Category Archives: Carvalhal

Câmara Municipal Sabugal - © Capeia Arraiana

Contratações e ajustes no Município do Sabugal (45)

O Capeia Arraiana está a publicar as contratações da Câmara Municipal do Sabugal e de entidades públicas que, por ajuste directo, envolvam o concelho sabugalense desde as eleições autárquicas de Setembro de 2013 até Setembro de 2017. As regras da contratação pública previstas no Código dos Contratos Públicos aplicam-se a todo o sector público administrativo tradicional: o Estado, as Autarquias Locais, as Regiões Autónomas, os Institutos Públicos, as Fundações Públicas, as Associações Públicas e as Associações de que façam parte uma ou várias pessoas colectivas referidas anteriormente. :: SETEMBRO de 2015 ::

Bairro Social do Sabugal - Capeia Arraiana

Bairro Social do Sabugal

Manuel Leal Freire - © Capeia Arraiana

São Marcos

Manuel Leal Freire brinda-nos com uma vaga de sonetos em louvor dos Santos de cada dia. Semanalmente, ao domingo, a poesia do bismulense de pena firme e de memória prodigiosa deslumbra-nos com a exortação aos valores maiores deste nosso recanto raiano.

Procissão da festa de S. Marcos no Carvalhal do Côa

Procissão da festa de S. Marcos no Carvalhal do Côa

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Bar do Alexandre em Badamalos

:: PHOTODESTAQUE :: BAR DO ALEXANDRE EM BADAMALOS :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

Bar do Alexandre - Praia Fluvial de Badamalos - PhotoDestaque - Capeia Arraiana
António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Um barbeiro… Um enfermeiro… Um João Semana

Nasceu na Miuzela (Almeida) em 1911 e foi registado com o nome de Joaquim Gonçalves Vieira, mais conhecido por «Tio Vieira». As populações viviam quase exclusivamente da agricultura, do cultivo da terra em pequenas propriedades. A vida era dura, dava pouco proveito e o trabalho rural não era reconhecido.

Um barbeiro da aldeia

Um barbeiro da aldeia

Religião - © Capeia Arraiana (orelha)

Padre Hélder nomeado vice-reitor do Seminário

O padre Hélder Lopes foi nomeado pelo bispo da Guarda, D. Manuel Felício, vice-reitor do Seminário Maior da Guarda. O sacerdote era responsável desde Agosto de 2008 pela Comunidade da Unidade Pastoral do Planalto do Côa que integra as paróquias de Arrifana do Côa, Badamalos, Bismula, Carvalhal, Rapoula do Côa, Ruivós, Ruvina, Vale das Éguas e Vilar Maior. Foi promotor e dinamizador de cerimónias marcantes – como a paixão de Cristo ou a encomendação das almas – que envolveram centenas de participantes e milhares de espectadores ao longo dos últimos anos. Deixa aos seus paroquianos um legado precioso e único onde se incluem, também, a recuperação de algumas igrejas raianas. O padre Hélder Lopes vai ser substituído pelo padre Daniel José Tomé da Silva Cordeiro.

aar_rogerio_20130810_700x525_13

Memórias sobre o Concelho do Sabugal (22)

:: :: CARVALHAL :: :: O livro «Terras de Riba-Côa – Memórias sobre o Concelho do Sabugal», escrito há mais se um século por Joaquim Manuel Correia, é a grande monografia do concelho. A obra fala-nos da história, do património, dos usos e dos costumes das nossas terras, pelo que decidimos reproduzir a caracterização de cada uma das aldeias nos finais do século XIX, altura em que o autor escreveu as «Memórias».

Frescos da Igreja do Carvalhal recentemente descobertos

Frescos da Igreja do Carvalhal recentemente descobertos

Manuel Leal Freire - © Capeia Arraiana

Festas fora de Agosto

O grande surto migratório que quase deixou despovoadas todas as aldeias do concelho e o retorno massivo que se centra entre finais de Julho e princípios de Setembro levou a que a generalidade das nossas romarias ocorra por meados de Agosto.

O convívio na Festa de Santa Catarina, na Rebolosa

O convívio na Festa de Santa Catarina, na Rebolosa

Carvalhal do Côa – Recordar as festas de São Marcos

Finalmente! Finalmente, mais de meio século depois, como filho pródigo, fui às Festas de São Marcos do Carvalhal do Côa, uma anexa de Badamalos, apesar de as suas gentes estarem sempre muito mais unidas, em termos religiosos, familiares, sentimentais, trabalho e até económicos, à Freguesia da Bismula.

Judo - Karate - Capeia Arraiana

Rita Morgado no Open de Marrocos

Realizou-se a quinta edição do Open Internacional de Tanger (Marrocos) em Karate Shotokan, onde estiveram vários atletas portugueses defenderam as cores do nosso país.

Poetando – Carvalhal do Côa

Manuel Leal Freire - Capeia Arraiana«Poetando» é a coluna de Manuel Leal Freire no Capeia Arraiana, na qual a cada domingo vai publicando poemas inéditos, cada um dedicado a uma aldeia do concelho do Sabugal. Este Município raiano, um dos maiores do País em termos de extensão territorial, tem 40 freguesias, algumas delas com anexas, sendo no total exactamente 100 (cem) o número das localidades do concelho do Sabugal. Nesta edição o escritor e poeta bismulense dedica um soneto a Carvalhal do Côa, aldeia anexa de Badamalos. No próximo domingo será editado o poema relativo a outra freguesia: Baraçal.

CARVALHAL DO CÔA

Aos palmos não se medem as pessoas
Aos palmos não se medem os lugares
As Romas, os Parises, as Lisboas
Não vencem no cotejo com vilares

É outra a pureza dos seus ares
Bem mais lhanas e probas as pessoas
Vivendo juntas alegrias e pesares
Em união nas horas más e boas

Neste nosso Portugal cristão
Bem numerosos os carvalhais são
Das ilhas de Além Mar até ao Minho

Nenhum outro, porém, tem o encanto
De ser um tão poético recanto
Como este Carvalhal Carvalhalzinho

«Poetando», Manuel Leal Freire

Visita ao restauro da Igreja de Carvalhal do Côa

A 18 de Abril celebra-se o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios sob o lema «Do património mundial ao património local, proteger e gerir a mudança». Nas iniciativas a nível nacional do IGESPAR destaque para a visita ao estaleiro e às pinturas murais de Carvalhal do Côa, na freguesia de Badamalos, concelho do Sabugal.

IGESPAR - Carvalhal do Côa - Badamalos - Sabugal

O IGESPAR-Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico, promove anualmente esta iniciativa, tendo por base a proposta do ICOMOS Internacional, apresentando em 2012 uma programação diversificada de actividades organizadas por entidades públicas e privadas.
Esta comemoração tem como objectivo sensibilizar o público para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para o esforço envolvido na sua proteção e salvaguarda.
O tema escolhido para este ano – Do Património Mundial ao Património Local, proteger e gerir a mudança – assinala uma relevante efeméride, o 40º aniversário da Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural da UNESCO, no quadro da qual foi estabelecida a conhecida «Lista do Património Mundial». As reflexões e discussões levadas a cabo sobre esta matéria , a nível internacional, vêm-se refletindo na evolução de conceitos e metodologias que revertem para as distintas realidades nacionais e para as práticas concretas e mais locais da conservação.
No concelho do Sabugal o Programa Atelier Samthiago organiza uma visita ao estaleiro e às pinturas murais de Carvalhal do Côa, na freguesia de Badamalos. A orientação da visita está a cargo do pároco da freguesia, Padre Hélder Lopes, e de António Oliveira, coordenador da empresa de conservação e restauro.
O programa é o seguinte:
15:00 – Recepção dos participantes e distribuição da documentação.
15:30 – Visita ao estaleiro e trabalhos de conservação e restauro da Igreja Matriz de Badamalos.
16:30 – Saída para a Capela de São Marcos do Carvalhal, para observação das pinturas murais recentemente descobertas.
17:30 – Encerramento.
A organização da visita pertence ao Atelier Samthiago® – Conservação e Restauro e à Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Badamalos
As inscrições gratuitas, obrigatórias, são limitadas e devem ser feitas para o email geral@samthiago.com ou pelo telefone 258 825 385.
O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado a 18 de Abril de 1982 pelo ICOMOS (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios) e aprovado pela UNESCO.
jcl (com Atelier Samthiago e IGESPAR)

Frescos do século XV descobertos no Carvalhal

Foram descobertas no Carvalhal, freguesia de Badamalos, no concelho do Sabugal, duas pinturas murais a fresco do século XV, no decorrer de obras de conservação e restauro da capela de S. Marcos.

Segundo a agência Ecclesia, o pároco local, padre Helder Lopes, revelou que «os frescos encontrados são um elemento muito interessante, que vem valorizar o património histórico desta pequena capela e desta comunidade quase desconhecida».
«São, no entanto, também uma responsabilidade pastoral, porque é necessário preservar pinturas tão antigas e valiosas e ao mesmo tempo ensinar aos povos a sua importância», alertou ainda o pároco.
As duas pinturas, que representam a «Santíssima Trindade» e o «padroeiro da capela», o evangelista S. Marcos, foram encontradas durante uma acção de tratamento e conservação da talha da capela.
Para o responsável pelas obras, Carlos Costa, «as pinturas encontram-se em bom estado de conservação», apesar de estarem «há largos séculos escondidas debaixo das estruturas retabulares».
Numa região «onde escasseiam vestígios» da técnica de pintura a fresco, importa agora definir a forma como se pretende conjugar a preservação das descobertas com a recuperação dos retábulos.
«Recuperar e manter à vista é sempre problemático», admitiu Carlos Costa, já que isso implicaria uma alteração da estrutura actual da capela.
A pequena comunidade local – cerca de 18 pessoas, na sua maioria idosos – acolheu o achado «com alegria», reconhecendo tratar-se de «uma mais-valia para o lugar e para o concelho».
O Gabinete de Arte Sacra da diocese da Guarda, em parceria com a empresa de conservação e restauro, está agora a fazer um primeiro levantamento do estado dos murais, que poderá contar com a colaboração de «historiadores e pessoas entendidas no assunto».
plb (com Ecclesia)

PSD alcança três deputados no distrito da Guarda

O PSD alcançou um resultado histórico no distrito da Guarda elegendo três dos quatro deputados e alterando o tradição equilíbrio (2 e 2) entre os PSD e o PS. O PSD venceu em todos os concelhos do distrito da Guarda tendo alcançado no concelho do Sabugal 3472 votos (48,20%) contra 2004 (27,82%) do PS.

No círculo eleitoral da Guarda o Partido Social Democrata elegeu três deputados – Manuel Meirinho, Carlos Peixoto e Ângela Guerra – e o Partido Socialista apenas um deputado – Paulo Campos – ficando de fora, como grande derrotado da noite, José Albano que se posicionava em segundo lugar. O distrito da Guarda elege quatro deputados e tradicionalmente têm sido divididos entre os sociais-democratas e os socialistas.
Manuel Meirinho em declarações à agência Lusa considerou que a candidatura do PSD alcançou «um resultado histórico». O Partido Social Democrata, liderado pelo politólogo independente, alcançou 46,32 por cento dos votos, elegendo três deputados. Já o PS conseguiu 28,31 por cento dos votos e elegeu apenas um deputado, o que já não ocorria desde 1995, altura em que os dois partidos passaram a eleger dois deputados cada.
«É um resultado histórico para o distrito, que expressa o esforço feito numa campanha de proximidade junto das pessoas, séria e serena, muito transparente e muito sóbria», afirmou à Lusa Manuel Meirinho, eleito deputado pelo distrito da Guarda, tal como Carlos Peixoto e Ângela Guerra. Segundo Manuel Meirinho, os eleitores do distrito «preferiram a seriedade a uma campanha feita de forma agressiva e com algum vazio do ponto de vista das ideias» e garantiu que o partido trabalhou para obter «uma grande vitória».
Quanto ao facto de a lista distrital ter sido liderada por um independente, disse que a «mistura» de militantes e de independentes «mostra aos eleitores que os partidos são estruturas abertas».

ELEIÇÕES LEGISLATIVAS  –  5-6-2011
DISTRITO DA GUARDA

CONCELHO DO SABUGAL  –  FREGUESIA A FREGUESIA
Águas Belas Aldeia da Ponte Aldeia da Ribeira Aldeia S.António Aldeia do Bispo
Aldeia Velha Alfaiates Badamalos Baraçal Bendada
Bismula Casteleiro Cerdeira Fóios Forcalhos
Lageosa da Raia Lomba Malcata Moita Nave
Penalobo Pousafoles Quadrazais Quintas S. B. Rapoula do Côa
Rebolosa Rendo Ruivós Ruvina Sabugal
Santo Estêvão Seixo do Côa Sortelha Soito Vale das Éguas
Vale de Espinho Valongo do Côa Vila Boa Vila do Touro Vilar Maior

(Clique nas imagens para ampliar.)

jcl

Garraiada de São Marcos no Carvalhal do Côa

Mais uma vez viveu-se no Carvalhal o mais puro espírito arraiano… Dia 18 de Abril de 2010, pessoas de diferentes sítios juntaram-se na improvisada, mas segura, «Praça do Carvalhal».

Clique nas imagens para ampliar

A preparação, como é costume começou cerca de uma semana antes, havia tanto a fazer para que tudo fosse perfeito… Foi preciso transformar-se lama em solo resistente e um monte de andaimes e toldos num bar aconchegador. Sem medo de trabalhar, a organização, pertencente à Associação «Labirintos e Caminhos», entre a escolha dos «valentes» touros, andaimes, reboques, tractores e muita lama, conseguiu fazer com que este ano também, a garraiada fosse um sucesso! Durante o trabalho de montagem, não faltaram gargalhadas e muito menos comida e bebida.
Chegado o grande dia, apesar de felizes, todos tínhamos no rosto aquele olhar «só espero que não chova», e choveu mas apenas o suficiente para que não houvesse pó… Por volta das 16 horas começou a tão esperada garraiada com seis touros, animando a «praça» ao longo de quase três horas de festa brava com direito a forcão (emprestado pelos nossos vizinhos de Vale das Éguas). Durante as cambalhotas e marradas habituais servia-se bebida sempre fresca no bar para refrescar quem toureava ou deixar «quente» quem queria tourear…
Correu tudo como previsto, até a famosa WC móvel foi posta lá perto a preceito, mais uma vez a Associação agradece a participação e sobretudo o apoio e respeito que recebemos a cada passo que damos. Sem a união de todos nada disto tinha sido possível, o nosso muito obrigado!
Por fim, foi preciso desmontar e limpar tudo para que nada falhe para a grande festa do São Marcos já no próximo fim de semana… E mais uma vez… Olé!!!
Idalina Lopes

Associação «Labirintos e Caminhos» do Carvalhal

A associação «Labirintos e Caminhos» do Carvalhal, freguesia de Badamalos, festejou em grande a sua primeira passagem de ano. A festa começou três dias antes (como seria de esperar no Carvalhal), alguns sócios acenderam o forno da aldeia e com toda a dedicação foram-no mantendo quente e limpo para o grande dia e como era previsível e claro, por necessidade, foram-no experimentando com os petiscos que alimentaram a dedicação do trabalho.

Mas a organização deste evento teve inicio um mês antes, quando se decidiu o que era preciso comprar e preparar para que nada faltasse. Como a associação por enquanto, e repito, por enquanto ainda não tem um espaço próprio, a grande festa teve lugar numa espaçosa e aquecida garagem que nos foi emprestada com muito prazer; assim sendo as instalações eram muito bem preparadas pois para além do espaço e do aquecimento pudemos ainda contar com uma casa-de-banho pública e móvel feita com empenho pelos sócios «para as mulheres» dizem eles.
O jantar teve início por volta das 20.30 horas e a festa e a comida prolongaram-se pela noite dentro. Toda a comida foi preparada pelos sócios no forno da aldeia e numa cozinha improvisada de onde saiu um delicioso caldo verde já depois das doze badaladas.
Depois do saboroso e prolongado jantar toda a gente se divertiu no baile, gente de todas as idades dançou e mostrou muita alegria. O ponto alto da noite foi sem dúvida a passagem de ano em si; embora as nossas doze badaladas tenham sido improvisadas toda a gente pôde pedir os seus desejos para o novo ano acompanhados com as tradicionais passas e um grande banho de champagne, seguidos de um colorido momento de fogo de artificio; com mais ou menos idade todos brindaram em grupo ao novo ano, foram momentos de muita alegria, abraços e sorrisos.
Sem nunca desaparecer o espírito festivo, a festa e a música continuaram, e toda a gente ao olhar em volta percebeu que entrou em 2010 da melhor maneira: rodeados de amigos e de verdadeira alegria a condizer com a decoração colorida do lugar.
O leitão, o frango, o bacalhau, as deliciosas sobremesas e outros apetitosos aperitivos estiveram disponíveis durante toda a festa, bem como a bebida que provocou muitas danças inesperadas. Quando o cansaço começou a tomar conta dos participantes, a festa foi acabando… acabando não… foi apenas uma pausa, pois como seria de esperar no Carvalhal a festa prolongou-se com o mesmo espírito para o almoço de Ano Novo; o forno, a cozinha improvisada, a música, o wc móvel e o pezinho de dança voltaram a entrar em acção.
Agradecemos a ajuda e participação de todos, a associação tão nova ainda sentiu-se muito acarinhada e apoiada. Sem os pequenos e grandes contributos dos participantes esta festa nunca teria sido possível. Toda a gente, de todas as idades ajudou, quer nos preparativos, quer no festejo e ainda na parte final de arrumação e limpeza; um muito obrigado a todos, com esta ajuda a associação terá sempre pernas e apoio para chegar mais longe.
Ficámos muito felizes e realizados quando ouvimos os parabéns da parte de todos os participantes. Fica a promessa de os próximos eventos da associação serem igualmente agradáveis e correspondestes às expectativas.
A «Labirintos e Caminhos» ainda agora começou o seu caminho e sente-se já com força e apoio pois a passagem de ano não podia ter corrido melhor! A todos um bom 2010!!!
Idalina Lopes
Sócia da Associação «Labirintos e Caminhos»

O Capeia Arraiana endereça à jovem Associação do Carvalhal votos de longa caminhada pelos labirintos do século XXI. E para o Artur, o Tony, o Alexandre e o Pedrinho aquele abraço com muita amizade.
jcl

Magusto da Unidade Pastoral do Planalto do Côa

O Magusto da Unidade Pastoral do Planalto do Côa decorreu em Vale das Éguas, este domingo, dia 8 de Novembro, e contou com a presença de dezenas de participantes.

Padre Hélder LopesDecorreu no passado Domingo, dia 8 de Novembro, o magusto da Unidade Pastoral do Planalto do Côa. Esta iniciativa inter-paroquial, que congrega as comunidades da Arrifana do Côa, Badamalos, Bismula, Carvalhal, Rapoula do Côa, Ruivós, Ruvina, Vale das Éguas e Vilar Maior, promovida pelo seu pároco, Padre Hélder Lopes, decorreu pelo segundo ano consecutivo.
A itinerância do acontecimento levou-o, este ano, à paróquia de Vale das Éguas. O Conselho Económico Paroquial, a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal trabalharam em conjunto para proporcionar um grande dia de convívio.
Este ano a «Festa da Amizade e da Alegria», assim apelidada, constou de Eucaristia, precedida de ensaio de cânticos, almoço para todos os participantes, uma primeira parte do magusto, depois um fantástico torneiro de matraquilhos humanos, e por fim, a segunda parte do magusto. O dia terminou com o regresso de todos às suas terras.
Desde as 9.20 horas houve percursos de autocarro organizados entre as paróquias para trazer todos os participantes até Vale das Éguas. Às 10.40 horas adro e Igreja Paroquial de S. Sebastião estavam repletos de fiéis. Chegou a temer-se que as nuvens se desfizessem em água.
Cerca de duas centenas de pessoas participaram no banquete excelentemente confeccionado por pessoas da terra. Dezenas de crianças vindas de toda a parte davam um colorido especial à imensa moldura humana que se juntou no fim da refeição.
Mais de 50 quilos de castanhas e vários litros de jeropiga foram distribuídos pelos presentes, que não desaproveitaram a oportunidade de enfarruscar os amigos. Depois do momento alto, que foi a Eucaristia, o ex-líbris do dia foi o torneio de matraquilhos humanos, que a quase todos cativou. Formaram-se dezoito equipas de cinco elementos. Ao todo eram cerca de 90 participantes de todas as idades e feitios, homens e mulheres, velhos e crianças, que ao longo de mais de hora e meia, se digladiaram dentro da fantástica estrutura insuflável contratada e montada para o efeito.
No fim dos 18 jogos do campeonato, organizado por eliminatórias, saiu vitoriosa a equipa chamada «Os Presidentes», que como o próprio nome indica, era constituída por presidentes de Junta das diversas terras ali representadas. A segunda parte do magusto, já com muitos bolos e sobremesas, foi embelezada pela animação de algumas jovens promessas da música e da dança, que cantaram e nos encantaram com os seus passos. Foi um momento especialíssimo de convívio e lazer.
Pe. Hélder Lopes

Festa de São Marcos no Carvalhal do Côa

E O MORDOMO ERA O ARMANDO…
Clique nas imagens para ampliar