vias rodoviárias mais criticas, a GNR dará continuidade às acções de sensibilização no âmbito da prevenção e segurança rodoviária, que tiveram inicio em 23 de Março e se prolongarão até ao dia 8 de Abril, com o objectivo de contribuir para a redução da sinistralidade rodoviária.
plb

GNR alerta para proibição de circular em Espanha

A interdição de circulação de camiões nas principais estradas espanholas, no dia 9 de Abril, levou o Comando Territorial da Guarda da GNR a fazer um apelo às empresas de transporte de mercadorias e aos camionistas, que seguidamente transcrevemos.

À semelhança de anos anteriores, por motivos das celebrações da Semana Santa em Espanha, o Governo de Espanha decretou a interdição à circulação de veículos pesados de mercadorias, com o peso bruto superior a 7,5 toneladas, e aos conjuntos de veículos de qualquer massa máxima autorizada, na auto-estrada A-62, entre Fuentes de Onõro e Burgos, no dia 09 de Abril de 2012, no período compreendido entre as 09h00 e as 21h00 (hora portuguesa).
Ficam isentos desta proibição, os conjuntos de veículos de qualquer peso bruto autorizado, que transportem gado vivo ou leite, assim como aqueles que transportem produtos que favoreçam a manutenção das estradas, em período invernal.
Prevê-se que inúmeros veículos pesados de mercadorias que, naquele dia, tenham planeada viagem em direcção à fronteira de Vilar Formoso, com destino a Espanha e a outros países europeus, tenham que ficar retidos em Vilar Formoso até à hora final da interdição (21h00) e que, por insuficiência de lugares para estacionamento naquela localidade, muitos tenham que permanecer imobilizados noutros locais próximos das A25 e A23 ou mesmo nas bermas da A25.
Neste contexto, o Comando Territorial da Guarda irá levar a efeito uma operação de vigilância, controlo e regularização de trânsito com vista à segurança de pessoas e bens que venham a ficar imobilizados enquanto aguardam pela entrada em Espanha para circulação na A-62.
Recomenda-se, assim, a todas as empresas de mercadorias e aos respectivos condutores que planeiem a sua viagem de modo a só a iniciarem a horas permitam, sem paragens no percurso, cruzar aquela fronteira depois do terminus da interdição, para evitarem congestionamentos de trânsito em Vilar Formoso e nas A25 e EN16.
Tenente-Coronel António Manuel Lourenço Lopes, Comandante Territorial

GNR da Guarda fez 17 detenções em operação

O Comando Territorial da Guarda da GNR efectuou uma vasta operação de prevenção criminal em todo o distrito, de onde resultaram 17 detenções, na sua maior parte por condução sob o efeito do álcool, mas também houve detenções por furto e por posse ilegal de armas.

Guarda Nacional RepublicanaUma das detenções teve lugar no Sabugal, sendo efectuada por elementos do Núcleo de Investigação Criminal da Guarda, que detiveram um indivíduo de 45 anos de idade, residente na cidade raiana, pelo crime de posse ilegal de armas, pois tinha na sua posse um aerossol de defesa, com gás pimenta, arma proibida por lei. Presente ao Tribunal Judicial do Sabugal foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência, ficando a aguardar o resultado do Inquérito.
A operação especial de prevenção criminal aconteceu no passado fim-de-semana, nos dias 31 de Março e 1 de Abril, e incidiu especialmente na fiscalização rodoviária e no patrulhamento de pontos sensíveis, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes.
No que respeita à fiscalização rodoviária, foram detidos 11 condutores. Destes, oito foram detidos por apresentarem taxas de álcool no sangue superior a 1,20 gramas por litro, dois por falta de habilitação legal para o exercício da condução e ainda um por ameaças e injúrias a militar da GNR.
No tocante ao patrulhamento e abordagem de suspeitos, foram detidos na localidade de Pínzio, em flagrante delito, dois indivíduos, com 24 e 46 anos de idade, residentes em Belmonte, quando furtavam metais não preciosos num armazém.
Também em Pínzio, foram detidos outros dois indivíduos, com 20 e 47 anos de idade, residentes em Sátão e Viseu, respectivamente, pelo crime de furto de arte sacra. Os mesmos já tinham furtado uma imagem de uma «santa» de um nicho na localidade de Freixo, concelho de Almeida.
Em Vila Chã, concelho de Seia, a GNR deteve um jovem, de 22 anos, desempregado, por crime de furto. O suspeito, foi surpreendido pelos militares quando furtava peças de um veículo que se encontrava parqueado junto de uma residência.
Durante a Operação foram ainda apreendidas substâncias estupefacientes: 54,46 gramas de haxixe e 12,07 gramas de cannabis sativa.
plb

GNR deteve por incêndio, furto e posse de armas

No dia 19 de Março, elementos do Núcleo de Protecção Ambiental de Pinhel, da Guarda Nacional Republicana, detiveram um indivíduo de 63 anos de idade, residente em Rabaçal – Mêda, por crime de incêndio florestal por negligência. A GNR também deteve durante a semana transacta um homem e uma mulher por furto e outros dois homens por posse ilegal de armas.

Preso algemadoSegundo o comunicado semanal do Comando Territorial da Guarda da GNR, o autor do incêndio realizava uma queima de sobrantes agrícolas, numa propriedade naquela localidade, que deixou descontrolar, a qual se propagou aos terrenos vizinhos, dando origem ao incêndio que o mesmo confessou ser o autor. Em consequência, ardeu um hectare de pinheiro bravo e mato.
Os factos foram participados ao Tribunal Judicial da Mêda, ficando o detido sujeito a Termo de Identidade e Residência.
No dia 22 de Março, militares do Posto Territorial de Foz Côa, detiveram em flagrante delito, um homem de 28 anos de idade e uma mulher de 21 anos de idade, residentes na Guarda, por crime de furto de metais não preciosos. Os suspeitos foram surpreendidos junto a uma Quinta agrícola próxima de Foz Côa, após carregarem um veículo com cerca de uma tonelada de aduelas de ferro utilizadas nas cubas de vinho.
No dia 20 de Março, militares do Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel e do Posto da Mêda, detiveram um indivíduo de 81 anos de idade, residente Paipenela (Meda), por crime de posse ilegal de armas. A detenção ocorreu após uma denúncia pelo crime de violência doméstica, tendo sido efectuadas buscas domiciliárias à residência do suspeito onde foram encontrados e apreendidos cinco aerossóis de defesa, com gás pimenta, diversas e ainda uma réplica de uma arma de fogo (pistola).
No dia 24 de Março, o Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel deteve um indivíduo de 50 anos de idade, residente em Marialva (Meda), também por crime de posse ilegal de armas. O suspeito detinha na sua residência duas caçadeiras de 12 e 9 milímetros, o que foi verificado no decurso de uma busca domiciliária, efectuada no âmbito de um Inquérito criminal.
plb

GNR lança a Operação Ibiza 2012

Segundo um comunicado divulgado aos meios de comunicação social, o Comando Territorial da Guarda realiza, entre os dias 23 e 24 de Março, acções de sensibilização junto de estudantes que se deslocam em férias, para Espanha, nos acessos à fronteiras de Vilar Formoso.

Tendo presente que, por ocasião das férias escolares da Páscoa, milhares de jovens portugueses viajam até à Catalunha e sul de Espanha, em viagens organizadas, militares do Comando Territorial Guarda realizam, entre as 20 horas do dia 23 e as 20 horas do dia 24, uma operação nos principais acessos à fronteira, com o objectivo de sensibilizar os estudantes para os perigos que advêm do uso de produtos estupefacientes.
No decorrer da operação, os militares, recorrendo a binómios cinotécnicos de detecção de drogas, fiscalizarão os autocarros que transportam os jovens aos destinos e respectivas bagagens.
Deste modo, pretende-se evitar comportamentos desviantes nestas faixas etárias, nomeadamente o consumo e tráfico de produtos estupefacientes.
plb

GNR da Guarda contou idosos isolados

O Comando Territorial da Guarda, da Guarda Nacional Republicana, levou a efeito, entre 15 de Janeiro e 29 de Fevereiro, uma operação de recolha de dados, no âmbito da «Operação Censos Sénior 2012», direcionada aos idosos que vivem sozinhos e/ou isolados existentes na área de responsabilidade da GNR.

O Comando Territorial da Guarda procedeu ao registo dos idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, e sinalizou aqueles que se encontram em risco, na sua área de acção. Nesta operação foram registados 1912 idosos a residir sozinhos e/ou isolados.
A residir sozinhos foram identificados 1248 idosos (65.27 %);
A residir em locais isolados foram identificados 472 idosos (24.69 %);
A residir sozinhos e isolados, foram registados 192 idosos (10.04 %).
Os concelhos do distrito da Guarda com mais registos de idosos foram: Guarda com 313; Trancoso com 298; Pinhel com 290; Celorico da Beira com 237 e Gouveia com 164.
Os militares da GNR através de uma «ficha de registo» recolheram dados, para efeitos de avaliação do risco e recolha de informação sobre o idoso, nomeadamente: As coordenadas GPS da sua residência; Se tem telefone? Se vive sozinho? Se vive isolado? Se tem família? Qual o tipo de alojamento; Qual o estado de saúde e nível de autonomia; Se tem médico de família? Se recebe apoio e qual a regularidade desse apoio.
Em termos comparativos, em 2011 tinham sido registados 389 idosos a viver isolados e/ou sozinhos na área de responsabilidade do Comando Territorial da Guarda.
plb (com GNR da Guarda)

GNR deteve homem condenado a pena de prisão

O Comando Territorial da Guarda da GNR informou que deteve em Gouveia um foragido à justiça que estava condenado a cumprir 10 anos de prisão efectiva por tráfico de estupefacientes.

Preso algemadoO homem, de 27 anos de idade, foi encontrado pelos militares da GNR durante uma busca a casa do pai, em Ribamondego, concelho de Gouveia, no 17 de Fevereiro. O pai do detido estava indiciado num crime de ameaças com arma de fogo, tendo sido emitido um mandado judicial de busca domiciliária e no intuito de se apreender a arma do crime, porém os militares encontraram o filho do visado, que tinha para cumprir uma pena de prisão efectiva de 10 anos, imposta pelo Tribunal de Esposende pela prática dos crimes de tráfico de estupefacientes, posse ilegal de arma, burla e falsificação de documentos. O homem foi conduzido ao Estabelecimento Prisional Regional de Viseu, onde deu entrada para cumprimento da pena de prisão.
No decurso da busca foi também encontrada e apreendida uma espingarda carabina de calibre 9 milímetros.
No dia 17 de Fevereiro militares do Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel detiveram em Viseu uma mulher de 43 anos de idade, desempregada, residente em Lisboa, por crime de furto numa residência. A detenção aconteceu após a lesada ter denunciado o furto do interior da sua residência, em Trancoso, de vários objectos em ouro no valor de três mil euros. A GNR colocou-se imediatamente em campo, conseguindo deter a suspeita quando esta já estava em Viseu.
Foram recuperados os objectos em ouro furtados da residência, sendo-lhe ainda apreendida a quantia de 1.400 euros, por não justificar a sua proveniência.
plb

Acidentes no distrito fizeram 11 mortos em 2011

O Comando Territorial da Guarda da GNR divulgou as estatísticas da sinistralidade rodoviária no distrito da Guarda relativas ao ano de 2011. Segundo as quais houve um total de 1367 acidentes, de que resultaram 11 mortos, 43 feridos graves e 526 feridos leves.

Quatro das vítimas mortais resultaram de acidentes por colisão, outras quatro por despiste e duas por atropelamento. Esses números representam uma melhoria significativa em relação ao ano anterior, pois em 2010 verificaram-se 19 mortos, o que representou uma diminuição de 42 por cento. Essa tendência de descida verificou-se igualmente em relação às restantes estatísticas. O número de acidentes de viação desceu 13%, o número de feridos graves diminuiu 30% e o número de feridos leves decresceu 3%.
O comunicado da GNR da Guarda faz também referência á actividade desenvolvida na semana transacta, de onde se destaca a realização de uma Operação de fiscalização de trânsito, com particular incidência na condução sobre o efeito do álcool e sem habilitação legal, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes. Foram fiscalizados 79 veículos e condutores, tendo sido detidos três condutores dois por excesso de álcool no sangue e um por falta de habilitação legal para exercer a condução.
Na noite de 24 de Janeiro foi detido em Seia um jovem de 19 anos, desempregado, por crime de tráfico de estupefacientes. O suspeito tinha na sua posse 47,68 gramas de haxixe e 2,50 gramas de cannabis, quantidade suficiente para 253 doses individuais.
Na tarde de 31 de Janeiro, em Trancoso, foram detidos em flagrante delito um homem e uma mulher, com 38 e 26 anos de idade, respectivamente, residentes em Mangualde, quando furtavam num armazém e num terreno, anexos a uma residência, metais não preciosos e peças de um tractor agrícola.
plb

Detenções por crime de tráfico de estupefacientes

A GNR comunicou ter apreendido estupefacientes e detido traficantes em Vilar Formoso e em Celorico da Beira, tendo igualmente detido quatro jovens espanhóis que faziam grafitis em comboios na estação do Pocinho.

Preso algemadoNo decurso de uma operação conjunta entre a GNR e a Guardia Civil de Espanha, realizada no dia 27 de Janeiro na zona da fronteira, foi detido um indivíduo de 23 anos de idade, residente em Barcelos, por crime de tráfico de estupefacientes. O suspeito tinha na sua posse 194,7 gramas de cannabis (liamba), adquirida, ao que tudo indica, em Espanha. Presente ao Tribunal Judicial de Almeida, foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
Na noite de 24 de Janeiro, militares do Núcleo de Investigação Criminal da Guarda, detiveram uma mulher de 22 anos de idade, residente em Celorico da Beira, por crime de tráfico de estupefacientes. A suspeita tinha na sua posse 6,4 gramas de haxixe, quantidade que excedia o limite máximo quantitativo, permitido para consumo. Presente ao Tribunal Judicial de Celorico da Beira, foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência, ficando a aguardar o resultado do Inquérito.
Na madrugada de 27 de Janeiro, militares do Posto Territorial de Foz Côa, detiveram quatro indivíduos, de 19 e 21 anos de idade, de nacionalidade espanhola, ambos estudantes e residentes em Madrid (Espanha), pelo crime de dano em comboio, na Linha do Douro. Os suspeitos foram surpreendidos quando efectuavam grafitis nas composições de um comboio que se encontrava na Estação da CP do Pocinho – Foz Côa, tendo-lhes sido apreendidas 20 latas de spray. Presentes ao Tribunal Judicial de Foz Côa, foi-lhes aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência e uma caução de 200 euros.
plb

GNR realizou operação de prevenção criminal

No passado fim-de-semana o Comando Territorial da Guarda da GNR realizou uma operação especial de prevenção criminal nos concelhos do Sabugal, Pinhel e Guarda, de que resultou a detenção de quatro indivíduos.

Guarda Nacional RepublicanaA operação incidiu particularmente na fiscalização a estabelecimentos de diversão nocturna, incluindo o patrulhamento de pontos considerados sensíveis.
No Sabugal detiveram-se dois homens, 19 e 29 anos de idade, por exercerem ilegalmente a actividade de segurança privada num estabelecimento de diversão nocturna. Sendo presentes ao Tribunal Judicial do Sabugal, ficaram com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência a aguardar o resultado do Inquérito.
Em Pínzio, concelho de Pinhel, foram detidos na mesma operação, em flagrante delito, outros dois homens, com 57 e 74 anos de idade, residentes na Guarda, quando furtavam metais não preciosos num armazém. Os suspeitos, um deles com antecedentes criminais e a cumprir pena suspensa, foram presentes ao Tribunal Judicial de Pinhel.
Através do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), a GNR realizou também em todo o distrito da Guarda uma operação de fiscalização aos lagares de azeite, de onde resultaram oito autos de contra-ordenação. A operação decorreu entre os dias 5 e 18 de Janeiro, período em que foram fiscalizados 13 lagares.
Na noite de 20 de Janeiro, militares do Posto Territorial de Seia, detiveram três indivíduos de 21, 26 e 39 anos de idade, dois deles residentes na Amadora e outro em Arganil, por crime de tráfico de estupefacientes. Os detidos estavam na posse de 22,64 gramas de haxixe, quantidade suficiente para 115 doses individuais. Presentes ao Tribunal Judicial de Seia, foi-lhes aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência, ficando a aguardar o resultado do Inquérito.
Na noite de 21 de Janeiro, militares do Posto Territorial de Seia, detiveram em flagrante delito, um indivíduo de 39 anos de idade, residente em Seia, por crime de violência doméstica. A detenção ocorreu após ter sido dado o alerta para aquele Posto, a comunicarem a existência de agressões mútuas. Uma vez no local a patrulha entrou na residência, quando o agora detido, agredia fisicamente a vítima que se encontrava prostrada em cima da cama e imobilizada, no quarto do casal.
A Equipa de Investigação e Inquérito do Posto de Gouveia identificou, nos dias 19 e 20 de Janeiro, dois indivíduos de 16 e 19 anos de idade, residentes em São Paio, por suspeita da prática de vários crimes de furto a residências. Os mesmos já estavam a ser investigados há algum tempo no âmbito de Inquéritos criminais, tendo sido realizadas buscas domiciliárias às suas residências, onde lhes foram apreendidos diversos objectos furtados, designadamente, artigos de vestuário, de beleza e uma Play Station, tendo confessado serem os autores de pelo menos três furtos a residências. Os mesmos, que agiram em co-autoria, foram constituídos arguidos, tendo os factos sido participados ao Tribunal Judicial de Gouveia.
plb

Polícia Judiciária - Capeia Arraiana

Polícia Judiciária esteve na Câmara do Sabugal

Inspectores da Polícia Judiciária estiveram na sexta-feira, dia 19 de Janeiro, nas instalações da Câmara Municipal do Sabugal, onde cumpriram mandados de busca.

Ano Novo com menor sinistralidade na Guarda

O Comando Territorial da Guarda da GNR divulgou os dados provisórios da operação Ano Novo, a os quais apontam para uma diminuição do numero de acidentes danas estradas do distrito da Guarda, quando comparado com o ano anterior.

No âmbito da 2ª fase da Operação Natal/Ano Novo, que decorreu entre os dias 30 de Dezembro e 2 de Janeiro, registaram-se oito acidentes rodoviários, que provocaram dois feridos leves.
Comparativamente ao ano anterior e em igual período, verificou-se uma diminuição do número de acidentes (menos seis), tendo como consequências também uma diminuição no número de feridos leves (menos cinco).
O Comando Territorial da Guarda, durante a Operação e até esta data, exerceu um esforço em matéria de segurança rodoviária, tendo efectuado 99 patrulhamentos, empenhando um total de 215 efectivos. Também a acção fiscalizadora foi tida em conta, nomeadamente, no tocante às manobras perigosas e condução sob o efeito do álcool.
Em matéria de álcool foram fiscalizados 852 condutores, tendo sido detidos 10 por apresentarem uma TAS (Taxa de Álcool no Sangue) igual ou superior a 1,20 g/l e verificados mais 22 excessos, uma vez que os respectivos condutores apresentavam uma TAS superior à legalmente permitida (0,49 g/l).
Em matéria de excesso de velocidade foram controlados 1856 veículos, tendo sido registados 153 excessos. Foram ainda elaborados 134 autos de contra-ordenação por outras infracções rodoviárias.
Na noite de 30 de Dezembro, o Comando Territorial levou a efeito uma Operação de prevenção da criminalidade, com particular incidência na fiscalização de estabelecimentos de diversão nocturna, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes, da qual resultou a detenção 11 indivíduos.
Foram detidos 3 indivíduos, residentes em Celorico da Beira, por crime de furto num armazém de materiais de construção civil, em Moimentinha – Trancoso, onde se introduziram por arrombamento da porta de entrada.
Os suspeitos, já com antecedentes criminais, tinham carregado no veículo «forgon» em que se faziam transportar, diversas ferramentas e materiais de construção, que haviam furtado do dito armazém, quando foram surpreendidos por militares do Posto Territorial de Vila Franca das Naves.
Presentes ao Tribunal Judicial de Trancoso, foi a cada um aplicada pena de prisão de 2 anos e 4 meses, ficando esta suspensa por igual período.
Foram também detidos 3 indivíduos por crime de posse ilegal de armas. Destes, um tinha na sua posse uma pistola de calibre 6,35mm e 32 munições do mesmo calibre e os outros dois detinham uma pistola de ar comprimido e três armas brancas.
No âmbito da fiscalização dos estabelecimentos, foram inspeccionados 11 bares e controladas 27 cidadãs estrangeiras. Destas 5 encontravam-se em situação ilegal em Território Nacional.
Assim, 2 foram detidas por permanência ilegal no país e outras 3 foram notificadas para comparecerem no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras a fim de regularizarem a situação em Portugal. Foram ainda apreendidas 1,07 gramas de haxixe, quantidade suficiente para 22 doses individuais e elaborados 3 autos de contra-ordenação por infracções verificadas à legislação policial geral.
plb

Detenções por posse de armas e agressões

O Comando Territorial da Guarda da GNR informou no seu comunicado semanal ter procedido a detenções em Vilar Formoso (por posse ilegal de armas), em Pinhel (por tentativa de homicídio em acto de violência doméstica) e em Fornos de Algodres (por ofensas à integridade física).

Patrulha da GNRNo dia 6 de Dezembro, no decurso de uma acção de fiscalização de trânsito junto à fronteira de Vilar Formoso, a GNR deteve um homem de 37 anos idade, natural de Viseu e residente em Sezures (Penalva do Castelo), pelo crime de posse ilegal de armas. O detido transportava no veículo automóvel que conduzia uma carabina calibre 22mm, indocumentada, a qual se encontrava dissimulada no interior de uma caixa de papel e embrulhada em plásticos. Presente ao Tribunal Judicial da Almeida, foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência, passando o processo para a forma comum, a aguardar o resultado do inquérito.
No dia 7 de Dezembro, a GNR de Pinhel deteve, em flagrante delito, um homem de 71 anos, residente naquela cidade, por tentativa de homicídio num quadro de violência doméstica. A detenção aconteceu após a vítima ter alertado a GNR de que estava a ser alvo de agressões, na sua residência, praticadas pelo seu cônjuge. Os militares do Posto de Pinhel deslocaram-se de imediato ao local, logrando retirar a vítima da residência. A mesma apresentava ferimentos em ambas as mãos e na face, aparentemente infringidos por objectos cortantes (faca ou machado), sendo conduzida ao Centro de Saúde de onde seguiu para o Hospital da Guarda.
O agressor barricou-se no interior da sua residência, oferecendo numa primeira fase alguma resistência, acabando contudo detido e conduzido ao Tribunal Judicial de Pinhel, que lhe decretou como medida de coacção a obrigatoriedade de permanência na habitação (prisão domiciliária), tendo para o efeito da fiscalização do cumprimento das obrigações impostas, sido empregue meios técnicos de controlo à distância (pulseira electrónica). O detido já não habitava com a vítima e era reincidente neste tipo de crime.
Na noite de 10 de Dezembro, a GNR deteve um jovem de 21 anos, suspeito de ofensas à integridade física com recurso a arma branca, cometidas junto a um restaurante em Fornos de Algodres. O detido tinha na sua posse uma faca, que lhe foi apreendida. Presente em tribunal, foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência. A vítima teve necessidade de tratamento hospitalar.
plb

Furto deixa Bismula e Ruivós sem telefones

Munidos de motosserras os ladrões de cobre cortaram os 20 postes que suportavam os 2.100 metros de linha telefónica entre as aldeias de Bismula e Ruivós, no concelho do Sabugal, deixando as populações sem comunicações.

[vodpod id=Video.15808310&w=425&h=350&fv=image%3Dhttp%3A%2F%2Fimg0.rtp.pt%2Ficm%2Fnoticias%2Fimages%2F27%2F275bb7b59b1cd934c2aae4a54ec0628a_N.jpg%26amp%3Bstreamer%3Drtmp%3A%2F%2Fvideo2.rtp.pt%2Fflv%2FRTPFiles%26amp%3Bfile%3D%2Fnas2.share%2Finformacao%2F2011%2Fwroubocobre11wwtp_WWW_93284.mp4]

O furto aconteceu durante a noite de quarta para quinta-feira passada, e o caso apenas foi descoberto na sequência da falta de comunicações por telefone fixo e Internet, altura em que se verificou o desaparecimento do fio e o caso foi comunicado à GNR.
Os assaltantes cortaram os 20 postes de madeira a cerca de um metro de altura do solo e recolheram seguidamente o fio de cobre em bobinas que terão carregado numa carrinha. O destino é a venda do cobre a sucateiros, negócio que tem motivado o furto constante de metais nas aldeias do interior.
Em Ruivós vivem cerca de 50 pessoas e na Bismula 150, que agora focaram mais isoladas do mundo, pois a rede móvel de telefones funciona com grandes limitações, face à constante falta de rede. O presidente da Junta de Freguesia da Bismula, José Vaz, teme que a reparação da linha demore várias semanas. «Sei que têm o assunto em mãos mas provavelmente a reposição das comunicações vai levar muito tempo, porque são muitos postes a recolocar e uma grande extensão de linha», disse o autarca ao Capeia Arraiana, acrescentando que a falta de telefones de estende a outras aldeias ao redor, nomeadamente a Aldeia da Dona e Carvalhal.
A GNR está em campo a investigar o crime, que poderá ter ligação com outros de igual natureza que têm acontecido na região. O modus operandi (furto com recurso ao corte de uma elevada extensão de postes) já é conhecido e tem acontecido noutros pontos do país, embora neste caso tal tenha sucedido numa grande extensão – mais de dois quilómetros.
O insólito despertou a curiosidade de diversos meios de comunicação social, que foram ao local para observarem in loco os vestígios do furto do fio. «Ontem estiveram aqui televisões, rádios e vários jornais nacionais, querendo inteirar-se da situação, acompanhei-os e prestei-lhes declarações. É bom que se divulgue o que aqui se passou para que as autoridades e as populações do interior se acautelem de modo a evitarem outros casos semelhantes», disse o presidente da junta de Freguesia da Bismula.
plb

Homem dos Forcalhos detido por posse de arma

O Comando territorial da Guarda, da GNR, informou que no passado dia 28 de Novembro deteve um homem de 30 anos idade, residente nos Forcalhos, concelho do Sabugal, pela prática do crime de posse ilegal de armas.

A ocorrência teve na sua origem o recebimento de uma denúncia de ameaça de morte, o que levou os militares do Posto do Soito a uma intervenção imediata, identificando o suspeito, altura em que verificaram que o mesmo tinha no interior do seu automóvel, em cima dos bancos, uma arma de caça indocumentada, a qual foi apreendida. O detido foi presente ao Tribunal Judicial do Sabugal, que validou a detenção e marcou o respectivo julgamento em processo sumário para o dia 9 de Dezembro.
No mesmo dia a GNR de Vilar Formoso identificou um homem de 40 anos, residente nessa localidade, pela prática do crime de furto em residência. A identificação do suspeito ocorreu após ter sido apresentada queixa, dando conta de que um indivíduo encapuzado e armado com um revólver, que mais tarde se veio apurar ser de plástico, havia furtado vários objectos em ouro do interior de uma residência em Vilar Formoso. A acção imediata dos militares da GNR permitiu a recuperação e apreensão dos objectos furtados. O suspeito possui antecedentes criminais e está referenciado pela prática de furto em residências, tendo os factos sido participados ao Tribunal Judicial de Almeida.
No dia 3 de Dezembro a GNR efectuou duas operações de fiscalização a veículos de transporte de mercadorias com particular incidência nos que se destinavam à feira de Vilar Formoso. Foram fiscalizados 12 veículos, o que resultou na elaboração de três autos por crime de contrafacção de mercadorias sujeitas a cumprirem com as formalidades legais relativas ao Código da Propriedade Industrial (CPI) e apreendidas 542 peças (vestuário, calçado, perfumes, relógios) de diversas marcas conceituadas no mercado, com o valor total e presumível de 43.400 euros. Em consequência, foram identificados três indivíduos, residentes nos concelhos do Porto, Viseu e Castelo Branco como sendo os proprietários das mercadorias apreendidas.
plb

GNR identificou ladrão no Sabugal

Um homem de Quadrazais, de 31 anos, já com antecedentes criminais, foi identificado pela GNR como suspeito do furto de metais (ferro) numa quinta agrícola próxima do Sabugal.

Operação STOP da GNRSegundo o comunicado semanal da GNR da Guarda, a identificação do suspeito ocorreu após ter sido apresentada queixa no Posto do Sabugal sobre o furto. Face à situação os militares afectos à investigação criminal colocaram-se em campo e localizaram e apreenderam o material furtado, para além de identificarem o suspeito do furto, tendo os factos sido participados ao Tribunal Judicial do Sabugal.
No final da tarde do dia 27 de Novembro, o Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente, através da Equipa de Protecção Florestal da Guarda, deteve um indivíduo de 46 anos de idade, residente em Linhares da Beira (Celorico da Beira), por crime de desobediência no âmbito da fiscalização da caça.
O homem circulava num caminho rural e não obedeceu ao sinal de paragem dos agentes, sendo apenas possível a sua intercepção quando lhe foi barrada a passagem. Na fiscalização ao veículo foram encontradas duas armas brancas proibidas (uma catana com 41 cm e uma faca com 22 cm) que lhe foram apreendidas. Ao suspeito foi também apreendida uma caçadeira e respectivos documentos (livrete de arma de caça e carta de caçador) e 14 cartuchos, dos quais um de zagalote e um de bala.
Outra situação ocorreu no dia 23 de Novembro, em que o Núcleo de Investigação Criminal da Guarda, deteve um homem de 27 anos idade, residente em Vila Fernando, concelho da Guarda, por crime de posse ilegal de uma soqueira e um bastão extensível, armas proibidas por lei. Presente ao Tribunal da Guarda foi condenado em 100 dias de prisão de, remissíveis a multa de 600 euros.
plb

GNR reforça postos do Sabugal e do Soito

O efectivo dos postos da GNR do Sabugal e do Soito foi recentemente reforçado em mais cinco e quatro militares, respectivamente, facto que lhes confere uma maior capacidade operativa.

Tenente-Coronel Cunha RasteiroDos 28 efectivos que o Comando Territorial da Guarda da GNR recebeu para reforço do dispositivo em todo o distrito, nove foram colocados no concelho do Sabugal, o que representa a afectação a este concelho de 33 por cento do reforço total recebido pelo comando. Com o reforço de elementos agora concretizado, o posto do Sabugal passou a contar com 23 efectivos e o do Soito conta agora com 14 militares para o serviço.
O Tenente Coronel Luís Cunha Rasteiro, do Comando Territorial da Guarda da GNR, abordado pelo Capeia Arraiana sobre esta situação, considera que «o reforço agora garantido aos postos do Sabugal e do Soito, cujos efectivos estavam desfalcados, permite aumentar a capacidade de patrulhamento e de policiamento de proximidade nas respectivas áreas de intervenção».
Para este oficial da GNR, ele próprio natural do Sabugal, e há muito colocado no comando da Guarda, o reforço de quatro militares no posto do Soito vai-lhe permitir «projectar mais uma ou duas patrulhas por dia para as 20 freguesias que tem sob a sua responsabilidade». No referente ao Sabugal os cinco elementos agora recebidos «garantem, para além de um maior numero de patrulhas nas aldeias, um reforço do policiamento de proximidade na própria cidade, nomeadamente junto das escolas e do comércio», assim contribuindo para um maior sentimento de segurança por parte da população.
O Sabugal vem sendo um concelho seguro, onde os casos de criminalidade violenta, assaltos e roubos não tem acontecido com demasiada frequência, quando comparado com outros concelhos do próprio distrito, mas o recente caso de um assalto a mão armada a uma farmácia da cidade, faz relevar a importância de haver uma boa capacidade de intervenção da parte da força de segurança local. A situação de crise económica e social hoje se vive, aliada ao fenómeno crescente da criminalidade itinerante, podem potenciar um aumento dos actos de natureza criminal, dai a importância do reforço dos efectivos da GNR nos dois postos que existem no concelho.
plb

Duas detenções por tráfico de estupefacientes

O Comando da Guarda da Guarda Nacional Republicana (GNR) informou que foram detidos dois jovens pelo crime de tráfico de estupefacientes, residentes em Vila Nova de Foz Côa e em Espanha.

Preso algemadoSegundo o comunicado semanal da GNR da Guarda, em 8 de Novembro, militares do Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel, detiveram em Vila Nova de Foz Côa um indivíduo de 21 anos de idade, residente nessa localidade, pelo crime de tráfico de estupefacientes. A detenção ocorreu na sequência de uma fiscalização e revista ao suspeito, tendo-se verificado que o mesmo tinha na sua posse 9,4 gramas de haxixe, quantidade suficiente para 47 doses individuais. Presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
Na tarde de 11 de Novembro, o Núcleo de Investigação criminal de Vilar Formoso, deteve um indivíduo espanhol, de 26 anos de idade, residente em Valladolid (Espanha), também pelo crime de tráfico de estupefacientes. O suspeito foi detido no decurso de uma operação, levada a efeito na fronteira de Vilar Formoso, tendo-se verificado, na fiscalização efectuada ao interior do veículo em que se fazia transportar, a existência de 14 gr de cannabis sativa e 4 gr de haxixe. O mesmo foi notificado para comparecer no Tribunal Judicial de Almeida par aplicação de eventual medida de coação.
No passado dia 10 de Novembro, militares da Secção de Investigação Criminal do Comando Territorial, no âmbito de um inquérito a correr termos no Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Especificas, por crime de violência doméstica, efectuaram busca domiciliária em duas residências em Escalhão, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, tendo apreendido duas armas de fogo (duas pistolas de calibre 6,35 mm em situação ilegal), 44 munições do mesmo calibre e 125 gr de cannabis sativa. Em consequência da busca, foi detido um indivíduo de 52 anos, residente naquela localidade, por posse ilegal de arma. Ao suspeito foi-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
Na noite de 13 de Novembro, o Comando Territorial levou a efeito uma operação de prevenção da criminalidade, com particular incidência na fiscalização rodoviária e de estabelecimentos de diversão nocturna, bem como na abordagem de suspeitos da prática de crimes. Na fiscalização aos estabelecimentos, foram inspeccionados seis bares, tendo sido detidos dois indivíduos, de 39 e 40 anos de idade, por posse ilegal de arma (um punhal e uma soqueira) e detida uma cidadã, de 35 anos de idade, por permanência ilegal no país. Foram ainda identificados dois indivíduos, de 20 e 21 anos, que tinham na sua posse 1,9 gr de cannabis sativa, os quais foram notificados para comparecerem na Comissão da Dissuasão da Toxicodependência da Guarda.
plb

GNR deteve homem por posse de armas

No dia 24 de Outubro, a GNR de Vila Nova de Foz Côa, deteve um homem de 60 anos, residente na freguesia de Santo Amaro, por crime de detenção e posse ilegal de arma.

GNR-Guarda Nacional RepublicanaSegundo o comunicado semanal do Comando Territorial da Guarda da GNR, a detenção aconteceu na sequência de desentendimentos entre um casal, o que originou a intervenção da GNR, que apreendeu duas armas de fogo (caçadeiras), uma delas em situação ilegal e outra como medida cautelar, tendo também apreendido 10 cartuchos dos calibres das referidas armas.
Presente ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Foz Côa, o detido viu ser-lhe aplicada a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
No dia 26 de Outubro, o Comando Territorial da Guarda levou a efeito uma operação de fiscalização de trânsito, com particular incidência nos veículos de transporte de mercadorias, bem como na condução sobre o efeito do álcool e sem habilitação legal e na abordagem de suspeitos da prática de crimes. A operação permitiu a fiscalização de 63 veículos e condutores, tendo sido elaborados dois autos de contra-ordenação, por infracções à legislação rodoviária.
No que respeita à fiscalização de mercadorias, foram apreendidos 116 artigos de vestuário contrafeito (óculos relógios, malas e bonés, de diversas marcas conceituadas no mercado e CD’s) no valor de 4.690 euros, que se destinavam a ser comercializadas no mercado semanal de Seia. Foi identificado um indivíduo, residente no concelho de Seia, como proprietário da mercadoria. Foram ainda elaborados dois autos de contra-ordenação por infracções verificadas à legislação fiscal e apreendidas duas viaturas e mercadorias no valor de 800 euros.
Na semana passada foram ainda realizadas duas operações na zona de fronteira com Espanha, no âmbito da fitossanidade florestal e transporte de resíduos, direccionadas para a fiscalização do Nemátodo do Pinheiro. Foram fiscalizados 51 veículos e elaborados dois autos de contra-ordenação.
Em toda a semana a GNR da Guarda deteve 12 Indivíduos, nove dos quais em flagrante delito e três no cumprimento de mandados judiciais.
plb

GNR fez detenções por rapto, burla e furto

A Guarda Nacional Republicana, deteve em Vila Nova de Foz Côa um homem estrangeiro, de 51 anos de idade, pela presumível prática de crimes de rapto e ofensas à integridade física. Para além desta foram efectuadas outras detenções em diversas localidades do distrito da Guarda, nomeadamente por crimes de burla e de furto.

Guarda Nacional RepublicanaSegundo o comunicado semanal do Comando Territorial da GNR da Guarda, a detenção em Vila Nova de Foz Côa aconteceu quando o suspeito abordou na via pública um homem, seu conhecido, e o manietou, sob a ameaça de uma arma branca, amarrando-lhe os pulsos com fio de cobre, alegadamente por suspeitar que este lhe havia furtado alguns bens (ouro e dinheiro). De seguida, levou-o para junto de um café no centro da cidade, onde a vítima dizia ter escondido os alegados bens, com o intuito de se libertar do agressor.
Informado o posto da GNR, uma patrulha deslocou-se ao local onde viria a deter o suspeito, que foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida coactiva de Termo de Identidade e Residência. Foi ainda notificado para se apresentar no SEF da Guarda a fim de regularizar a sua situação no Território Nacional.
Na tarde de 10 de Outubro a GNR identificou no Adão, Guarda, um homem e uma mulher, também estrangeiros, de 30 e 29 anos, respectivamente, por crime de burla. Os Suspeitos abordaram uma senhora de 85 anos de idade, residente em Escalhão, Figueira de Castelo Rodrigo, a quem ofereceram um cordão que diziam ser em ouro. Ao mesmo tempo que colocavam no pescoço da idosa o dito cordão, que era de latão, retiravam-lhe o que ela usava, este sim em ouro. O veículo em que o casal se fazia transportar veio a ser interceptado na localidade de Adão, e verificou-se que tinham na sua posse alguns artigos de imitação de ouro, 550 euros que, supostamente, eram o produto da venda do cordão objecto da burla, que lhes foram apreendidos. Os factos foram participados ao Tribunal Judicial de Figueira de Castelo Rodrigo.
Já em Souropires, concelho de Pinhel, na manhã do dia 14 de Outubro, a GNR deteve um indivíduo de 30 anos de idade, ali residente, pelos crimes de furto, burla, burla qualificada, falsificação de documentos e abuso de confiança. O suspeito havia cometido uma burla em Aguiar da Beira por emissão de cheque que tinha sido furtado e, entretanto já cancelado, vindo a verificar-se após diligências efectuadas, a prática de diversos crimes deste tipo, bem como celebração de negócios que efectuava em nome de empresas fictícias que tinha em seu nome, apresentando para pagamento diversos cheques furtados, cujo livro de cheques que tinha na sua posse lhe foi apreendido. O mesmo encontra-se indiciado pela prática de vários crimes, designadamente burla a pessoas e a empresas e foi presente ao Tribunal Judicial de Trancoso, tendo o Inquérito transitado para o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa.
Na tarde do mesmo dia 14 foi ainda detido, em flagrante delito, num estabelecimento comercial em Pinhel, um indivíduo de 60 anos, residente na cidade do Porto, pelo crime de burla. O suspeito, já com antecedentes criminais, tinha praticado mais duas burlas em estabelecimentos comerciais daquela cidade e foi surpreendido pelos militares da GNR quando procedia ao pagamento de artigos de baixo valor com uma nota de 100 euros, que depois de já ter o troco na sua posse tentava reaver, praticando desta forma a burla.
Ainda no mesmo dia 14, e também em Pinhel, foi identificado um indivíduo de 47 anos, residente em Malta, suspeito da prática de vários crimes de furto de gasóleo. O suspeito está indiciado por furto no valor de 10.750 euros, tendo confessado a autoria de dois furtos de combustível, sendo ainda possível recuperar 120 litros que foram entregues ao seu proprietário.
plb

GNR deteve homem por posse de arma no Adão

Militares da GNR, da Secção de Investigação Criminal do Comando Territorial da Guarda, efectuaram uma busca domiciliária numa residência em Adão, concelho da Guarda, tendo apreendido duas armas de fogo ilegais, uma caçadeira de calibre 12 mm e uma pistola de calibre 6,35 mm.

Operação STOP da GNRSegundo o comunicado semanal da GNR da Guarda, a apreensão aconteceu no dia 6 de Outubro, no âmbito de um inquérito a correr termos no Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Especificas, por crime de violência doméstica. Para além das armas foram ainda apreendidos 15 cartuchos e 9 munições.
Em consequência da descoberta das armas e munições ilegais, foi detido o homem residente na morada, de 57 anos de idade, que foi presente ao Tribunal Judicial da Guarda, que o sujeitou à medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
No dia 3 de Outubro, o Núcleo de Investigação Criminal de Pinhel deteve em flagrante delito, dois indivíduos de 42 e 58 anos de idade, residentes em Ervedosa, concelho de Pinhel, por crime de burla a um casal de idosos, residentes em Coriscada, concelho de Mêda. Os suspeitos tentavam celebrar um negócio de venda de um animal de raça asinina (um burro), aproveitando-se da idoneidade e vulnerabilidade do casal, para receberem em troca uma quantia mais elevada do que o real valor do animal, pressionando constantemente as vítimas.
Os factos foram participados ao Tribunal Judicial da Mêda, sendo imposta aos detidos a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
Marcando o início da época venatória, a GNR levou a efeito, no dia 5 de Outubro, uma acção de fiscalização em todo o distrito da Guarda, tendo em vista verificar a legalidade do exercício da caça por meios e métodos contrários aos legalmente definidos, quer nos locais autorizados para a sua prática, quer nos itinerários de acesso e regresso dos mesmos. Foram fiscalizados 150 caçadores, o que resultou na elaboração de seis autos de contra-ordenação por diversas infracções à legislação da caça. Foi ainda apreendida uma arma de caça, sete cartuchos e respectivos documentos, uma vez que o caçador tinha a validade da carta de caçador expirada.
plb

Violência doméstica leva a apreensão de arma

No dia 27 de Setembro, o Núcleo de Investigação Criminal de Vilar Formoso, da GNR, efectuou uma busca domiciliária na Miuzela, concelho de Almeida, no âmbito de um inquérito por crime de violência doméstica, tendo apreendido uma arma de fogo ilegal.

Guarda Nacional RepublicanaA arma apreendida era uma caçadeira de calibre 12 mm, e junto com a mesma foram apreendidos 56 cartuchos do mesmo calibre.
Em consequência da busca, foi detido um indivíduo de 61 anos, residente naquela morada, por ter na sua posse a arma ilegal.
No mesmo dia 27 de Setembro, militares do Posto de Gouveia, detiveram um indivíduo de 81 anos, residente em Momenta da Serra (Gouveia), por crime de posse de arma proibida. Esta detenção ocorreu no âmbito de um inquérito por crime de ameaças, e na sequência de uma busca domiciliária, onde foi encontrada uma pistola de alarme de calibre 8 mm e 14 munições de calibre 6,35 mm.
O Núcleo de Investigação Criminal de Gouveia identificou ainda, no dia 28 de Setembro, um indivíduo de 29 anos, residente em Loriga (Seia), por suspeita da prática de vários crimes em estabelecimentos comerciais. O homem já estava a ser investigado há algum tempo e foram-lhe apreendidos diversos objectos furtados, designadamente seis relógios antigos, um fio de prata, 890 moedas antigas de colecção e ainda um «pé de cabra» que utilizava para práticar os crimes.
O comunicado informa ainda que no dia 2 de Outubro a GNR efectuou uma abrangente acção de fiscalização, tendo em vista verificar a legalidade do exercício da caça, com especial incidência no eventual recurso a meios e métodos contrários aos legalmente definidos.
Foram fiscalizados 21 veículos e 171 caçadores, o que resultou na elaboração de três autos de contra-ordenação por diversas infracções verificadas.
plb

GNR detém mulher incendiária

Militares do posto da Guarda Nacional Republicana de Mêda, detiveram, na passada sexta-feira, dia 23 de Setembro, uma mulher de 56 anos de idade, suspeita da prática de um crime de incêndio que deflagrou na floresta circundante à sua residência, sita na localidade Ranhados, concelho de Mêda.

A suspeita, doméstica de profissão, foi pelas 15 horas, surpreendida por um militar da GNR, que estava nas proximidades a vigiar aquela zona, pelo facto de ali anteriormente terem ocorrido 35 ignições desde o inicio do presente ano.
A detida justificou os seus actos, alegando que eram para afastar os «bichos» (animais selvagens), com medo que entrassem na sua residência.
Conforme legislação vigente, a suspeita foi entregue à Policia Judiciária da Guarda, que por sua vez a apresentou no dia seguinte, no Tribunal Judicial de Turno, tendo-lhe sido aplicada como medida de coação a apresentação duas vezes por semana no Posto Territorial local.
No mesmo dia, o Núcleo de Protecção Ambiental do Destacamento Territoriais de Vilar Formoso, deteve um indivíduo de 32 anos idade, também indiciado pela prática de um crime de incêndio, que deflagrou em floresta, próximo da localidade de Algodres, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo.
A patrulha, que se encontrava naquela zona com a missão prioritária de vigilância e defesa da floresta contra incêndios, ao avistar o foco de incêndio, alertou os bombeiros e deslocou-se de imediato para o local, tendo verificado que o suspeito, pastor de profissão, quando já em retirada, circulava num caminho rural, que dá acesso ao sinistro, ao avistar a mesma, abandonou à presa o seu ciclomotor pondo-se em fuga, vindo de seguida a ser detido e a confessar a autoria do ilícito criminal.
Os factos, motivados por interesse do indivíduo em renovação das pastagens, ocorreram pelas 20h15 horas do mesmo dia e o fogo só não produziu danos de valor mais elevado devido à rápida intervenção dos militares da GNR e Bombeiros, sendo que a vegetação era composta por pasto, existindo azinheiras e uma considerável mancha florestal nas proximidades.
O detido, natural de Figueira de Castelo Rodrigo, foi entregue à Policia Judiciária da Guarda, que o apresentou no Tribunal Judicial de Turno da Guarda, tendo-lhe sido aplicado como medida de coação a apresentação semanal no Posto da área de sua residência.
plb

Assalto a ourivesaria na Guarda

Na madrugada de ontem, 21 de Setembro, três assaltantes abalroaram, com recurso a uma viatura, as portas de uma superfície comercial da Guarda, onde entraram e roubaram a ourivesaria que estava no interior.

A ourivesaria assaltada situa-se dedntro da superfície comercial Intermarché, na Guarda, e foi assaltada cerca das 4 horas da madrugada, tendo os assaltantes rebentado com uma carrinha as portas de acesso ao complexo comercial e depois, já no seu interior, as grades de protecção da ourivesaria.
Os ladrões levaram jóias em ouro e prata, relógios e outros artigos de elevado valor, causando um prejuízo de milhares de euros.
Quando a PSP acorreu ao local os assaltantes já se haviam colocado em fuga, deixando um rasto de destruição. Com recurso às imagens das câmaras de vigilância foi possível apurar que foram três os assaltantes e que actuaram de cara tapada.
Depois de introduzirem a viatura dentro do supermercado, avançaram com a mesma pelo corredor, num percurso de cerca de 40 metros, e foi com recurso à mesma viatura que arrombaram o gradeamento da ourivesaria, actuando com uma incrível rapidez.
O país tem assistido, de norte a sul, a uma nova vaga de assaltos a ourivesarias, facto que preocupa as autoridades.
plb

GNR quer regresso às aulas em segurança

O início do ano escolar é sempre crucial para que o ano lectivo decorra dentro da normalidade. Neste sentido o Comando Territorial da Guarda da GNR desenvolve, junto dos estabelecimentos de ensino da sua zona de acção, no período entre 8 e 15 de Setembro, a operação «Regresso às aulas em Segurança».

Escola Segura da GNRDurante estes dias militares do Núcleo Escola Segura estarão presentes junto das escolas com o objectivo de transmitir conselhos sobre segurança e informar a comunidade escolar sobre o funcionamento do Programa Escola Segura da GNR.
Paralelamente irão ser desenvolvidas acções de sensibilização com o intuito de alertar os pais para as regras de transporte, em veículos automóveis, de crianças menores de 12 anos.
Estas acções, que todos os anos são desenvolvidas pela GNR, têm sido essenciais para a diminuição das ocorrências criminais. No ano lectivo 2010/2011, comparativamente com 2009/2010, a GNR verificou menos 289 ocorrências, entre furtos, vandalismo, posse e consumo de drogas, injurias, ameaças e ofensas à integridade física, o que corresponde a um decréscimo de 21,7 por cento.
No período escolar de 2010/2011 a GNR realizou cerca de 3 289 acções de sensibilização no meio escolar, onde o projecto «Comunicar em Segurança – Segurança na Internet» mereceu particular atenção, aumentando o seu empenhamento em 3 994 horas.
plb

Seis detidos no Festival da Serra da Estrela

No decurso do Festival Serra da estrela, realizado em Sameiro, Manteigas, a GNR efectuou uma operação, da qual resultou a detenção de seis jovens, por crime de tráfico para consumo de estupefacientes.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 16 e os 28 anos, tinham na sua posse substâncias estupefacientes previsivelmente destinadas a serem consumidas durante o festival musical.
No decurso da operação foram realizadas diversas acções de fiscalização, nos dias 25, 26 e 27 de Agosto, no Ski Parque, em Sameiro, e suas imediações, com vista à detecção de estupefacientes para tráfico e consumo por ocasião do evento.
Segundo a nota semanal do comando da GNR, a totalidade de droga apreendida, na posse dos suspeitos, foi de 75,93 gramas de haxixe, 33,425 gramas de cannabis sativa, 3,276 gramas de MDA e 0,462 gramas de Cocaína (quantidades suficientes para 250 doses individuais).
Foram ainda elaborados 11 autos de contra-ordenação para a Comissão de Dissuasão da Toxicodependência.
Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial da Guarda e ficaram a aguarda o resultado dos Inquéritos, com a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.
plb