Category Archives: Ozendo

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Festival Ó Forcão Rapazes 2015

No sábado, dia 22 de Agosto, enquanto um vigoroso incêndio lavrava na zona de Sortelha, na outra ponta do concelho do Sabugal, em Aldeia da Ponte acontecia o 30º Festival Ó Forcão Rapazes, juntando milhares de pessoas para assistirem à evolução do forcão manejado pelas equipas das aldeias raianas.

Aldeia da Ponte recebeu mais uma edição do festival do forcão

Aldeia da Ponte recebeu mais uma edição do festival do forcão

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Festejos de São Pedro no Ozendo

Depois de se ter reabilitado a tradição de festejar o São Pedro no Ozendo, estes festejos já não podem faltar, pelo que, aproveitou-se todo o fim-de-semana de 27 e 28 de Junho para trabalhar e comemorar em prol do referido Santo Popular.

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Artesanato n’Aldeia

Realizou-se nos dias 23 e 24 de Maio mais uma edição do Artesanato n´Aldeia no Ozendo. Uma feira de artesanato que pretende mostrar o que de bom se faz nas nossas Terras em termos de artesanato, mas também os nossos produtos locais de excelência e as nossas tradições.

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Encerros e Capeias Arraianas – Calendário 2015

O mês de Agosto carrega sempre o secreto apelo do regresso às origens para os que estão longe. No concelho do Sabugal faz povoar as aldeias, abrir as persianas, lotar os bancos das igrejas e encher os lugares públicos com um estranho mas familiar linguajar mesclado aqui e ali de expressões e palavras de origem francesa. Mas, para muitos dos sabugalenses é o tempo da mãe de todas as touradas – a capeia arraiana – espectáculo único que andou escondido esotericamente nas praças das nossas aldeias e que, agora, de há uns anos para cá parece ter perdido a vergonha e tudo faz para se dar a conhecer ao mundo. A tradição manda que as touradas com forcão, precedidas de encerro, se iniciem na Lageosa no dia 6 de Agosto e terminem em Aldeia Velha no dia 25. E que se oiça bem alto o grito: «Agarráááio»

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Festa de Nossa Senhora das Candeias no Ozendo

A 2 de Fevereiro celebra-se no Ozendo a Festa de Nossa Senhora das Candeias ou da Purificação, festejos bastante concorridos pelos forasteiros e pela população da aldeia que Lhe tem muita devoção.

Festa de Nossa Senhora das Candeias - Ozendo - Sabugal - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Sétimo Torneio de Sueca do Ozendo

Nos sábados, 13 e 21 de Dezembro, realizou-se no Ozendo o já tradicional torneio de sueca, que vai na sua sétima edição. É sempre um momento de reencontros, convívio, sem esquecer o que os traz aqui, jogar à sueca e ganhar o Torneio, o que provoca algumas situações mais tensas.

7.º Torneio de Sueca do Ozendo - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Campeão nacional de karting tem raízes no Ozendo

O jovem Miguel Carriço Couteiro sagrou-se campeão nacional de karting (iniciação 2014) e enche-nos de orgulho porque tem as suas raízes no Ozendo. É filho da Isabel e neto da dona Maria José e do senhor Domingos, neta da Ti Raquel.

Miguel Couteiro - Karting - Ozendo - Capeia Arraiana

Miguel Couteiro – Campeão Nacional de Karting – Ozendo

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (24)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense desde as eleições autárquicas de Setembro de 2013 até Dezembro de 2014. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: DEZEMBRO de 2013 ::

Marcação de Estradas

Marcação horizontal de estradas (Foto: D.R.)

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Excursão a Fátima

Pouco passava das oito horas da manhã de sábado, 18 de Outubro, quando um autocarro saiu do Ozendo rumo a Fátima. A bordo, um grupo de pessoas de Ozendo animadas e com vontade de passar um dia em convívio, mas também de reflexão e espiritualidade chegados a Fátima.

Viagem a Fátima - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Viagem a Fátima

Ciclismo - Capeia Arraiana

Partida no Sabugal para 8ª Etapa da Volta

No dia 8 de Agosto, sexta-feira, o Sabugal será o ponto de partida da 8ª etapa da Volta a Portugal em Bicicleta. A concentração dos ciclistas está marcada para a Avenida 25 de Abril pelas 10H30, porém a partida acontecerá apenas duas horas mais tarde. As bicicletas da volta vão percorrer os primeiros 50 quilómetros desta etapa nas estradas do concelho do Sabugal, antes de se embrenharem nos concelhos de Penamacor, Idanha-a-Nova e Castelo Branco.

O percurso da 8ª Etapa

O percurso da 8ª Etapa

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Feira de Artesanato no Ozendo

Realizou-se no Ozendo no último fim-de-semana de Maio uma pequena Feira de Artesanato, que atraiu artes, saberes e sabores de várias partes do nosso Concelho. A realização desta mostra teve como base a vontade de reabilitar antigas formas de artesanato, com a realização de várias oficinas e, divulgar «o jeito» que muitos têm para fazer «arte» nos mais diversos materiais.

Feira de Artesanato no Ozendo - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana (orelha)

Quadrazais e Vale de Espinho riscados do mapa

O painel promocional da Capeia Arraiana que foi espalhado pelo concelho do Sabugal contém o erro crasso de ter elencado Quadrazais e Vale de Espinho como terras que têm capeias e não ter incluído essas aldeias no respectivo mapa representativo.

O painel que está afixado no Largo da Fonte, no Sabugal

O painel que está afixado no Largo da Fonte, no Sabugal

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Dia da Mãe no Ozendo

No domingo dia 4 de maio, celebrou-se o Dia da Mãe e nós, no Ozendo, não poderíamos deixar passar a oportunidade de homenagear as nossas Mães… guerreiras, disponíveis, amigas e que tanto nos ajudam em todos os aspectos das nossas vidas. Assim, tal como no ano passado os filhos organizaram um almoço convívio.

Dia da Mãe no Ozendo - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Páscoa 2014 no Ozendo

O fim-de-semana da Páscoa trouxe muita gente à nossa Terra e a Associação Recreativa e Cultural do Ozendo (ARCO) quis tornar estes dias bem animados com diversas actividades para miúdos e graúdos.

Páscoa 2014 no Ozendo - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Passeio e baile motard no Ozendo

Realizou-se no dia 22 de Março, uma jornada que agradou a todos os amantes de motos. Passeio, poeira, velocidade, lama, natureza e muita animação foram as palavras-chaves deste convívio que juntou no Ozendo muitos aficionados oriundos de diversas povoações do concelho do Sabugal.

Convívio motard no Ozendo - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Festa Brava Raiana - Fred do Soito - © Capeia Arraiana

Capeias Arraiana – o melhor de 2013

O raiano Fred do Soito divulga aqui no Capeia Arraiana na rubrica «Festa Brava Raiana» as suas reportagens sobre a festa maior dos sabugalenses. Este aficionado pelas caras guapas, pelos cavalos, pelos toiros e pelo forcão regista em vídeo para a posteridade imagens únicas da dança das pernas encostadas à galha porque…, como no tango, a mesma música nunca é dançada da mesma maneira pelo mesmo par. Em destaque um resumo com algumas das imagens mais marcantes das Capeias Arraianas de 2013.

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Matança na aldeia

Realizou-se no sábado, dia 8 de Março, a já habitual matança comunitária do porco no Ozendo. O dia amanheceu quente e solarengo, não muito condizente com os dias de matança que se querem frios, mas os raios de sol só alegraram o pessoal e, quanto à carne… «quanto vale o caseirinho»!

Matança do porco no Ozendo - ARCO - Ozendo - Capeia Arraiana

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Calendário das Capeias Arraianas 2014

O mês de Agosto carrega sempre o secreto apelo do regresso às origens para os que estão longe. No concelho do Sabugal faz povoar as aldeias, abrir as persianas, lotar os bancos das igrejas e encher os lugares públicos com um estranho mas familiar linguajar mesclado aqui e ali de expressões e palavras de origem francesa. Mas, para muitos dos sabugalenses é o tempo da mãe de todas as touradas – a capeia arraiana – espectáculo único que andou escondido esotericamente nas praças das nossas aldeias e que, agora, de há uns anos para cá parece ter perdido a vergonha e tudo faz para se dar a conhecer ao mundo. A tradição manda que as touradas com forcão, precedidas de encerro, se iniciem na Lageosa no dia 6 de Agosto e terminem em Aldeia Velha no dia 25. E que se oiça bem alto o grito: «Agarráááio»

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Festa de Nossa Senhora das Candeias 2014

Realizou-se no fim-de semana dos dias 1 e 2 de Março a tradicional Festa de Nossa Senhora das Candeias que trouxe ao Ozendo bastantes pessoas. Ou não fosse esta uma das Festas com maior devoção na nossa aldeia.

Festa de Nossa Senhora das Candeias - ARCO - Ozendo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Vamos fazer tricot?

A ideia sempre foi aproveitar uma tarde de Domingo, na altura das férias de Natal, para juntar um grupinho à mesa, beber um chá, trocar dois dedos de conversa e aprender a fazer tricot com as dicas da Paula Paleco, que tem desenvolvido a marca Palekisses, onde vende algumas peças que executa, nomeadamente em lã.

Escola de Tricot - ARCO - Ozendo _ Capeia Arraiana

ca2013_joaquimmanuelcorreia_01

Memórias sobre o Concelho do Sabugal (39)

:: :: QUADRAZAIS (3) – Vestuário, Costumes – OZENDO :: :: O livro «Terras de Riba-Côa – Memórias sobre o Concelho do Sabugal», escrito há mais de um século por Joaquim Manuel Correia, é a grande monografia do concelho. A obra fala-nos da história, do património, dos usos e dos costumes das nossas terras, pelo que decidimos reproduzir a caracterização de cada uma das aldeias nos finais do século XIX, altura em que o autor escreveu as «Memórias».

Quadrazenhos - foto de Henrique Nabais

Quadrazenhos – foto de Henrique Nabais

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

No Ozendo cantaram-se as Janeiras

Início da noite, agasalhos, pandeiretas, castanholas e acordeão, cestas na mão e letras das músicas decoradas e assim se cantaram as Janeiras no Ozendo, na noite do passado sábado, dia 11 de Janeiro.

Cantar Janeiras no Ozendo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Passagem de Ano na Associação do Ozendo

As festas de Passagem de Ano são sempre momentos esperados com muita expectativa. Muitos esperam que a mudança de ano traga novas coisas boas e nada como entrar com o pé direito e em grande! A sede da Associação Recreativa e Cultural do Ozendo (ARCO) transformou-se em pista de dança para todos os que quiseram participar na festa.

Passagem de Ano 2013/2014 na ARCO - Ozendo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Fogueira de Natal 2013

Nem é Natal se não se for à Praça ver a fogueira a arder! Esta foi a afirmação mais presente no Ozendo no dia 24 de Dezembro… chovia, chovia, chovia e aumentava o receio de não se conseguir ascender a Fogueira e ter aquele momento onde todos se juntam ao quentinho do lume e da magia do Natal.

Fogueira de Natal 2013 - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Baile de Natal no Ozendo

Realizou-se no dia 21 de Dezembro ao som do duo musical «Zé Augusto» o tradicional baile de Natal nas instalações da ARCO-Associação Recreativa e Cultural do Ozendo.

Baile de Natal 2013 - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Sexta edição do Torneio de Sueca da ARCO

Realizou-se, nos dias 30 de Novembro e 7 de Dezembro, o tradicional torneio de sueca do Ozendo que já vai na sexta edição. Como já é habitual nesta época do ano, equipas oriundas de diversas partes do Concelho do Sabugal encontrarem-se na nossa Terra para aí disputarem um torneio que não vive só de cartas, vive de convívio e bom ambiente!

6.º Torneio de Sueca - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Excursão da ARCO ao Marvão

No dia 10 de Novembro a Associação Recreativa e Cultural do Ozendo (ARCO) foi novamente de excursão a Marvão, à Feira da Castanha. Pelo segundo ano, realizou-se uma viagem a esta bela Terra alentejana e, mais uma vez, todos ficaram agradados e surpreendidos pela festa, pela animação, pelas paisagens.

Excursão ao Marvão - ARCO - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Magusto da ARCO no Ozendo

“«Quentes e boas», «caras farruscas», «jeropiga caseira da boa» e «muita gargalhada» podiam ser as palavras-chaves do Magusto que se realizou dia 2 de Novembro organizado pela ARCO-Associação Recreativa e Cultural do Ozendo.

Magusto - ARCO - Ozendo - Elisabete Robalo - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Oitava caminhada do Ozendo

Corremos o risco de repetir-nos, mas a verdade é que novamente temos que dizer: «São Pedro é nosso amigo!» Apesar de ter chovido intensamente durante a semana o dia 27 de Outubro amanheceu solarengo e a convidar para um passeio ao ar livre. E, nada melhor do que passear com companhia, em mais uma edição das «Caminhadas do Ozendo».

8.ª Caminhada do Ozendo - ARCO - Capeia Arraiana

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Associação do Ozendo festeja 21.º aniversário

No fim-de-semana de 5 e 6 de Outubro comemoraram-se os 21 anos da ARCO-Associação Recreativa e Cultural do Ozendo. Uma idade já «tão adulta» merecia uma comemoração em grande, pelo que os festejos duraram dois dias!

ARCO - 21.º Aniversário - Ozendo - Capeia Arraiana
ARCO - 21.º Aniversário - Ozendo - Capeia Arraiana ARCO - 21.º Aniversário - Ozendo - Capeia Arraiana ARCO - 21.º Aniversário - Ozendo - Capeia Arraiana

(Clique nas imagens para ampliar.)

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Presa da Ti Marta

Aquando da última caminhada nocturna realizada no Verão no Ozendo, a caminho da Praça de Toiros, foi com prazer que ouvimos um grupo de participantes da Terra falar da Presa da «Ti Marta». A dita Presa é um charco de água situado no lado esquerdo da estrada para quem vai para a Praça de Toiros e servia de piscina há cerca de 40 ou 50 anos.

Presa Ti Marta - Ozendo - Capeia Arraiana

Presa da Ti Marta – Ozendo

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

IV Caminhada Nocturna do Ozendo

Realizou-se a 9 de Agosto, mais uma edição da Caminhada Nocturna do Ozendo. Mais do que a prática desportiva, esta actividade é uma reunião de amigos que recordam locais e histórias. De facto, é com prazer que escutamos os mais velhos falar das suas histórias de infância, trocar recordações, relembrar brincadeiras, ao passar por locais que os marcaram.

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (20)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense entre Janeiro de 2012 e Dezembro de 2013. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: AGOSTO de 2013 ::

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Festival do Forcão em Aldeia da Ponte

Realizou-se no dia 16 de Agosto, sexta-feira, o 27º Festival «Ó Forcão Rapazes», em Aldeia da Ponte, onde foram lidados ao forcão excelentes touros por nove equipas representando outras tantas povoações raianas.

Touros fortes no Festival do Forcão

Touros fortes no Festival do Forcão

Elisabete Robalo - © Capeia Arraiana (orelha)

Motivos cruciformes no Ozendo

Por vezes, olhares mais atentos permitem identificar no casario das nossas Terras, pormenores arquitectónicos, marcas, datas, inscrições, etc bastante interessantes e que fazem parte da sua História. No Ozendo, entre a Rua da Praça, Rua da Fonte, Rua do Ribeiro e Rua do Pardal é possível observar singularidades como casas baixas, portas de arestas biseladas, muitas vezes associadas a motivos cruciformes, datas e outras inscrições, presentes nas suas ombreiras.

Manuel Leal Freire - © Capeia Arraiana

Poetando – Ozendo

«Poetando» é a coluna de Manuel Leal Freire no Capeia Arraiana, na qual aos domingos vai publicando poemas inéditos, cada um dedicado a uma aldeia do concelho do Sabugal. Nesta edição o escritor e poeta dedica um soneto ao Ozendo, aldeia anexa à freguesia de Quadrazais.

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana (orelha)

Calendário das Capeias Arraianas 2013

O mês de Agosto carrega sempre o secreto apelo do regresso às origens para os que estão longe. No concelho do Sabugal faz povoar as aldeias, abrir as persianas, lotar os bancos das igrejas e encher os lugares públicos com um estranho mas familiar linguajar mesclado aqui e ali de expressões e palavras de origem francesa. Mas, para muitos dos sabugalenses é o tempo da mãe de todas as touradas – a capeia arraiana – espectáculo único que andou escondido esotericamente nas praças das nossas aldeias e que, agora, de há uns anos para cá parece ter perdido a vergonha e tudo faz para se dar a conhecer ao mundo. A tradição manda que as touradas com forcão, precedidas de encerro, se iniciem na Lageosa no dia 6 de Agosto e terminem em Aldeia Velha no dia 25. E que se oiça bem alto o grito: «Agarráááio»

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (16)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense entre Janeiro de 2012 e Dezembro de 2013. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: ABRIL de 2013 ::

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (15)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense entre Janeiro de 2012 e Dezembro de 2013. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: MARÇO de 2013 ::

Bons toiros no festival Ó Forcão Rapazes

Os bravos e encorpados toiros da ganadaria José Manuel Duarte proporcionaram excelentes lides no festival Ó Forcão Rapazes, que se realizou no Soito, no dia 18 de Agosto.

Perante uma praça municipal completamente lotada, em que os bilhetes se esgotaram e muitos não puderam entrar, teve lugar uma expressiva demonstração da maior e mais viva tradição do concelho do Sabugal, a Capeia Arraiana, que se realizou dentro do espírito de amizade e alegria que caracterizam a festa dos rapazes que pegam ao forcão.
Os toiros estiveram à altura das exigências do festival. Todos investiram bem ao forcão proporcionando óptimas lides às diferentes equipas.
Depois do desfile das nove equipas representativas de outras tantas aldeias raianas onde a tradição taurina não despega, iniciou-se o espectáculo, sob a orientação do experiente Esteves Carreirinha, o orador de serviço.

A primeira equipa a pisar a arena foi a dos Fóios, equipando com camisola azul. Os perto de trinta jovens que pegaram ao forcão enfrentaram um toiro preto forte e pujante, talvez o melhor de toda a tarde, que investiu vigorosa e continuadamente. O aparelho, seguro firmemente e dirigido com mestria pelo rabeador, rodopiou ao sabor das investidas do animal. Por mais de uma vez se pensou que o toiro iria contornar o forcão, mas os pegadores foram velozes e exímios no seu trabalho de plena sincronia, evitando o pior. Foi uma óptima lide, e certamente uma das melhores da tarde, o que fez com que o Festival abrisse com chave de ouro.

Seguiu-se a lide da equipa de Aldeia do Bispo, que equipou de azul claro. Os rapazes enfrentaram um toiro castanho muito forte que saiu fulgurante do curro, embatendo com violência na galha. O forcão aguentou firme e volteou ao sabor da investida. Porém o animal não marrava com a insistência do primeiro, afastando-se por vezes, sendo necessário incitá-lo para novos acometimentos. Ainda assim proporcionou uma boa lide, devido ao trabalho notável dos rapazes que pegaram ao forcão com valentia conseguindo tirar partido de um toiro que tinha que ser chamado para investir com alma.

O terceiro toiro da tarde coube a Alfaiates, cujos pegadores, ostentando a cor laranja nas camisolas, aguentaram um primeiro embate fortíssimo, a que se seguiram outros de igual vigor. Os rapazes mostraram-se sempre atentos e trabalharam em perfeita sincronia. De tanto embater e rodopiar o touro cansou-se e ficou menos insistente. Depois da lide os moços agarraram o animal, feito apenas igualado pela rapaziada de Aldeia da Ponte. O tempo concedido à equipa foi bem aproveitado, nomeadamente por dois jovens, os irmãos Batista, que cometeram a proeza de saltar sobre o dorso do animal, nomeadamente o Frank que deu um moral, o que causou espanto entre os espectadores e valeu um longo e merecido aplauso.

A turma de Aldeia Velha, vestindo de verde, enfrentou um dos melhores toiros da tarde, um animal castanho muito forte, que teve uma entrada fulgurosa, atacando a galha esquerda do forcão com muita violência, fazendo estalar o madeirame. À descomunal força do toiro contrapôs-se o empenho total da equipa, que segurou firme o aparelho e volteou ao sabor das endiabradas investidas. Com o correr do tempo e face ao cansaço o toiro bateu mais a compasso, ainda que sempre com força, obrigado os pegadores a um empenho permanente. A lide de Aldeia Velha esteve entre as melhores da tarde, o que lhe valeu sucessivos aplausos do público que enchia as bancadas da praça.

Os rapazes dos Forcalhos equiparam com camisolas castanho-avermelhadas (bordô) e enfrentaram com o forcão um toiro preto que bateu bem inicialmente, mas que depois passou a hesitar. Numa das investidas na galha o toiro correu com vigor tentando contornar o aparelho, o que gerou um clamor nas bancadas, num momento em que se anteviu o pior. Porém o intrépido rabeador acelerou o movimento circular do forcão e evitou que o animal o contornasse. No final, face às sucessivas hesitações do toiro, valeu o incitamento dos rapazes para que continuasse as fortes investidas no aparelho.

O Soito, que equipou de cinza, lidou um toiro castanho bastante alto, mas algo menos encorpado que os demais. Saiu no curro e investiu forte à galha esquerda, da qual demorou a despegar, proporcionando um bom momento de faena. Depois continuou a investir numa e outra galha, sendo contudo mais frouxo no encontro com o aparelho. A equipa da casa não beneficiou porém da bravura indómita do toiro que outras equipas tiveram em sorte, mas conseguiu ainda assim uma óptima lide. Encostado o forcão, os cortadores do Soito depararam-se com o toiro colado às tábuas, sendo de difícil chamamento para o meio da praça, o que desagradou à malta que gosta de «atentar» o animal.

A Lageosa equipou de azul escuro e lidou um toiro também negro que, tal como os restantes, bateu bem à investida inicial, quando saiu do curro. Marrou na galha direita, fazendo com que os pegadores rodopiassem rapidamente, o que fez levantar uma expressiva nuvem de poeira. Passado esse primeiro momento da lide, foi necessário incitar o animal para que voltasse a investir, conseguindo-se ainda assim bons momentos, em que os capeadores mostraram a mestria com que pegam ao forcão. O pó que se levantava da arena levou a que os Bombeiros do Soito regassem o solo, o que foi imprescindível para a continuação do Festival.

O Ozendo, que vestiu de vermelho, enfrentou um toiro preto, que quando entrou na praça deu um enorme trabalho à equipa, valeu-lhe permaneceu unida, bem agarrada ao aparelho, movendo-se em plena sincronia ao sabor das tremendas investidas do animal. O toiro meteu por mais de uma vez a cabeça por baixo do forcão tentando levantá-lo, valendo para o evitar a intrepidez e a boa atenção dos homens das galhas. Com o andar da lide o animal foi manifestando desinteresse pelo forcão, porém bateu sempre forte e com alma, partindo até uma galha numa das investidas. A equipa do Ozendo proporcionou uma das grandes lides da tarde.

Coube a Aldeia da Ponte fechar o Festival. Os rapazes, com camisola verde alface, lidaram um toiro preto, que marrou violentamente no forcão, fazendo estalar as galhas, o que chegou a criar um sussurro nos espectadores. Contudo a bravura do toiro não assustou os corajosos pegadores, que se mantiveram firmes e ágeis no lidar do forcão. Com o evoluir da faena o animal desinteressou-se pelo forcão, sendo necessário estimulá-lo para novas investidas. Aldeia da Ponte tem bons cortadores, que na fase que se segue à lide com o forcão geram um bom espectáculo, quase sempre coroado com a pega do animal, porém desta feita o toiro colou-se demasiadamente às tábuas, o que dificultou o trabalho dos aldeiapontenses, que no entanto honraram os seus créditos consumando a pega.

Foi uma tarde de excelente promoção da capeia arraiana, que mais uma vez se revelou enquanto manifestação popular emocionante e viva, com condições para se continuar a afirmar com um dos grandes potenciais de promoção do concelho do Sabugal.
plb